Pesquisar este blog

Tradutor

quarta-feira, 4 de abril de 2012

Sobre a sexualidade...

Nesta semana, proponho um exercício de purificação do sexo. Com ele, você liberta seus medos e travas e, sobretudo, sua sensualidade. Procure um local tranquilo e, se preferir, coloque uma música suave de fundo. Vamos lá?

Comece focando o pensamento em seus órgãos genitais. Pronuncie em voz alta: “Tudo é puro, tudo é bom! Eu não tenho problema nenhum. Minha sexualidade é luz. É vida, é humanidade. A sexualidade existe e é real. Ela me dá prazer de viver. E esse prazer se estende além da cama. Ela me faz capaz de sentir as pessoas, captar a energia de todos ao redor, de transmitir com clareza o que falo. A sensualidade me acompanha o dia inteiro”.

Sinta agora que você está vestindo uma roupa sensual. Uma espécie de “capa da sensualidade”, que cubra seu corpo inteiro. Só de pensar, você vai liberando sua libido. E ela envolve você por dentro e por fora. Ajuda a ter lucidez e entusiasmo. Amplia sua vontade de viver. Liberar a libido é aceitar ser humana! É deixar de lado certos conceitos que pregam a carne como algo imundo. Ou ainda de que a espiritualidade é o abandono da carne. Não! Se o espírito reencarna é porque ele precisa de carne, gente! Do contrário, estaria fazendo outra coisa no universo.

Pense numa pessoa liberada e observe como ela tem um espírito presente. Já reparou como ela é forte, a ponto de você não conseguir desviar o olhar dela? A figura dela prende a atenção! Isso significa o seguinte: quanto mais você reprime sua sensualidade, leitora, mais apagada você fica. Isso tem a ver com sucesso e qualidade de vida. Sem a sensualidade, você se sente reduzida e fica insatisfeita, perdida e insegura.

Aprenda o que a sensualidade pode lhe ensinar, você vai se surpreender! Sua feição vai mudar, porque a paz passará a tomar conta de você. Sua vida será paz. Você começará, inclusive, a ficar mais esperta e carinhosa. E as pessoas vão responder positivamente. Você se tornará incansável, pois pensará menos e sentirá mais.

Por fim, sinta seu corpo e diga: “Eu estou e vou ficar aqui. Entro a partir de agora na carne e aproveito os sabores da vida, na disciplina do meu espírito. Minha sexualidade é luz. Ela é saudável, boa e necessária. Minha sexualidade é, fundamentalmente, espiritual”.

Luiz Gasparetto
Fonte: Anamaria


Nenhum comentário :

Postar um comentário

Fico feliz com a sua companhia!
E fico mais feliz ainda quando você deixa um comentário!
Obrigada viu! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...