Tradutor

segunda-feira, 30 de abril de 2012

Semana das Cores - 1º Dia!

Olá amigos! 
Hoje trago até vocês um desafio! Aham isso mesmo! 
Chama-se “ Semana das cores


Vamos viver cada dia da semana inspirada em uma cor! Que tal?
Hoje, segunda-feira, é o dia da cor VERDE! 


O verde está ligado ao nosso chakra do coração, então para começar o dia vamos iniciar com um exercício? Vamos lá:

- Inspire e expire profundamente por 7 vezes
- Imagine-se envolto por uma luz de cor verde esmeralda! 
- Essa luz verde envolve todo o seu corpo organizando e curando cada célula.
- Sinta! 
- Concentre-se agora no chakra cardíaco! Imagine essa luz verde limpando e reorganizando este chakra...que agora brilha forte no seu peito, girando e cumprindo a sua função harmoniosamente. 


Agora que limpamos nossa energia, que tal limparmos a do ambiente? hã? 
Olha essa dica: 

- Pegue um limão e tire a casca cortando em 9 pedaços.
- Coloque os 9 pedaços em um copo com água mineral e deixe descansar por no mínimo 2 horas.
-  Depois coloque esta água em um borrifador e borrife a solução por toda a casa.

 O limão tem o poder de apagar registros energéticos.

-  Depois pegue o suco do limão que você descascou e acrescente 1litro de água.
-  Essa mistura, você vai colocar em todos os “buracos da casa” como: ralos, pias, privadas, etc

E pronto, uma casa energeticamente limpa!


Hoje, acenda incensos da cor verde como alecrim, arruda... 
Priorize comer alimentos da cor verde!
Beba suco de limão!
Use roupas ou algum acessório da cor verde! 
E o principal...

O dia verde é o dia da gentileza!


Seja gentil, principalmente consigo mesmo!
Nada de ficar se criticando! 
Observe apenas as coisas boas que você tem. 
Olhe-se com amor e elogie-se! 


E tenha atitudes gentis! 
Trate os outros com gentileza!
Pratique um ato gentil, deixando, por exemplo, o outro ter prioridades.
Envolva-se em gentilezas e você verá que sua energia no final do dia será outra!
E aí?
Vai aderir à semana das cores? hã?

Beijos coloridos!

 Obs: Programa inspirado em Rosalia Schwark.



Compartilhe essa ideia:



Lembre-se: para copiar os códigos é só marcar
 com o botão esquerdo do mouse e usar as teclas
Ctrl+C para copiar 

Veja também:

- Semana das Cores- 2º Dia
- Semana das Cores- 3º Dia
- Semana das Cores- 4º Dia
- Semana das Cores- 5º Dia

Segredo para reduzir o medo...


"Quando você está concentrado no momento, quando você está totalmente presente no agora, você reduz o medo. Quando você está completamente absorvido no que está acontecendo, você se desliga do que aconteceu e do que pode acontecer. E quanto mais medo, mais no desvio estamos... Quanto menos medo, mais na ROTA nos colocamos...e aí, sim, experimentamos o gostinho constante da felicidade". 

Rosalia Schwark


O segredo é esse : viva o presente!
Ansiedade é medo do futuro!
E pra que temer e se preocupar com algo que nem aconteceu ainda e talvez nem aconteça? hã?
Vamos viver o hoje, o aqui e o agora...e o medo desaparecerá!
Beijos de luz


Sobre os desafios...


"Os fortes ventos que batem firmes não são realmente seus inimigos. Eles ajudam a você integrar-se. Parece até que vão desenraizá-lo, mas, ao lutar com eles, você se enraíza. Você faz com que suas raízes se aprofundem ainda mais, para que a ...tempestade não possa destruí-lo. O sol é muito quente e parece que vai queimar, mas a árvore suga mais água para se proteger contra o sol. Ela fica cada vez mais verde. Ao lutar com as forças naturais, ela atinge uma certa alma. A alma surge somente através da batalha. Assim, quando um desafio surgir, viva-o corajosamente." 

Osho

domingo, 29 de abril de 2012

A perfeição não é possível...


"A perfeição não é possível. Você é imperfeito, e não há nada de errado em ser imperfeito; essa é a única maneira de ser. Uma vez que você aceite a sua imperfeição, você aceitou a humanidade, e nessa aceitação o sim surge. E aí, você pode se amar e amar os outros também, pois eles são tão imperfeitos quanto você." 

Osho

Ser religioso...



Conselhos do mestre...


"Dê mais às pessoas, mais do que elas esperam, e faça com alegria.
Decore seu poema favorito.
Não acredite em tudo que você ouve.
Quando disser “Eu te amo” olhe as pessoas nos olhos.
Acredite em amor à primeira vista.
Nunca ria dos sonhos de outras pessoas.
Em desentendimento, brigue de forma justa, não use palavrões.
Não julgue as pessoas pelos seus parentes.
Fale devagar mas pense com rapidez.
Lembre-se que grandes amores e grandes conquistas envolvem riscos.
Quando você se der conta que cometeu um erro, tome as atitudes necessárias.
Quando você perder, não perca a lição.
Lembre-se dos três Rs: Respeito por si próprio, respeito ao próximo e responsabilidade pelas ações.
Não deixe uma pequena disputa ferir uma grande amizade.
Sorria ao atender o telefone, a pessoa que estiver chamando ouvirá isso em sua voz.
Case com alguém que você goste de conversar.
Passe mais tempo sozinho.
Abra seus braços para as mudanças, mas não abra mão de seus valores.
Lembre-se de que o silêncio, às vezes, é a melhor resposta.
Leia mais livros e assista menos TV.
Uma atmosfera de amor em sua casa é muito importante.
Faça tudo que puder para criar um lar tranquilo e com harmonia.
Não fale do passado.
Leia o que está nas entrelinhas.
Reparta o seu conhecimento.É uma forma de alcançar a imortalidade.
Seja gentil com o planeta.
Reze. Há um poder incomensurável nisso.
Cuide da sua própria vida.
Uma vez por ano, vá a algum lugar onde nunca esteve antes.
Lembre-se que o melhor relacionamento é aquele em que o amor de um pelo outro é maior do que a necessidade de um pelo outro.
Julgue seu sucesso pelas coisas que você teve que renunciar para conseguir.
E lembre-se de que, seu caráter é seu destino..."

Reflexão de Dalai Lama

Lindo! Adorei! :)

sábado, 28 de abril de 2012

Você é...


Você é os brinquedos que brincou, as gírias que usava, você é os nervos a flor da pele no vestibular, os segredos que guardou, você é sua praia preferida, Garopaba, Maresias, Ipanema, você é o renascido depois do acidente que escapou, aquele amor atordoado que viveu, a conversa séria que teve um dia com seu pai, você é o que você lembra.
Você é a saudade que sente da sua mãe, o sonho desfeito quase no altar, a infância que você recorda, a dor de não ter dado certo, de não ter falado na hora, você é aquilo que foi amputado no passado, a emoção de um trecho de livro, a cena de rua que lhe arrancou lágrimas, você é o que você chora.
Você é o abraço inesperado, a força dada para o amigo que precisa, você é o pelo do braço que eriça, a sensibilidade que grita, o carinho que permuta, você é as palavras ditas para ajudar, os gritos destrancados da garganta, os pedaços que junta, você é o orgasmo, a gargalhada, o beijo, você é o que você desnuda.
Você é a raiva de não ter alcançado, a impotência de não conseguir mudar, você é o desprezo pelo o que os outros mentem, o desapontamento com o governo, o ódio que tudo isso dá, você é aquele que rema, que cansado não desiste, você é a indignação com o lixo jogado do carro, a ardência da revolta, você é o que você queima.
Você é aquilo que reinvidica, o que consegue gerar através da sua verdade e da sua luta, você é os direitos que tem, os deveres que se obriga, você é a estrada por onde corre atrás, serpenteia, atalha, busca, você é o que você pleiteia.
Você não é só o que come e o que veste. Você é o que você requer, recruta, rabisca, traga, goza e lê. Você é o que ninguém vê.

Martha Medeiros

Quer trazer mais equilíbrio e harmonia para sua vida?

Quer trazer mais equilíbrio e harmonia para sua vida?
As atitudes a seguir ajudam a manter a vitalidade na medida certa. Confira:
Respire bem
A respiração é a forma de sentir os outros, a vida e o ambiente. Fisiologicamente, ela tem três momentos: inspiração, expiração e pausa, que quase não é percebida. A primeira estimula o organismo e a segunda expulsa as toxinas. A última etapa, que ocorre no pequeno espaço de tempo entre a expiração e a inspiração, é essencial para nós. "Essa parada é o que nos mantém vivos", explica Sandro Bosco, do Yoga Dham, de São Paulo. Ioga, pilates, Tai chi chuan e meditação ajudam na respiração equilibrada.
Mexa o corpo
Você subiu um lance de escadas e ao chegar lá em cima achou que o coração ia sair pela boca ou se sentiu levemente cansada? Se optou pela primeira opção, fique atenta. Seu condicionamento físico está lá embaixo e seu nível energético idem. Um bom jeito de sair desse estado "devagar quase parando" é praticar exercícios. "Mexer o corpo traz benefícios em todos os aspectos", explica Fábio Bernardo, fisiologista do exercício, de São Paulo. "Tonifica os músculos, protege a saúde e, acima de tudo, dá mais disposição e energia."
Porém, um dos segredos para usufruir seus benefícios é procurar uma atividade que você realmente goste. Pode ser vôlei, boxe, basquete, handebol, futebol, tênis, dança, caminhada, corrida, ioga, pilates, natação... Segundo Fábio, a prática tem que ser prazerosa e sem dor, e não uma pedra no caminho. Do contrário, você desiste logo na primeira semana.
Alimente o cérebro
Hoje já está mais do que comprovado que o cérebro emana ondas de energia positiva para o resto do corpo quando fazemos uma pausa para ler um livro, ir ao cinema, à praia ou simplesmente não fazer nada. O mesmo princípio vale para os pensamentos alto-astral. "Se você é uma pessoa alegre, risonha e bem-humorada, envia para o seu cérebro uma mensagem de felicidade", fala a fonoaudióloga paulista Ana Alvarez, autora do livro Deu Branco, um Guia para Desenvolver o Potencial de Sua Memória (editora Record). "Em contrapartida, ele banha você com a mesma energia".
Curtir a vida e seus pequenos prazeres não é privilégio, é fundamental. Enquanto isso não acontece, siga as dicas de Ana Alvarez:
1. Escreva em um papel ou repita para você mesma três coisas boas que aconteceram no seu dia. Faça isso de segunda a sexta! "Um estudo feito com pessoas deprimidas, que aplicou esse método, chegou à conclusão de que elas ficam mais positivas e bem-humoradas após algumas semanas", diz Ana.
2. Quando você estiver em crise com você mesma, procure algo que a acalme e dá prazer. Se você sabe que fica tranquila na praia, vá até lá. Caso não seja possível, imagine que você está lá ou coloque no seu protetor de tela do computador ou celular uma foto do mar. Pode ser também um cheiro. Se for a alfazema que deixa você purificada, então tenha sempre uma almofadinha para cheirar com a fragrância.
Faça massagem
Massagear o corpo é uma delícia. Pressões e deslizamentos acabam com a tensão e põem a energia para circular. Conheça as campeãs: Do-in, shiatsu, reflexologia e massagem ayurvédica.

Artigo de Renata Menezes
Fonte: M de Mulher

 

sexta-feira, 27 de abril de 2012

Feliz e sem motivos...


"Uma das mais saborosas sensações de liberdade que eu conheço é flagrar MEU CORAÇÃO FELIZ sem precisar de nenhum motivo aparente. De vez em quando, a mente, que tantas vezes mente, me permite lembrar que essa felicidade essencial está o tempo todo disponível, preservada, por trás das nuvens que a negatividade infla. Rio e me sinto mar." 

Ana Jácomo.

Espelho...espelho meu...


Existe um bumbum mais fofo e peludo do que o meu? hã
Peludo até pode ter...rssss 
Mas fofo assim... é difícil! :)


Buscando o amor?


"As pessoas ficam procurando o amor como solução para todos os seus problemas quando, na realidade, o amor é a recompensa por você ter resolvido os seus problemas”. Norman Mailer.
Copiem. Decorem. Aprendam! Temos a mania de achar que amor é algo que se busca. Buscamos o amor em bares, buscamos o amor na internet, buscamos o amor na parada de ônibus. Como num jogo de esconde-esconde, procuramos pelo amor que está oculto dentro das boates, nas salas de aula, nas plateias dos teatros. Ele certamente está por ali, você quase pode sentir o seu cheiro, precisa apenas descobri-lo e agarrá-lo o mais rápido possível, pois só o amor constrói, só o amor salva, só o amor traz felicidade. Amor não é medicamento. Se você está deprimido, histérico ou ansioso demais, o amor não se aproximará,e, caso o faça vai frustrar suas expectativas, porque o amor quer ser recebido com saúde e leveza,ele não suporta a ideia de ser ingerido de quatro em quatro horas, como antibiótico para combater as bactérias da solidão e da falta de auto-estima. Você já ouviu muitas vezes alguém dizer: “Quando eu menos esperava, quando eu havia desistido de procurar, o amor apareceu”. Claro, o amor não é bobo, quer ser bem tratado, por isso escolhe as pessoas que, antes de tudo, tratam bem de si mesmas.
“As pessoas ficam procurando o amor como solução para todos os seus problemas quando, na realidade, o amor é a recompensa por você ter resolvido os seus problemas”. Normal Mailer. Divulguem. Repitam. Convençam-se!
O amor, ao contrário do que se pensa, não tem que vir antes de tudo: antes de estabilizar a carreira profissional, antes de viajar pelo mundo, de curtir a vida. Ele não é uma garantia de que, a partir do seu surgimento, tudo o mais dará certo. Queremos o amor como pré-requisito para o sucesso nos outros setores, quando na verdade, o amor espera primeiro você ser feliz para só então surgir diante de você sem máscaras e sem fantasia. É esta a condição. É pegar ou largar. Para quem acha que isso é chantagem, arrisco sair em defesa do amor: ser feliz é uma exigência razoável e não é tarefa tão complicada. Felizes aqueles que aprendem a administrar seus conflitos, que aceitam suas oscilações de humor, que dão o melhor de si e não se autoflagelam por causa dos erros que cometem. Felicidade é serenidade. Não tem nada a ver com piscinas, carros e muito menos com príncipes encantados. O amor é o prêmio para quem relaxa." 

 Martha Medeiros.



O Preço da Liberdade...


Ser livre não é fácil.
Até mesmo os israelitas, enquanto vagavam pelo deserto, ansiavam voltar para a vida de escravidão.
Por que alguém iria desejar voltar a ser escravo?
A resposta está nos desafios que acompanham a liberdade.
Quando estavam no Egito, os israelitas não tinham escolhas a fazer, responsabilidades a assumir.
Cuidado com a tentação de permanecer em situações insatisfatórias para evitar o processo penoso de entender a si mesmo e mudar.

Yehuda Berg

quinta-feira, 26 de abril de 2012

Amadurecer...


"Amadurecer talvez seja descobrir que sofrer algumas perdas é inevitável, mas que não precisamos nos agarrar à dor para justificar nossa existência." 

Martha Medeiros

A espera...

Um dos principais males que afligem o ser humano nos dias atuais é a ansiedade. Há um desespero predominante em querer realizar os desejos, de maneira instantânea.

Neste anseio pelas realizações, perdemos uma das maiores riquezas da vida que é o usufruir do momento presente. Isto acontece porque, ao longo do tempo, nos esquecemos de que somos parte indissociável da natureza e, por essa razão, o mais sensato seria que vivêssemos em perfeita sintonia com o ritmo dela.

Se conseguirmos paralisar por alguns instantes nossa ansiedade, e recordar como tudo na existência precisa de um tempo certo para germinar, gerar frutos e amadurecer, certamente nos libertaremos da angústia que é gerada pela necessidade de apressar o ritmo natural da vida.

Nosso ego não aceita ser contrariado em seus desejos, por esta razão, ele nos leva a agir de modo impulsivo, buscando fazer com a realidade se amolde à nossa vontade.

Quando isto não acontece, somos dominados ou pela revolta, ou pelo sentimento de vitimas e, rapidamente, buscamos dentro de nós um motivo qualquer que explique a razão pela qual estamos sendo punidos.

Se encontramos uma explicação, ela vem seguida pela culpa e nos atormentamos remoendo o arrependimento. Se não identificamos um motivo, aí então, culpamos Deus, outra pessoa ou qualquer circunstância externa por nosso sofrimento.

O fato é que raramente nosso ego assume que ele próprio afasta a realização de nossos objetivos, ao se deixar dominar pela urgência e pelo desespero.
Aprender a esperar é um dos maiores desafios da vida, mas é também o que pode nos proporcionar as mais valiosas lições, no que diz respeito ao crescimento interior, à maturidade e à sabedoria.


" Nós nos esquecemos de como esperar; este é um espaço quase abandonado. No entanto, ser capaz de esperar pelo momento certo é nosso maior tesouro. A existência inteira espera pelo momento certo. Até as árvores sabem disso - qual é o momento de florescer, e o de deixar que as folhas caiam, e de se erguerem nuas ao céu. Também nessa nudez elas são belas, esperando pela nova folhagem com grande confiança de que as folhas velhas tenham caído, e de que as folhas novas logo estarão chegando. 
E as folhas novas começarão a crescer. Nós nos esquecemos de como é esperar: queremos tudo com pressa. Trata-se de uma grande perda para a humanidade...
Em silêncio e à espera, alguma coisa dentro de você vai crescendo - o seu autêntico ser. Um dia ele salta e se transforma numa labareda, e a sua personalidade inteira é estilhaçada: você é um novo homem. E esse novo homem conhece os sumos eternos da vida". Osho 


Texto de Elisabeth Cavalcante 
Fonte: STUM

O lugar mais bonito...


quarta-feira, 25 de abril de 2012

A limpeza necessária...


“A nova vibração do planeta tem tornado as pessoas nervosas, depressivas e doentes. Isto porque, para poder receber mais luz, as pessoas precisam mudar física e mentalmente. Devem organizar seus quartos de despejo, porque sua consciência cada dia receberá mais luz. E por mais que desejem evitar, precisarão arregaçar as mangas e começar a limpeza, ou terão que viver no meio da sujeira”.

 Sai Baba

Mensagem da água - Física quântica!


Olá amigos!

Hoje trago a vocês algo  muito interessante e esclarecedor!

Masaru Emoto é um visionário pesquisador japonês que publicou um importante livro que chama-se: "A Mensagem da Água", que contém descobertas de uma pesquisa realizada por ele. Se você tem qualquer dúvida sobre o poder do pensamento, tenho certeza que depois deste post você não será mais o mesmo!

O Sr Emoto descobriu e provou que energias vibracionais humanas, pensamentos, palavras, idéias , músicas têm o poder de mudar a estrutura molecular da água! Aham!

A técnica consiste em expor a água a esses agentes, congelá-la e depois fotografar os cristais que se formam com o congelamento.

Se analisarmos que nossos corpos são compostos de 70% de água, e que nossos pensamentos tem o poder de mudar a estrutura dessas moléculas... seria interessante entendermos mais sobre esse assunto, não é mesmo?

Então, dê um pause na rádio de blog e assista a este vídeo! Ele explica tudo com muita clareza...




“Se um simples obrigado muda uma molécula de água, imaginem o que uma prece, palavras de amor, fraternidade, encorajamento, amizade, podem fazer percorrendo nosso corpo carregado de água.”

Pense nisso...
Beijos de Luz...

Uma força incrível...


"Não é tão simples viver a vida. As vezes, ela contém capítulos imprevisíveis e inevitáveis. Todo ser humano passa por turbulências em sua vida. A alguns falta o pão na mesa; a outros, a alegria na alma. Uns lutam para sobreviver. Outros são ricos e abastados, mas mendigam o pão da tranqüilidade e da felicidade. Por isso há miseráveis que moram em palácios e ricos que moram em casebres. A vida é belíssima, mas não é tão simples vivê-la. Às vezes, ela se parece com um imenso jardim. De repente, a paisagem muda e ela se apresenta árida como um deserto ou íngreme como as montanhas. Independentemente dos penhascos que temos de escalar, cada ser humano possui uma força incrível. E muitos desconhecem que a possuem." 

Augusto Cury
em Você é insubstituível.

terça-feira, 24 de abril de 2012

O Centro...


"Imagine que o universo é uma imensa máquina giratória. Você quer ficar perto do centro da máquina – bem no eixo da roda - e não nas extremidades, onde os giros são mais violentos, onde você pode se assustar e enlouquecer. O eixo da calma fica no seu coração. É aí que Deus reside dentro de você. Então, pare de procurar respostas no mundo. Simplesmente retorne sempre ao centro, e sempre vai encontrar a paz." 

Do livro: Comer, rezar e amar.

Aceitar que...



Porque vivo me decepcionando com as pessoas?

Uma conhecida minha costuma dizer que a vida seria ótima, se não fossem as outras pessoas... Desde sempre precisamos de outros seres humanos para viver e sobreviver, e ao mesmo tempo estamos sempre em conflito com eles. Mágoas, frustrações, irritação. Essas emoções surgem em nós exatamente na proporção de nossas expectativas em relação às pessoas com quem convivemos. Se estamos magoados, decepcionados ou irritados com alguém ou com as circunstâncias da vida, o correto é dizer que nós nos deixamos magoar por esse alguém ou pela vida. A escolha é nossa. Quanto maior a nossa expectativa em relação a elas, maior a probabilidade de nos decepcionarmos.

Por que isso acontece?

Se quisermos ser amados ou admirados por todos, vamos nos sentir decepcionados em muitas oportunidades; também ficamos frustrados quando não fazem conosco ou para nós, o mesmo que acreditamos ter feito de bom aos outros: somos gentis no trânsito na expectativa que sejam gentis conosco; somos honestos porque esperamos honestidade dos outros; evitamos fazer fofocas porque não queremos ser vitimas delas...

Somos “nós” os parâmetros para nossos conceitos de bondade, gentileza, compreensão e honestidade. O “quanto” e “como” gostaríamos de sermos amados, respeitados e considerados somos nós que estabelecemos, portanto a responsabilidade pelo desapontamento pelo que recebemos é nossa. Bom seria se amassemos e ajudássemos as pessoas, cumpríssemos a lei e as regras sociais por uma questão de consciência pessoal; certamente o que recebêssemos em troca seria bem vindo e evitaríamos muito sofrimento emocional inútil.

Não esperar nada dos outros parece sem sentido para muita gente, que não consegue imaginar o mundo sem que ele seja um reflexo de si mesmo e de seus pensamentos e desejos. Aceitar que a sua opinião possa não ser a melhor, que a sua atitude possa não ser a mais correta, e que o outro possa ter suas razões da mesma forma que você tem as suas, e que ele possa querer se preservar como você, exige humildade.

Quanto maior o nosso apreço e proximidade com as pessoas, maior a nossa exigência ou expectativa em relação a elas – que elas sejam tão organizadas quanto nós, que nos amem na mesma medida que as amamos, que nos sejam gratas, que concordem conosco em nossos conceitos de certo e errado, e até seus sentimentos tem que ser iguais aos nossos. Exigimos, não só que nossos desejos sejam atendidos, mas também adivinhados.

Não nos damos conta de quanto é absurda essa exigência; perdemos a noção de que o outro é o outro, e nós somos nós. Ficamos magoados se ele não se comporta como nós nos comportaríamos se fossemos ele. Não conseguimos nos colocar em seu lugar nas circunstâncias dele, com o temperamento dele, vivendo a situação dele... Reconhecer que as mesmas coisas podem representar algo diferente para diferentes pessoas exige uma boa dose de abnegação e complacência. Algumas pessoas têm dificuldades em lidar com a rejeição amorosa exatamente porque não conseguem perceber que o outro não é ele, e que, como tal, pode não compartilhar de seus conceitos de beleza, atração ou inteligência. Usando o exemplo dado por G.J. Ballone – “seria o mesmo que dizer, se eu fosse ele, eu gostaria muito, mas muito mesmo de mim, seria grato a mim mesmo, acharia que estou muito certo... etc.”

Se aceitar que a maneira de ser de nosso próximo pode ser muito diferente da nossa exige humildade, abnegação e complacência, como nós, simples mortais, podemos atingir estágio tão elevado como ser humano? Simples, e complicado ao mesmo tempo – conhecendo a nós mesmos. Quanto mais soubermos a nosso próprio respeito, mais vamos conhecer sobre o nosso semelhante e menos sofrimento, mágoa e desencanto vamos experimentar em relação a ele. Somos iguais em nossa necessidade de sermos reconhecidos, amados, respeitados, obedecidos, entre outras coisas, e exigir isso do outro sem conceder a ele o mesmo privilégio em relação a nós é no mínimo um contra-senso. Embora sentimentos tais como o desejo de levar vantagem, ser ouvido ou apreciado exista em todos nós, criticamos nos outros atitudes que não temos coragem de tomar. Ficamos inconformados e constrangidos, e é natural tentarmos mudar alguma coisa ou alguém. É preciso que fique claro que tentar mudar uma pessoa é uma tarefa quase impossível – ela mudará apenas se isso for do interesse dela, se ela reconhecer que essa mudança vai lhe trazer benefícios, ou, se insistir em permanecer como está lhe acarretar perdas importantes.

É inútil tentarmos fazer com que ela se sinta culpada, errada, arrependida ou mal agradecida, porque assim como nós, ela também se acha certa e com razão. Embora isso pareça absurdo, muitas pessoas exigem que o outro mude seus sentimentos, ao invés do seu comportamento. É mais sensato tentar entender esses sentimentos através da empatia do que fazê-los mudar. Você não pode pedir a seu marido que “goste” de almoçar com seus pais aos domingos, mas pode pedir a ele que a acompanhe nesses passeios. É importante ter em mente que o outro não está errado em sentir as coisas ao seu modo. Nós é que erramos em termos a pretensão de que ele sinta como nós, e sofremos pelas nossas pretensões.

Ás vezes as pessoas têm realmente a intenção de nos magoar ou irritar. Mesmo assim, só seremos atingidos se algo dentro de nós estiver receptivo ao que nos tentam impingir, nos tornando vulneráveis aos ataques.

Sentir-se agredido vai depender muito do quanto somos sensíveis a critica, à contrariedade e à frustração. Fazendo uma analogia com nosso corpo físico, se temos uma ferida, qualquer esbarrão nela, independente da intenção, provocará dor. Se estamos nos sentindo excessivamente agredidos, magoados e frustrados em nosso ambiente, temos que considerar a possibilidade de termos feridas íntimas e profundas, que a semelhança de uma ferida física, dói a qualquer esbarrão. Quem está bem consigo mesmo não se deixa perturbar tão facilmente pelos demais.

Por: G.J. Ballone
Fonte: "Mensagem do Dia" do Facebook

Este texto, com certeza, entrou para a minha lista de preferidos!
Foi um "chacoalhão" necessário...hehehe

Falam de tudo...


"Falam de tudo. Da moral, do comportamento, dos sentimentos, das reações, dos medos, das imperfeições, dos erros, das criancices, ranzinzisses, chatices, mesmices, grandezas, feitos, espantos. Sobretudo falam do comportamento e falam porque supõem saber. Mas não sabem, porque jamais foram capazes de sentir como o outro sente. Se sentissem não falariam." 

Nelson Rodrigues

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...