Pesquise no blog:

Carregando...

Tradutor

terça-feira, 31 de maio de 2011

Não desista, vá em frente



Não desista, vá em frente.
Sempre há uma chance de você tropeçar em algo maravilhoso.
Nunca ouvi falar em ninguém que tivesse tropeçado em algo enquanto estava sentado.

Caio Fernando Abreu

Eu amo tudo o que crio pra mim...



Eu me amo e me aceito exatamente como sou. Eu me apoio e tenho confiança em mim mesmo em qualquer situação. Coloco a mão sobre o meu coração e sinto o amor que há ali. Sei que posso me aceitar aqui e agora. Eu aceito meu corpo, meu peso, minha altura, minha aparência, minha sexualidade e minhas experiências. Aceito tudo o que criei para mim mesmo – o passado e o presente. Estou disposto a permitir que meu futuro aconteça. Eu sou uma divina e magnífica expressão da vida e mereço o melhor. Eu aceito a plenitude. E, acima de tudo, eu me aceito. Eu tenho um grande valor e gosto de quem sou.

Louise Hay

Amém...




Autodomínio...


Muitos dizem:


- Não se pode confiar em ninguém. E já que ninguém é de confiança, eu também vou aprontar das minhas! Esse mundo é uma selva, e cada qual se defende como pode.


Então, você é igual? Você é do mesmo jeito que acha ruím nos outros?
Se a vida é uma selva pra você, é porque você é um selvagem, nos instintos e nos impulsos. A única reação que você conhece é avançar com os dentes e as garras contra tudo que pareça ameaça. Pensa que é um grande homem, mas repete o comportamento dos animais.
Vocês podem achar meio duro isso, mas eu tenho que dizer, porque senão vocês não vão ver, vão ficar na cegueira.
Você está esperando todo mundo ficar anjinho pra você ser bom? Então nunca vai ter bondade neste mundo. Ora, ninguém quer ser o primeiro!... E não estaria aí a verdadeira grandeza do homem, a capacidade de suplantar a animalidade? Vocês nunca ouviram dizer que a violência, a força bruta, é o recurso dos ignorantes? O que é que vocês querem provar? Que não aprenderam nada?
Ser grande é ser superior. Ser superior é pautar seus comportamentos por diretrizes internas, e não como resposta ao que vem de fora.
- Se mexer comigo, viro um bicho! - dizem.
Então, você não tem controle de sí mesmo? Está dependendo do que os outros são pra ser o que você é? E cadê a sua individualidade? Cadê o grande homem?
Qualquer contratempo já se revolta, já arranca os cabelos, já sai gritando? Como é que um ser humano pode dizer que domina os outros e não consegue dominar nem a sí mesmo?
É que o seu domínio é falso. Ninguém domina ninguém, a gente só consegue botar um pouco de medo durante um certo tempo, mas ninguém é bobo de aceitar uma situação destas indefinidamente. Veja o que acontece com o totalitarismo, no mundo: a sua base vai se dissolvendo, e ele desmorona. Aí, você vai ver, quando a vida começar a lhe mostrar a verdade do que você está plantando...
Aí você vai chorar, como acha que nenhum homem deveria chorar.
E você vai ter que ser muito homem pra enfrentar o que vem depois, quando todo o seu egoísmo, a sua insanidade, a sua falta de escrúpulos se voltar pra você, porque é o que sempre acontece, a vida nos dando de volta tudo que damos pra ela.

Calunga/Rita Foelker




segunda-feira, 30 de maio de 2011

Eu liberto toda a energia negativa...



Não importa por quanto tempo as crenças negativas tenham estado no meu subconsciente. Agora eu afirmo que estou livre delas. Afirmo que estou dispoto a me libertar das causas que estão criando condições negativas em minha vida. Afirmo que desejo me livrar dessa negatividade. Sei que isso irá desaparecer, se desfazer e se dissolver no nada, de onde veio. O velho lixo não tem mais controle sobre mim. Estou livre!

Louise Hay




Ser feliz sem motivos...



Existe essa alegria, e eu não posso evitá-la, pois são poucos os gestos permitidos, se você reparar; não podemos desperdiçar um que seja. Então, muitas vezes, eu preciso de um fone de ouvido para ouvir a minha alegria bem alta sem incomodar o vizinho. Então, eu me sento ali no cantinho e sou feliz, escancaradamente sem motivo!

Rita Apoena


Que seja...

Bons olhos...

Hoje estava pensando como muitas vezes a gente reclama das coisas que nos acontecem, e perguntamos porque nessa ou naquela área das nossas vidas as coisas não fluem de acordo com o que acreditamos ser o normal...

Poucas vezes percebemos que, onde as coisas não estão fluindo... e temos problemas, se escondem as maiores riquezas de aprendizado que vão nos proporcionar mais possibilidades de ampliar a consciência...

Se imaginarmos que desde o nosso nascimento em determinada família, os nossos amigos... e todas as pessoas e situações que atraímos para nossa vida, têm a configuração perfeita para a nossa evolução... isso nos faria olhar para tudo de forma diferente...
Algumas pessoas e situações nos facilitam o caminho com leveza... outras, no entanto, nos trazem sofrimentos que, muitas vezes, nos fazem sentir que somos vítimas daquelas situações... onde a única coisa que podemos fazer é reclamar...

Com certeza tudo seria mais fácil se olhássemos para nossos problemas... com outros olhos... como diria minha mãe, com "bons olhos"... e o que poderia parecer a princípio ser só negativo... passaria a ser visto como um desafio que vai nos fazer crescer... um campo fértil de aprendizado...

Geralmente medimos nosso sucesso ou insucesso... nas diversas áreas das nossas vidas, comparando com que é considerado normal, ou aceitável... temos modelos prontos de sucesso em todos os campos, e a tendência da maior parte das pessoas é querer se enquadrar nesses modelos...
Nos esquecemos que cada um de nós se expressa de forma única e que seria loucura tentar nos adaptar, seja em qual área for, a modelos prontos... Com certeza não caberíamos em nenhum, sem que para isso precisássemos nos encolher daqui.... nos esticar dali... eliminar umas coisas e acrescentar outras... sempre abrindo mão da nossa natureza... sempre abrindo mão da forma única e especial que cada um de nós tem de se expressar e de se relacionar com o mundo...

Hoje estava pensando nisso e pensando em como somos abençoados por ter a oportunidade de sempre poder escolher a cada minuto, que caminho vamos tomar... se vamos continuar reclamando por julgarmos que tudo que nos chega não é o que queriamos, ou se vamos agradecer pela infinita generosidade do Grande Mistério que dá a cada um... no dia a dia... a rica matéria prima que possibilita a evolução...

Podemos olhar para os problemas como tintas de cores que não nos agradam muito, mas que, se nos dispusermos a tabalhar com elas, misturando aqui e ali, vamos fazer obras de arte... ou podemos ficar reclamando que não pintamos porque não temos as tintas que queremos... e nos tornar vítimas que não tem outra saída a não ser reclamar...

Não sei se algo mudou mais um pouco dentro de mim, mas hoje eu consegui olhar para os problemas com bons olhos... e sentir mais profundamente a riqueza de aprendizado que nos chega sempre através deles... e me deu mais ânimo de trabalhar com essas situações sabendo que, só depende de mim... fazer disso tudo uma linda obra de arte... assim como a ostra faz a pérola... E vi claramente a grande diferença que faz a maneira com que recebemos cada coisa... a forma com que olhamos para ela...
O Olhar que temos para as coisas que nos chegam a cada dia... determina em muito a qualidade das nossas vidas...

Não adianta olhar para o lado tentando comparar a nossa história com a história do outro... porque não existe uma medida que serve para todo mundo... cada um tem que encontrar essa medida no coração porque ela é única, assim como nós somos únicos. Somos todos um... nos expressando com singularidade.

Foi assim que hoje... senti uma grande disposição de mergulhar profundo nos mistérios que a vida me traz... de uma forma... ou de outra...

Texto de Rúbia A. Dantés


E é com esse delicado texto da Rúbia, que inicio a semana!

Vamos olhar com "bons olhos"... sempre!


domingo, 29 de maio de 2011

Sem comparações....



"A vida está cheia de razões gratuitas de felicidade.
Mas a inveja nos torna cegos,
e não vemos onde ela se encontra...
A experiência de felicidade só é possível
naqueles fugazes momentos em que os olhos
ficam livres da maldição da inveja.
É só então que eles param
sua louca dança de comparação
e descansam, deleitados, sobre as pequenas coisas
que o cotidiano nos dá".

Rubem Alves





Mente vazia...oficina do mal

O senso comum costuma julgar tudo que percebe.
Sem cerimônia, coloca em atividade total seus comentários.
À espreita de novas informações, vez por outra, talvez, ouve ‘casos e acasos’, e promove um verdadeiro dilúvio na vida das pessoas que são vítimas de suas línguas ferinas.
O importante a perceber nesta atitude é a falta de Auto Conhecimento. Àquele que costuma falar de seu vizinho, amigo, de qualquer pessoa, não reconhece sequer o seu íntimo.

Por fuga, medo de tirar os enfeites de sua face, que aos poucos deformam a Essência, falam dos outros.

Mas a questão é:
Será que percebem que estão falando de si mesmos?

O que se vê no outro, está enraizado profundamente no interior.

Dura verdade, de difícil aceitação, talvez!
Mas uma profunda reflexão irá trazer à tona toda mágoa guardada no coração. E assim, abrindo novos caminhos para o crescimento pessoal, curando as dores silenciosas. Quando uma pessoa conhece a si mesma, ela não julga a outra, não comenta, não perde tempo com acusações, pois sabe que assim como a pessoa que está sendo julgada possui qualidades e defeitos, e está em busca do aperfeiçoamento moral e pessoal, assim, a pessoa que se conhece também age. Ou seja, pondera antes mesmo de apontar os dedos, ou se deixar levar por maledicências.

É imprescindível que se busque o aperfeiçoamento. A vida é progresso. E a única constante é a mudança. Pra que se prender em aparências, quando se sabe que tudo é Essência?
Ou por acaso, você não seria Essência?

Ler bons livros que estimulem o intelecto. Olhar para o semelhante com o mesmo olhar que gostaria de ser observado, ter compaixão no real sentido da palavra... E não somente: palavras. Mas sim, a verdadeira ação.

Já diz o dito popular: Mente vazia, oficina do mal.

Reflita sobre seus pensamentos, sentimentos e ações, e antes de pensar em corrigir o outro, corrija-se primeiro... E tudo ao seu redor irá se transformar.

(Gênice Suavi)






Como se fosse o último...

Quem dera eu aprendesse a viver cada dia como se fosse o último. O último para dizer “obrigada”. O último para dizer “me desculpa”. O último para dizer “eu te amo”. O último para abraçar cada pessoa amada com aquele abraço bom que faz um coração cantar para o outro. O último para apreciar a vida com o entusiasmo que não guarda nenhuma delícia nem ternura pra depois. O último para fazer as pazes. Para desfazer enganos. Para saborear com calma, como se me servissem um banquete, a preciosidade genuína que cada único respiro humano representa.

Quem dera eu aprendesse a viver cada dia como se fosse o último. O último pra esquecer tolices. O último para ignorar o que, no fim das contas, não tem a menor importância. O último para rir até o coração dançar. O último para chorar toda dor que não transbordou e virou nódoa no tecido da vida. O último para deixar o coração aprontar todas as artes que quiser. O último para ser útil em toda circunstância que me for possível. O último para não deixar o tempo escoar inutilmente entre os dedos das horas.

Quem dera eu aprendesse a viver cada dia como se fosse o último. O último para me maravilhar diante de cada expressão da natureza com o olhar demorado de quem olha pela primeira vez. O último para ouvir aquela música que acende sóis por toda a extensão da minha alma. O último para ler, de novo, o poema que diz tanto de mim que eu me sinto caber nos olhos do poeta que o escreveu. O último para desembaraçar os fios emaranhados dos medos que me acompanham.

Quem dera eu aprendesse a viver cada dia como se fosse o último. Eu não perderia uma chance para me presentear com os agrados que me nutrem. Eu criaria mais oportunidades para dizer o meu amor. Para expressar a minha admiração. Para destacar para cada pessoa a beleza singular que ela tem. Para compartilhar. Eu não adiaria delicadezas. Não pouparia compreensão. Não desperdiçaria energia com perigos imaginários e com uma série de bobagens que só me afastam da vida.

Quem dera eu aprendesse a viver cada dia como se fosse o último, porque pode ser.

Ana Jácomo

Para sua mentalização funcionar!

Muitas pessoas cultivam pensamentos positivos, desejam o melhor, repetem frases otimistas… mas, ao não obter o que pretendem, tornam-se descrentes. Pensam: “Nada disso funciona!” Você é uma delas?

Repense, pois tudo o que você nota, diz, discute e absorve passa a fazer parte da sua vida. Afinal, o pensamento é energia quantificada, cujo teor – positivo ou não! – uma vez validado por sua mente, começará a interferir em suas trocas energéticas dali para frente. Quer queira ou não…
Então, se a sua mentalização não tem funcionado, é preciso analisar melhor suas crenças e descobrir qual delas tem impedido seu sucesso. Pode ser que não esteja preparada para receber os benefícios que deseja. Talvez acredite que Deus pune quem erra e que todos somos pecadores, aceitando, assim, ter menos, porque acha que não merece o melhor. Ou, quem sabe, contenta-se em pedir ao Universo apenas o que acha que precisa. Tudo porque, no fundo, sente-se culpada por querer o melhor – e por trás dessa atitude há a falsa crença de que, se receber muito, estará “tirando” dos outros.

Ora, Deus possui poder ilimitado. Tem meios de suprir todas as necessidades das pessoas e dar muito mais. E o faz sempre que elas estão prontas para receber. Pensar positivo funciona por ligar você a energias elevadas, que respondem com a fartura, oferecendo-lhe o melhor.

Entretanto, não basta repetir frases otimistas. É preciso derrubar as barreiras das falsas crenças aprendidas. Nós somos espíritos eternos, criados à semelhança de Deus. Somos capazes de gerir nosso mundo interior e a vida está nos ensinando a desenvolver a consciência plena para levarmos a bom termo nossa evolução, contribuindo para a melhoria do Universo como um todo.

Cada um de nós tem um projeto divino na vida. Conforme amadurecemos, vamos nos integrando e realizando o que viemos fazer. Tudo o que nos pertence por direito divino virá em nossas mãos. Nada nem ninguém pode tirar o que é nosso. Essa crença nos fortalece e joga fora todos os medos.

Para ter acesso a esses benefícios é preciso não aceitar o que for negativo. Só o bem atrai coisas boas, mas ele precisa ser verdadeiro. Às vezes, intencionamos fazer o bem. Porém, o resultado não é bom – sinal de que estávamos enganados em nossa maneira de ver.

Fique atenta e perceba: quando tomamos uma atitude e temos uma sensação boa, de paz, estamos certas. Quando sentimos inquietação, conflito, estamos erradas. Fica fácil escolher o que é melhor…

Deus é nosso provedor e deseja nos dar o melhor. Abra sua mente e seu coração para receber todas as bênçãos que Ele quer lhe dar. Não tenha medo de receber. Fale sobre o assunto, aceite todo bem que é seu por direito divino. Doe uma parte dos bens que recebe, fazendo-os circular – a mesquinhez anula a prosperidade. Faça o seu melhor. Cuide bem de si mesma, capriche em tudo que faz, aceite as diferenças, selecione amizades e leve para a sua intimidade pessoas nutritivas, que pensem como você, e conviva socialmente com as outras. Essas são algumas dicas que tenho aprendido e que deram bons resultados. Experimente-as e, estou certa, irá se surpreender ao descobrir outras tantas coisas do seu mundo interior que só você poderia enxergar.

Zíbia Gasparetto

sábado, 28 de maio de 2011

Alimentos x Emoções

Banana:contra a ansiedade

Se você anda mais ansiosa que o normal, aposte na banana para elevar os níveis de serotonina. Quando os níveis desse neurotransmissor estão baixos, falha a comunicação entre as células cerebrais. Aí você fica irritada e especialmente ansiosa. A fruta combina doses importantes de triptofano e vitamina B6. Juntas, as duas substâncias se tornam poderosíssimas na produção da serotonina.
Quanto consumir: 2 unidades por dia


Mel: pura alegria

Triste sem motivo? De novo a causa pode ser a serotonina de menos. Nesse caso, o mel funciona como um calmante natural, pois aumenta a eficiência da serotonina no cérebro. Mas não é só aí que ele atua. Quando alcança o intestino, ajuda a regenerar a microflora intestinal. Resultado: o ambiente se torna mais propício para a produção de serotonina. Surpresa? Pois é, cerca de 90% do neurotransmissor do bom humor é produzido no intestino.
Quanto consumir: 1colher (sopa) / dia.

Abacate: amigo do sono

Dormir é tão importante para viver bem quanto comer direito e fazer exercícios. Tem noite que o sono não vem? Põe fé no abacate. Tudo bem, ele tem gordura, mas é boa. E oferece vitaminas que ajudam você a se entender melhor o travesseiro. A vitamina B3 equilibra os hormônios que regulam as substâncias químicas cerebrais responsáveis pelo sono. Já o ácido fólico funciona como se fosse uma enzima, alimentando os neurotransmissores que fazem você dormir bem. Quanto consumir: ½ abacate pequeno, 3x / semana.

Salmão: levanta o astral

Mau humor constante pode ser sinal de falta de ômega 3 no prato. O representante oficial dessa gordura amiga é o salmão. Mas existem outros peixes (atum, aranque e sardinha) que jogam seu astral lá para cima. O ômega 3 melhora o ânimo porque aumenta os níveis de serotonina, dopamina e noradrenalina - substâncias responsáveis pela sensação de bem-estar. Estudos também comprovam que este ácido graxo tira os radicais livres de cena e assim protege o sistema nervoso central. Quanto consumir: 1 porção, 3x / semana.

Lentilha: afasta o medo

Angústia e medo podem estar relacionados ao desequilíbrio de cálcio e magnésio. Essa dupla atua no balanceamento das sensações. Além de incluir alimentos com cálcio (queijo e iogurte) e magnésio (acelga) na dieta, consuma mais lentilha. Ela tem efeito ansiolítico, ou seja, tranqüiliza e conforta. Isso porque é precursora da gaba, neurotransmissor que também interfere nos sentimentos.
Quanto consumir: 3 conchas pequenas / semana.

Nozes: mantém você concentrada

São muitos os nutrientes das nozes. Mas é a vitamina B1 a responsável por essa fruta oleaginosa melhorar a concentração, pois a B1 imita a acetilcolina, neurotransmissor envolvido em funções cerebrais relacionadas à memória.
Quanto consumir: 2 nozes, 4x / semana.

Chá verde: espanta o estresse

Essa erva, a Camellia sinensis, tem fitoquímicos (polifenóis e catequinas) capazes de neutralizar as substâncias oxidantes presentes no organismo que, em excesso, deixam você cansada e estressada e acabam desorganizando o funcionamento do organismo. O estresse é capaz de desencadear a síndrome metabólica, culpada por doenças como a obesidade e a depressão. Beber chá verde, conforme alguns estudos, melhora a digestão e deixa a mente lenta.
Quanto consumir: 4 a 6 xícaras (chá) / dia.

Brócolis: deixa a mente esperta

É comum você demorar alguns segundos para lembrar o número do seu telefone? Este alimento é rico em ácido fólico, acelera o processamento de informação nas células do cérebro, conseqüentemente, melhorando a memória. Porções extras desta verdura vão fazer você lembrar de tudo rapidinho.
Quanto consumir: 1 pires / dia.

Clorela: controla a preocupação

Comportamento obsessivo pode ser sinal de que as células do organismo estão desvitalizadas. A alga clorela funciona como um poderosíssimo reparador celular, melhorando as funções fisiológicas e o sistema imunológico. E mais: contém vitaminas (B3, B6, B12 e E) e minerais (cálcio, magnésio e fósforo) e aminoácidos (triptofano) que ajudam a estabilizar os circuitos nervosos, acabando com a aflição e aumentando a sensação de conforto.
Quanto consumir: de 2 a 4g / dia (cápsula)

Óleo de linhaça: dribla o apetite voraz

O óleo extraído da semente de linhaça e prensado à frio é uma fonte vegetal riquíssima em gordura ômega 3, 6 e 9. Melhor: é um dos poucos alimentos com ômega numa proporção próxima do ideal, o que é imprescindível para que exerça suas funções benéficas. Uma delas é regular os hormônios que ajudam a manter o sistema nervoso saudável. Com isso, a ansiedade perde espaço e a cumpulsão a comida fica bem menor. Quanto consumir: 1colher (sobremesa) / dia, antes das refeições principais.

Gérmen de trigo: acaba com a irritação

Assim como as nozes, o gérmen de trigo tem vitamina B1 e inositol, que reforçam a concentração. Mas por ter uma boa dose de vitamina B5, o gérmen é especialmente indicado como calmante, já que melhora a qualidade de impulsos nervosos, evitando nervosismo e irritabilidade.
Quanto consumir: 2 colheres (chá) / dia.

Tofu: espanta o desânimo

O queijo de soja tem o dobro de proteínas do feijão e uma boa dose de cálcio. Também é rico em magnésio (evita o enfraquecimento das enzimas que participam de produção de energia) e ferro (combate a anemia). Quando estes minerais estão em baixa no organismo, você se sente fraca e sem ânimo. Mas é a colina, substância que protege a membrana das células cerebrais, que dá ao tofu o poder de acabar com o cansaço mental. Quanto consumir: 1 fatia média / dia.

Dr. Luiz Carvalho - Nutrólogo e Nutricionista


Descobri!



"Até que num belo momento, depois de muito cansaço, depois de muito doer,depois de muita neblina, depois de muita busca, sobretudo, a gente descobre,contente que nem criança diante de novidade, onde o amor estava o tempo todo. Onde estava a chave. Onde estava o alimento. Maravilhados, começamos a cuidar de nós mesmos. Começamos a dedicar carinho e delicadeza a nós mesmos, esses que pensávamos que podiam vir somente dos outros.
Descobrimos que o interruptor que faz a vida acender esteve o tempo inteiro no nosso próprio coração."

(Ana Jácomo)



Simplesmente perfeito!

Você é um canal limpo e aberto para a força do Universo...



Você é um canal limpo e aberto para a força do Universo.
Admita que está em constante sintonia com a voz da Divindade no seu íntimo!
E ao escutar a si mesmo haja com confiança, de acordo com o que está ouvindo.
Tenha certeza que quando estiver seguindo a sua voz interior, o Universo vai cuidar de você e te prover de suas necessidades. "As respostas estão todas dentro de você, porque a trilha de acesso é sempre individual"

(Luis Carlos Mazzini)


sexta-feira, 27 de maio de 2011

Não voltaria no tempo...



"Não voltaria no tempo para consertar meus erros,
não voltaria para a inocência que eu tinha - e tenho ainda.
Terei saudades da ingenuidade que nunca perdi?
Não tenho saudades nem de um minuto atrás.
Tudo o que eu fui prossegue em mim."

(Martha Medeiros)



Livre-se dos problemáticos!

Algumas pessoas surgem em nossa vida de forma desagradável. Trazem desconforto, irritação… E, por mais que desejemos nos livrar delas, permanecem de uma forma ou de outra. Está acontecendo com você? Tem feito o que sabe para reverter o processo, mas, como não conseguiu, acredita que precisa sujeitar-se a esse desgaste pelo resto da vida? Isso não é verdade: existe solução!

Há como desenvolver nossa atitude de forma a atrair deliberadamente figuras felizes, tranquilas,evoluídas, que tenham afinidade conosco. Assim, livramos nossa vida de indivíduos problemáticos, cuja ligação conosco já deu o que tinha que dar. Podemos, portanto, selecionar amizades. Escolher convivências com as quais podemos trocar energias positivas. Mas… o que fazer quando a criatura problemática está na nossa família, no nosso ambiente de trabalho?

Bem, você não tem como mudar a pessoa. Entrentanto, pode mudar a sua maneira de lidar com ela. Se apesar de tudo o que já tentou a vida insiste em mantê-la ao seu redor, deve ser por um bom motivo: ou você tem como auxiliála ou pode aprender por meio dela. Viver reclamando, implicando, criticando, brigando, vigiando… Tudo isso é desgastante. Tira seu equilíbrio, acaba com sua saúde, faz mal. E só serve para acabar alimentando e mantendo viva a ligação.


O primeiro passo é aceitar o que não pode mudar, mas reconhecer que tem o direito de preservar sua integridade e manter seu bem-estar. Diante de um acontecimento grave, faça apenas o que for possível e entregue o restante nas mãos de Deus. Pense que essa pessoa está ligada a você por determinação divina e, sendo assim, tudo está certo. Afinal, Deus é nosso provedor, tem pleno poder e resolve tudo no devido tempo.

No mais, cuide do seu bem-estar. Não se deixe impressionar pelo que os outros dizem ou pensam nem se coloque no lugar de vítima. Perceba até que ponto tem se deixado levar pelo orgulho, agido de forma violenta, querendo que as coisas sejam feitas do seu jeito. Saia do drama e note se vem exagerando em suas exigências. Ignore o que já aconteceu e comece a imaginar que essa pessoa já é como você gostaria que ela fosse. Faça isso mesmo que não acredite que ela possa vir a ser assim, e a estará envolvendo em sugestões positivas, o que fará muito bem tanto a ela quanto a você. É uma forma de auxiliar alguém a encontrar novas ideias e começar a mudar a maneira de pensar.

Também procure aceitar as coisas com mais naturalidade e evite ficar todo o tempo pensando no assunto. Tudo que você pensa, fala, discute e mantém entra na sua vida. Para mudar aquilo que não gosta é preciso começar a pensar, falar, comentar, discutir apenas o que lhe faça bem. Pense que o mal é temporário e só o bem é real. Invista em coisas que lhe deem prazer, que a façam feliz, que a deixem de bem com a vida, motivada a seguir adiante apesar dos desafios do caminho. Então, poderá quebrar o vínculo com pessoas problemáticas de duas maneiras: ou elas acabarão se achegando e se tornando boas amigas, ou irão viver em outro lugar, onde se sentirão mais felizes. De um jeito ou de outro, todos estarão bem resolvidos, mais amadurecidos, experientes e equilibrados. Aprenderam as lições que vieram buscar. Agir assim requer determinação e esforço, mas vale a pena tentar. Experimente e verá!

Zíbia Gasparetto

quinta-feira, 26 de maio de 2011

Sabe o que é um pensamento positivo?



"Seus pensamentos são positivos quando eles se ocupam de tudo o que você deseja e ama."

(Rhonda Byrne)

Simples assim...


Agradecimento...



Hoje, venho agradecer a todos que visitam este blog! Obrigada!

Obrigada pelos comentários, pelas mensagens e pelas gentis assinaturas no livro de visitas. Obrigada por se tornarem seguidores, pois assim tenho a oportunidade de conhecê-los também.

Desde que iniciei o blog, em novembro de 2010, já recebi mais de 22.000 visitas! Recebo visitas de várias partes do mundo! O meu sincero agradecimento aos países campeões que são: Brasil, Portugal, EUA e Japão :- ) valeu!

Criei este blog com o objetivo de compartilhar... e fico feliz em saber que esse objetivo foi alcançado! É compensador saber que as pessoas gostam e sentem-se bem aqui, afinal tentei criar um ambiente agradável e propício para compartilhar coisas boas.

Venham sempre me visitar e tomar um chá (ou café..rss) comigo...a casa estará sempre aberta e perfumada! Pois na correria do dia a dia, ter um lugarzinho para fazer uma pausa e ouvir os passarinhos sempre é bom! É como dizia o poeta Drummond: " A vida precisa de pausas..."

Ah...Um agradecimento especial as "vizinhas" e amigas que sempre estão por aqui comentando e participando:




E claro, não podeira deixar de mandar um forte abraço a todos os meus queridos vizinhos, pois se estão na minha lista é porque os considero especiais...


Beijos agradecidos...


Uma xícara de chá...



A percepção vem através da sensibilidade. Você tem que se tornar mais sensível a tudo aquilo que faz, de forma que mesmo uma coisa trivial como um chá se torne extraordinária. Você pode pensar em algo mais trivial do que um chá? Pode encontrar algo mais comum do que um chá? Não, não pode, e os monges zen elevaram essa coisa tão comum ao ponto de torná-la extraordinária.
Eles criaram uma ponte entre o "isso" e o "aquilo", como se chá e Deus houvessem se tornado um só.
A menos que o chá se torne divino, você não poderá se tornar divino, porque o menor precisa ser elevado a maior, o ordinário precisa ser elevado ao extraordinário, a Terra precisa ser o Paraíso.
É preciso criar uma ponte, não pode haver nenhuma brecha.

Osho



Impermanência...

Um dos princípios do ensinamento budista, e pilar de toda a sua filosofia, a IMPERMANÊNCIA é uma das lições mais caras e difíceis de aprendermos, e que deveríamos praticar todos os dias, talvez como no filme de Bertolucci, "O pequeno Buda", onde os monges constroem delicadas mandalas com areia colorida, e logo após a conclusão do belo trabalho, destroem tudo com as mãos, demonstrando na prática que nada é permanente.

No lado Ocidental, vemos Jesus caminhando sem nenhum bem, sem nenhuma posse, ao ponto de lembrar que o filho de Deus não tinha sequer uma pedra onde deitar a cabeça na hora de dormir, em desapego total.

Quase todo o sofrimento humano decorre do apego que mantemos pelas pessoas, objetos ou fatos que marcam a nossa vida.

Sabemos que tudo tem um fim, mas vivemos como se tudo fosse durar pela eternidade, por isso ainda nos espantamos com a morte, nos deprimimos com frustrações, sofremos com as traições, quase morremos com os rompimentos de relacionamento.

Não é fácil aceitar a IMPERMANÊNCIA, nem desapegar-se de coisas tão queridas, mas como disse o mestre Dogen: "Ensinamento que não parece forçar alguma coisa em você, não é verdadeiro ensinamento".Pratique diariamente a IMPERMANÊNCIA, refletindo nas mudanças que já ocorreram com você e concentre-se na felicidade que é simples, mais simples do que imaginamos.

Veja se você não está colocando seus sonhos em prateleiras altas, em tempos e lugares distantes demais. A felicidade costuma estar sempre perto de nós, nos lugares mais simples, ao alcance das mãos.

Por isso, ainda hoje escutamos pessoas arrependidas dizerem: "Eu era feliz e não sabia". Você é feliz por estar aqui e deveria saber disso, sempre!
Eu acredito em você.


por: Paulo Roberto Gaefke




quarta-feira, 25 de maio de 2011

Quando você percebe...



"Quando você percebe que nada lhe falta,
o mundo inteiro lhe pertence..."

Lao Tsé

Nunca escreverei uma palavra...



"Nunca escreverei uma palavra para lamentar a vida.
Meu verso é água corrente, é tronco, é fronde.
É folha, é semente, é vida!..."


Cora Coralina


Amparadores espirituais...

Nós, seres humanos, enquanto consciências emocionais, temos a tendência de pensar que os seres mais evoluídos sempre atendem aos nossos pedidos e realizam nossos desejos. Não funciona assim. Do mesmo jeito que na Terra existem diferenças de padrão social, cultural, econômico etc, no plano espiritual também existe diferença de nível de evolução das consciências que lá habitam. O que isso significa? Significa que quando nós pedimos ajuda a uma consciência evoluída (os seres de luz, como alguns costumam dizer) eles nem ouvem porque estamos numa frequência vibratória completamente diferente da que eles estão. Imaginemos uma empresa. Quando um funcionário da linha de produção está com algum problema a quem ele vai pedir ajuda? Ao presidente, ao diretor? Não. Quem está mais próximo dele é o pessoal do RH – recursos humanos. Ele nem consegue chegar ao gerente, na maioria das vezes. O diretor da empresa nem toma conhecimento da existência desse funcionário. Não porque o funcionário não seja uma figura importante, mas é porque existe uma hierarquia e uma organização lógica dentro de uma empresa. O diretor está envolvido com assuntos de outro nível. O presidente também. Levando isso para o lado espiritual, nós queremos acreditar que os seres de luz estão lá em cima para nos ajudar, não importa se eles estão em outro nível. É obrigação deles ajudarem as criaturas infelizes aqui da Terra. Pensar dessa forma é infantilidade e imaturidade consciencial.

As consciências evoluídas alcançaram esse nível porque trabalharam muito para isso. Ninguém dá para nenhuma consciência a evolução. Evolução é conquistada ao custo de muito trabalho. Mas nós, que somos seres emocionais e dependentes, não queremos trabalhar para nossa evolução, nem fazer mudanças significativas em nossas vidas. Nós só queremos pedir ajuda e esperar. E se não recebermos a ajuda que pedimos, criticamos os deuses, os santos e nos sentimos infelizes e esquecidos.

Temos que sair desse comodismo. Que tal arregaçar a manga e colocar a mão na massa? Pode ter certeza de que, se você fizer isso, aí sim vai trazer para perto de você amparadores espirituais de melhor qualidade. Não são os seres de luz que têm que baixar até a Terra para atender aos nossos pedidos. Nós é que temos que nos esforçar, melhorar nosso padrão para dar um passinho em direção a eles. Essa é a lógica. E como colocar a mão na massa? Comece fazendo uma lista de todos os seus "defeitos", vamos dizer assim, e se esforce para corrigi-los. Você sente raiva, geralmente? Você sente ciúme? Brigou com alguém e não consegue perdoar essa pessoa? Você vai ter que mudar tudo isso. É por essa razão que a pessoa nem pensa em sua própria vida, em seu nível de evolução. Porque se parar para pensar e fizer uma análise sincera, vai perceber tanta coisa para corrigir, que é melhor se auto-enganar, não encarar a sua própria verdade, e assim, fica durante várias encarnações, girando em torno de seu próprio ego, culpando as outras pessoas e o mundo pela sua infelicidade.

Nós somos responsáveis por nós mesmos. Somos herdeiros de tudo que criamos. Vamos encarar essa realidade com coragem e mudar esse contexto. Os amparadores espirituais se aproximam de pessoas que estão fazendo alguma coisa de útil para sua própria evolução. Não adianta ir a um asilo ou a um orfanato uma vez por mês, pensando que isso é uma bela ação de bondade. Você tem que mudar o que você é dentro de você.

Tente diminuir o tamanho do seu ego, assumindo os seus defeitos, assumindo os seus erros, pedindo desculpas quando for preciso, não julgando o seu próximo e nem praticando maledicências. Tente ser melhor a cada dia e você vai perceber as coisas a sua volta começarem a dar certo.
E, uma coisa que é fundamental: tenha sempre um sentimento de gratidão aos seus amparadores espirituais. Todas as coisas que você tem podem ser tiradas a qualquer momento. E, se você esta passando por dificuldades de qualquer tipo, analise seu comportamento. Se você se esforçar para mudar, saindo da zona de conforto do ego, com certeza atrairá amparadores espirituais, mudando o rumo da sua vida.

Artigo escrito por Fátima Alves, com base nos conhecimentos adquiridos no CEC.

As nossas expectativas...



Tente ver as coisas negativas que acontecem com você como algo que acontece por uma razão precisa.
E não se lamente pelo ocorrido, além de não servir de nada reclamar, isso vai lhe vendar os olhos para continuar o caminho.

Quando não conseguimos tirar da cabeça que alguém nos feriu, estamos somente reavivando a ferida, tornando-a muitas vezes bem maior do que era o início.

Nem sempre as pessoas nos ferem voluntariamente.
Muitas vezes somos nós que nos sentimos feridos e a pessoa nem mesmo percebeu e nos sentimos decepcionados porque aquela pessoa não correspondeu às nossas expectativas.

As nossas expectativas!!!
E sabemos lá quais eram as nossas expectativas!
Nós tanto nos decepcionamos quanto decepcionamos os outros.
Mas, claro, é bem mais fácil pensar nas coisas que nos atingem.


Chico Xavier


terça-feira, 24 de maio de 2011

Solitude



Quando você está sozinho, você não está só, está simplesmente solitário -- e há uma grande diferença entre a solidão e a solitude. Quando você sente a solidão, fica pensando no outro, sente a falta do outro.

A solidão é um estado de espírito negativo. Você fica sentindo que seria melhor se o outro estivesse ali -- seu amigo, sua esposa, sua mãe, a pessoa amada, seu marido. Seria bom se o outro estivesse ali, mas ele não está.

Solidão é ausência do outro. A solitude com você é a presença de si mesmo. A solitude é muito positiva. É uma presença, uma presença transbordante. Você se sente tão pleno de presença que pode preencher o universo inteiro com a sua presença, e não há nenhuma necessidade de ninguém.

Osho The Discipline of Transcendence




Luz Interior...




Sempre que você olhar à sua volta,e perceber que o mundo está confuso...
que as pessoas se perdem... se destroem em angústias...
É porque é chegada a hora.
Olhe para dentro de você e perceba que a vida não é o que você escuta lá fora!
Mas sim,o que você carrega na sua consciência...
Não deixe que a descrença habite seu coração!
Nem permita sequer se sentir vacilar.
Procure na sua luz interior o brilho para desfazer todas as sombras e dúvidas.
Permita essa luz fluir pela sua consciência como um bálsamo...
Permita que você busque sua verdade interior!
Que você trabalhe seus valores!
Que você encontre a sua paz...
Lembre-se e jamais esqueça...ninguém poderá fazer isso por você!
Pois a cada hora somos desafiados a aprender novas lições...
Com o simples propósito de expandir a nossa consciência
para a conquista da paz e do amor ao próximo.
Mostre ao mundo o melhor de você!
Permita que você irradie essa luz!
Pois o mundo nada mais é que o resultado dessa luz interior.


Floripes Angelino



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...