Pesquisar este blog

Tradutor

segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Uma das maiores fontes de insatisfação...




Uma das maiores fontes de insatisfação e ansiedade para o ser humano é a dificuldade em aceitar a si mesmo. Muitos se condenam por não ter o padrão de beleza imposto pelo mundo, por não possuírem a riqueza almejada ou o sucesso e o reconhecimento no campo profissional.


Sentem-se excluídos e indignos de admiração e respeito. O pior que pode acontecer a alguém é não se considerar digno aos seus próprios olhos. Ainda que o mundo inteiro nos condene, se tivermos uma autoestima s...ólida, nada poderá nos desviar da convicção de que temos valor, ainda que apresentemos alguma imperfeição.


Mas, quando isto não acontece, tornamo-nos vulneráveis ao julgamento do mundo, impondo-nos um esforço sobre-humano para nos encaixar nos padrões que, acreditamos, nos garantirá o amor e a aceitação alheias.


A perfeição é algo totalmente impossível de se alcançar, pois a comparação com os demais, sempre nos trará algum quesito em que seremos superados por outra pessoa.

Portanto, o melhor a fazer é tentar aceitar a nós mesmos de modo incondicional, buscando superar nossas limitações mas sem nos deixarmos dominar pela angústia e a infelicidade, quando isto não é conseguido.

Todos temos direito a respeito e consideração, não importa quais as condições sociais, econômicas ou raciais em que nos encontremos. Ter esta convicção arraigada dentro de nós é a única maneira de construirmos um mundo em que a discriminação, o julgamento e o preconceito estejam totalmente ausentes.

Elisabeth Cavalcante


5 comentários :

  1. Muito verdadeiro isso, Sheilinha!! Li uma vez em um livro maravilhoso, que se chama "A Mágica de Pensar Grande", que o mundo nos dá o preço da etiqueta que nós mesmos colocamos em nós. E é mesmo, nós é que nos colocamos o valor que nós temos, não os outros!!

    Beijinhos!♥

    ResponderExcluir
  2. Oi, Sheila
    Muito lúcido este texto.
    Dar valor a si mesmo é fundamental para se ter felicidade. Valorizar as qualidades pessoais e reconhecer os defeitos, lutando diariamente para livrar-se deles. Descobrir talentos e dons, explorar o melhor de nós mesmos. Se nos dedicarmos a isso, que tempo teremos para dar importância ao julgamento do mundo?!É claro que a opinião do outro - e dos outros - também tem valor e não devemos descartá-la de todo, pois ela pode ser útil na nossa empreitada. Porém, a opinião alheia nunca deve ser a nossa força motriz. Esta deve estar dentro de nós. Cultivar a autoestima e a autocrítica. Acredito que esse seja um bom caminho.
    Desejo a você uma excelente semana!
    Beijo
    Ju

    ResponderExcluir
  3. E nós temos o direito à felicidade,ao respeito e à completa aceitação de nossos defeitos e nossas qualidades.

    Bjssssss,Sheila,
    Leninha

    ResponderExcluir
  4. Boa tarde Sheila!
    Fiquei super feliz, por encontrá-la em meu cantinho.
    Vim conhecê-la e amei tudo que encontrei por aqui.
    Estarei sempre visitando-a.
    Abraços! Boa noite e um amanhã radiante pra ti.

    ResponderExcluir
  5. Olá Sheila, que belo texto. Cada pessoa é um ser único, não tem como ficar se comparando com outros, porque se não vai acontecer mesmo uma grande insatisfação.
    Beijos

    ResponderExcluir

Fico feliz com a sua companhia!
E fico mais feliz ainda quando você deixa um comentário!
Obrigada viu! :)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...