Pesquise no blog:

Carregando...

Tradutor

sábado, 30 de junho de 2012

Vai passar...



“Tudo são passagens. Qualquer acontecimento que você esteja vivendo, bom ou ruim, vai passar. O outro vai passar. Está doendo? Vai passar. Está feliz? Também, vai passar. A vida é um eterno tornar-se.”

Rosalia Schwark


sexta-feira, 29 de junho de 2012

Basta um...



"O amor de um único ser,neutraliza o ódio de milhões de seres."

Gandhi

O que significa eu me apegar a algo?


Todos nós vivemos apegados a uma realidade que vivemos no passado ou há um medo de algo que possamos viver no futuro.Ou estou aprisionada a infância que tive.
As crenças, valores e hábitos que meus pais me passaram.
Ou ainda... Vivo amedrontada com tudo o que posso viver.
Vivo com medo do que possa acontecer comigo ou ainda com as pessoas que amo.
Isto faz com que nós não percebamos o presente, pois, estamos aprisionados a um mundo que nós próprios criamos.

Se eu tive um pai muito rígido na infância, muitas vezes, ainda carrego este pai comigo. Na hora de me expressar, ouço a voz dele me censurando, ou ainda, o “projeto” nos homens que conheço.
E percebo todos como sendo muito rígidos.
Por quê?
Por que estou apegada àquela imagem, estou apegada à identidade de uma garota assustada.
Que por mais sofrimento que me traga é a que conheço.
E a que me faz me reconhecer como um ser.

Somos tão apegados a esta realidade interna que construímos que para mantê-las, nós distorcemos, omitimos ou ainda generalizamos aspectos da realidade, dos outros e de nós mesmos.
Isto faz com que as nossas experiências sejam vividas basicamente da mesma forma.
E aí repetimos para nós.
Por que isto sempre acontece comigo? Por que as coisas não mudam?

A pergunta correta seria?
A que estou tão apegada, que preciso repetir mais e mais vezes a mesma experiência?
Será a uma crença, a uma pessoa do passado, ou ainda a uma ilusão de futuro?
Provavelmente, a um pouco de cada uma destas coisas.

Pois tudo isto, em algum momento, foi necessário e me ofereceu um suporte para viver. Mas agora, talvez eu não precise mais disto.
Talvez eu possa, me desapegar da idéia que tenho a respeito de mim, dos outros e do mundo.
Talvez eu possa mergulhar no vazio do “não saber” para que de fato comece a viver.

Assim, talvez eu possa perceber que cada “Por do Sol” é único.
Que cada experiência traz em si algo novo pois de fato, nada está como estava a um segundo atrás.
Pois a cada momento, eu, assim, como todo o universo estou em profunda transformação.
E assim, posso começar a viver na única realidade, que existe.

O aqui e agora.

Monja Coen




Nossas vibrações...



Qualquer ação promovida num estado intermo de resistência- negativismo, culpa e medo, produz resistência externa. A vida não nos beneficiará.
A sensação que temos é que tudo vai contra nós, que na verdade, são os sinais das vibrações que vem de nós.
A sincronicidade é o fenômeno da conspiração do Universo a nosso favor. Tudo parece chegar em nossas mãos de forma fácil e misteriosa, que na verdade, são as atrações de nossas próprias vibrações de positivismo, coragem e entusiasmo.
O justo da vida é que tudo são nossas construções, é superficial pensar que existem beneficiados. Quem tem benefícios tem seus méritos.
Desenvolver a capacidade de pensar corretamente é a habilidade mais importante de sua vida.

Rosalia Schwark



quinta-feira, 28 de junho de 2012

Palestra sobre Reencarnação



Olá amigos!

Hoje, trago até vocês uma palestra sobre Reencarnação, ministrada pela Dra. Anete Guimarães.
Para quem gosta deste assunto...vai adorar! Super esclarecedor! Recomendo!
Dê um pause na rádio do blog e assista:



Beijos de Luz

Não leve tão a sério...



Não leve as experiências da vida tão a sério.
Não deixe principalmente que elas o magoem, pois na realidade, nada mais são do que experiências de sonho...
Se as circunstâncias forem ruins e você precisar suportá-las, não faça delas uma parte de você mesmo.
Desempenhe o seu papel no palco da vida, mas nunca esqueça de que se trata apenas de um papel. O que você perder no mundo não será uma perda para sua alma.
Confie em Deus e destrua o medo, que paralisa todos os esforços para ser bem sucedido e atrai exatamente aquilo que você receia.


Paramahansa Yogananda



Escute...



"Escute os sons da natureza e da mesma forma escute as pessoas. Escute sem impor coisa alguma ao que você está escutando – não julgue, pois no momento em que você julga, a escuta cessa."

Osho


Meu relacionamento comigo...



“Meu relacionamento comigo é eterno. Portanto, sou meu melhor amigo. Passo algum tempo, todos os dias, em contato com meu coração. Aquieto-me e sinto meu amor fluindo através do meu corpo, dissolvendo medos e culpas. Eu me sinto encharcada de amor em todas as células do meu corpo. Sei que sempre estou ligada a um Universo que me ama e a todos incondicionalmente. Esse Universo que ama sem condições é o Poder que me criou. Enquanto crio um lugar seguro em mim mesma para amar, atraio para mim pessoas que amam e experiências de amor. É hora de libertar minhas crenças de como deve ser um relacionamento. E tudo está bem no meu mundo...”

Louise Hay


14º Floral: Heather


HEATHER
Nome científico: Calluna vulgaris
Palavra Chave: Otimismo
Esta é a essência do otimismo e da esperança. Ela ilumina os aspectos sombrios e pessimistas que existem em nossa mente, em nossa emoção, ou na nossa forma que enxergamos o passado, o presente ou o futuro, ajudando assim a olharmos os eventos e situações da vida de forma mais favorável, promissora e alegre. Ela nos ajuda a encontrar um ponto de equilíbrio entre as polaridades da luz e das trevas, e quando assim nos posicionamos podemos usar a luz direcionando-a para iluminar as tristezas e as nossas dificuldades. (segundo Patrícia Kaminski, em seu livro Repertório das Essências Florais, ed. TRIOM). Nesta fórmula especificamente ela irá ajudar a concebermos positivamente nossas potencialidades, para trazê-las à luz, à consciência.
Qualidades Positivas: Tranqüilidade interior e auto-suficiência emocional.
Qualidades Negativas: Classicamente é usada em pessoas que não conseguem ficar sozinhas, pois precisam estar constantemente falando, de forma loquaz, de seus problemas, suas conquistas e suas vidas. São egocêntricas e egoístas. Também pode ser usada em pessoas que não conseguem ficar sozinhas, pois não podem contatar seu Eu interior por sentirem-se vazias e solitárias, nem sempre apresentando a característica de loquacidade.

Fontes: Thaís Delboni e
Thaís Accioly/ STUM








quarta-feira, 27 de junho de 2012

Sobre o não...


"O NÃO é uma palavra curta capaz de resolver muitos problemas compridos..."

Marla de Queiroz


A fragilidade que se esconde atrás da raiva


A raiva é uma emoção que provoca efeitos bastante perceptíveis física e mentalmente. O corpo produz uma química que imediatamente inunda a corrente sanguínea e produz diversas reações: aumento do batimento cardíaco, alteração da respiração, sensações desagradáveis no estômago, contração ou tensão nos músculos, entre outras. Além dos efeitos físicos, a energia dessa emoção gera vários tipos de pensamentos que acabam alimentando ainda mais a raiva. Mas o que verdadeiramente está por trás desse sentimento? A princípio parecemos mais fortes e intimidadores quando estamos com raiva. Só que, na verdade, esse sentimento pode estar escondendo várias de nossas inseguranças.

A raiva pode esconder o medo. Imagine uma criança que inocentemente faz algo muito perigoso, como por exemplo, soltar a mão do adulto e atravessar a rua correndo. O pai ou a mãe podem ficar loucos da vida e brigar ou mesmo bater no filho. O que na verdade a raiva está escondendo é o medo que aconteça alguma coisa de mal com filho, medo da tristeza ou culpa que isso pode causar.

A raiva de alguém pode esconder uma culpa. Imagine que tem algo que você tenha feito que o faz sentir culpado. Pode ser o abandono de um filho, ou uma injustiça contra algum amigo, algum ato desonesto, ou qualquer outra coisa. Se alguém tocar no assunto, é possível que você se defenda com raiva e agressividade ao invés de admitir seus erro e reais sentimentos. É como se você dissesse: Não toque neste assunto, pois isso me faz sentir culpado, e eu não quero sentir essa culpa!

A raiva pode esconder uma dificuldade em dizer não e impor limites. Tem pessoas que lidam bem com a questão de impor os limites e se fazer respeitar. Conseguem perfeitamente dizer aos outros quando estão cansadas e precisam ir embora, que não é permitido que se faça tal coisa em suas casas, ou ainda que não podem dar aquela carona solicitada pelo amigo.

Já outras pessoas tem grande dificuldade. E a cada limite que não é dado, acumulam um ressentimento. Podem até parecer exteriormente tranquilas, mas por dentro a raiva e mágoa estão se acumulando. Até que chega num determinado momento que é a gota dágua. A raiva se torna tão grande que supera o medo de colocar limites. Aí sua reação é intensa, agressiva, e é possível que venha a falar tudo que não falou até aquele momento.

A raiva pode esconder uma necessidade de manipular o outro. Uma filha que se sente culpada quando sua mãe fica com raiva estará bastante suscetível a fazer o que esta mãe quer, e não a sua própria vontade. Pode se estabelecer um grande jogo de culpa e manipulação recheado de ressentimentos que às vezes perdura a vida inteira.

Raiva de alguém, que não nos perdoou, esconde que ainda não nos perdoamos. Às vezes, estamos com raiva de alguém por que essa pessoa não nos perdoou por algo que fizemos e já assumimos o erro e nos desculpamos.

Na verdade, nós é que ainda não nos perdoamos. Estamos contando que o outro nos perdoe para que possamos finalmente nos perdoar. É como se o outro fosse o detentor do poder de nos devolver a paz interior. Ficamos, então, com raiva da pessoa por que ela não nos libera. Mas é claro que podemos nos liberar, mesmo que o outro ainda tenha mágoa. Como não conseguimos ver dessa maneira, sofremos.

A raiva pode esconder a necessidade de reconhecimento. Fazemos muitas coisas esperando algum tipo de reconhecimento. A princípio dizemos que não necessitamos de nada disso. Mas quando o reconhecimento não vem, sentimos raiva das pessoas.

Outras vezes, alguém fez algo que não gostamos. A raiva surge como uma forma de tentar fazer com o outro se sinta culpado, reconheça o que nos fez, nos peça desculpas e diga o quanto foi injusto.

A raiva pode esconder um sentimento de rejeição. Pessoas que foram abandonadas, seja pelo pais, parceiros ou outras figuras importantes, sentem-se rejeitadas. A rejeição é muito incômoda por que normalmente achamos, consciente ou inconscientemente, que temos algo de muito errado, que não somos dignos de receber amor. Essa dor pode ser mascarada e tudo que demonstramos é a nossa mágoa, raiva e desprezo por aquele que nos abandonou. É como se disséssemos: "Você me rejeitou e me fez sentir que não tenho valor algum, eu não quero entrar em contato com esse sentimento, não sei lidar com ele. Prefiro demonstrar que tenho raiva de você, provar que você é injusto, ingrato; que é uma má pessoa!"

A raiva pode esconder o sentimento de impotência ou uma não aceitação. Aconteceu algo e não há absolutamente o que fazer naquele momento. O carro quebrou e você está com muita pressa. O funcionário perdeu um documento muito importante. A empresa aérea lhe vendeu um bilhete mas não tinha vaga no avião. Está chovendo muito no feriado e você havia planejado ir a praia.

A raiva dos outros pode esconder a raiva que você sente de você mesmo. Fizemos algo teoricamente contra a nossa vontade por que alguém pediu. Na realidade, fizemos porque queremos ser aceitos e temos medo da rejeição. Aí ficamos com raiva da pessoa, talvez achando que ela é uma exploradora e que somos sua vítima. Analisando mais profundamente, na verdade, estamos com raiva de nós mesmos por termos feito algo que não queríamos; raiva por não termos sido capaz de dizer um simples não, raiva de sermos tão dependentes.

Mascaramos nossas fragilidades. Sentido-se fraco, o ego se esconde atrás de uma aparente capa de força e agressividade, para assustar, defender-se. É como alguns animais pequenos e inofensivos fazem na natureza. Quando estão acuados, tem uns que inflam o papo, se arrepiam, abrem as asas ou um leque de penas. Tudo para parecer maior e mais forte.

André Lima -EFT

É como diz aquela frase...
"Quanto maior a armadura, mais frágil é o ser que a habita"


Um presentinho e uma dica!


Sheilinha...me dá a tua plaquinha?


Fico feliz quando as pessoas gostam das minhas invenções :)
Então resolvi criar uma plaquinha para presentear os amigos blogueiros.
Quem gostar e quiser levar...fique à vontade!

Obs: Ela é transparente, serve em qualquer plano de fundo! :)



Lembre-se: para copiar o código é só marcar
com o botão esquerdo do mouse e usar as teclas
Ctrl+C para copiar

---------------------------------------------------------------
Ah...outra coisinha!
Amigos, queridos...por favor!!! :)
Retirem o verificador de palavras dos comentários dos seus blogues!
Para nós que gostamos de visitar e deixar comentários...meu Deus, isso é um saco!
E você só tem a perder!
Esses dias desisti de fazer um comentário em um blog amigo, pois não conseguia acertar o raio da palavra!

Então vai lá a explicação:

1. Para quem usa a interface antiga do blogger:

Acesse: Design + Configurações+ Comentários e desmarque a opção como indica a figura:

Clique na imagem para ampliar!

2. Para quem usa a interface nova:


Acesse: Design+ Configurações+ Postagens e comentários e desmarque a opção como indica a figura:

Clique na imagem para ampliar!


Viu! É muito fácil!

Beijos estalados

terça-feira, 26 de junho de 2012

Sobre o trabalho...


O trabalho é bom, mas ele não deveria se tornar um vício. Muitas pessoas transformaram seu trabalho em uma droga, a fim de que possam se esquecer de si mesmas nele – como um alcoólico se esquecendo de si mesmo no álcool.

Você deveria ser capaz tanto de não fazer quanto de fazer coisas – então, você é livre. Você deveria ser capaz de se sentar, sem nada fazer, tão perfeita, bem-aventurada e belamente como quando está trabalhando duro e fazendo muitas coisas; dessa maneira, você é flexível.

Existem dois tipos de pessoas: algumas fixadas em suas letargias e, no outro extremo, as fixadas em suas ocupações. Ambos estão aprisionados. Você deveria ser capaz de se mover sem esforço de um a outro tipo. Então você teria uma certa liberdade, uma certa graça e espontaneidade em seu ser.

Não sou contra o trabalho, não sou contra coisa alguma, mas nada deveria se tornar um vício; senão, você fica em um estado muito confuso. Se o trabalho for uma ocupação e você estiver simplesmente se escondendo nele, ele se tornará algo repetitivo, mecânico, uma obsessão.


Osho, Above All Don’t Wobble,

Sobre o ódio...



"Odiar alguém demanda muita energia, atiça o pensamento, acelera o coração. É claro que isso tem algo a ver com amor, pois se o odiado não fosse tão merecedor de uma reação emocional nossa, o que sentiríamos por ele seria indiferença, que não exige dedicação nenhuma - o que corrói muito mais nossos inimigos. Indiferença é que é letal."

Martha Medeiros


Aprenda a Meditar - Dicas!


Olá amigos!

Com a colaboração da minha querida amiga Roberta Maia, compartilho com vocês um vídeo bem interessante sobre Meditação, com dicas bem práticas para os iniciantes no processo!

Dê um pause na rádio do blog e assinta! Vale a pena:



Beijos meditativos...


A sua importância para o Universo...



Lembre-se: para copiar o código é só marcar
com o botão esquerdo do mouse e usar as teclas
Ctrl+C para copiar


** Quando li este livro, me chamou a atenção este trecho que dei o nome de Uma Conversa com Deus...leia ele completo AQUI

Felicidade se esconde nas coisas simples...



Leve seus filhos a encontrar os grandes motivos para serem felizes nas pequenas coisas.
Uma pessoa emocionalmente superficial precisa de grandes eventos para ter prazer, uma pessoa profunda encontra prazer nas coisas ocultas, nos fenômenos aparentemente imperceptíveis: no movimentos das nuvens, no bailar das borboletas, no abraço de um amigo, no beijo de quem ama, num olhar de cumplicidade, no sorriso solidário de um desconhecido.
Felicidade não é obra do acaso, felicidade é um treinamento.
Treine as crianças para serem excelentes observadoras. Saia pelos campos ou pelos jardins, faça-as acompanhar o desabrochar de uma flor e descubra juntamente com elas o belo invisível. Sinta com seus olhos as coisas lindas que estão ao seu redor.
Leve os jovens a enxergar os singelos momentos,a força que surge nas perdas,a segurança que brota no caos,a grandeza que emana dos pequenos gestos.
As montanhas são formadas por ocultos grãos de areia.As crianças serão felizes se aprenderem a contemplar o belo nos momentos de glória e de fracassos, nas flores das primaveras e nas folhas secas do inverno.
Eis o grande desafio da educação da emoção!
Para muitos, a felicidade é loucura dos psicólogos, delírios dos filósofos, alucinação dos poetas. Eles não entenderam que o segredo da felicidade se esconde nas coisas simples e anônimas,tão distantes e tão próximas deles.

Augusto Cury
No livro: Pais brilhantes, Professores fascinantes.



segunda-feira, 25 de junho de 2012

Sempre é o amor...


Vida - É o Amor existencial.
Razão - É o Amor que pondera.
Estudo - É o Amor que analisa.
Ciência - É o Amor que investiga.
Filosofia - É o Amor que pensa.
Religião - É o Amor que busca Deus.
Verdade - É o Amor que se eterniza.
Ideal - É o Amor que se eleva.
Fé - É o Amor que se transcende.
Esperança - É o Amor que sonha.
Caridade - É o Amor que auxilia.
Fraternidade - É o Amor que se expande.
Sacrifício - É o Amor que se esforça.
Renúncia - É o Amor que se depura.
Simpatia - É o Amor que sorri.
Altruísmo - É o Amor que se engrandece.
Trabalho - É o Amor que constrói.
Indiferença - É o Amor que se esconde.
Desespero - É o Amor que se desgoverna.
Paixão - É o Amor que se desequilibra.
Ciúme - É o Amor que se desvaira.
Egoísmo - É o Amor que se animaliza.
Orgulho - É o Amor que enlouquece.
Sensualismo - É o Amor que se envenena.
Vaidade - É o Amor que se embriaga.
Finalmente, o ódio, que julgas ser a antítese do Amor,
não é senão o próprio Amor que adoeceu gravemente.

Chico Xavier


Como cão e gato...



"Eles são como cão e gato..."

Quando ouvimos essa expressão, logo pensamos em brigas, em opostos, em duas criaturas que se odeiam...
Pois é...percebi que não é bem assim...

Hoje, pela manhã, eu estava no computador lendo meus e-mails, bem distraída, quando fui surpreendida pela Meme ( minha cachorra) desesperada. Ela latia, pulava e fazia sinal que era pra eu descer e ver o que estava acontecendo. 

Em, um primeiro momento eu pensei que alguém tinha entrado aqui em casa, algum assaltante...sei lá. Fui descendo as escadas bem devagar com medo de dar de cara com alguém. Quando observo aquela criaturinha dentro da piscina quase perdendo as forças. Naquela água gelada, dessa manhã fria...era minha Juju (minha gata)

A gata foi dar o seu passeio matinal no jardim e, como de costume, arriscar a sua vidinha andando na beira da piscina...quando acabou escorregando e caindo mesmo.

Corri com uma toalha e peguei a gata que estava quase congelada!
Graças a Deus ela está bem!
E graças a Meme, com seu instinto protetor,  me avisou de que algo estava acontecendo. Se não fosse ela, eu não teria visto, com certeza não!

Nessas horas percebo que as generalizações não tem valor nenhum. Ninguém é igual a ninguém! Generalizamos por ser mais fácil, mas cômodo, exige menos raciocínio.

Nem todos os cães odeiam os gatos, nem todos os gatos odeiam os cães...Graças a Deus! :)

Beijos aliviados

Sobre o MEDO...



O MEDO é a energia que retira você do seu eixo de capacidades . Se você sente solidão e insuficiência no seu interior isto se transforma num chamado que atrai estas matérias no exterior.
Se você sente conforto e gratidão no seu interior o mundo produz este reflexo.
O MUNDO oferece todas as opções a seleção que chega em sua vida, não é involuntária, é resultado de suas idéias que se manifestam.
Os outros e acontecimentos são espelhos do que decidimos internamente experimentar.
Se você tem muita energia do medo, esta experimentando menos na vida.
QUEM TEM MEDO, TEM MENOS

Rosalia Schwark

Ser amoroso consigo mesmo...


Eu lhe ensino que a primeira coisa e a mais importante é ser amoroso consigo mesmo.
Não seja duro, seja suave. Cuide de si mesmo.
Aprenda a se perdoar - quantas vezes precisar, sete vezes, setenta e sete vezes, cento e setenta e sete vezes. Aprenda como perdoar-se.
Não seja duro, não crie antagonismos contra si mesmo. E então você florescerá.
E nesse florescimento você atrairá uma outra flor.
E há então um relacionamento com graça, com beleza, que tem em si uma benção.
E se você puder encontrar tal relacionamento, ele crescerá numa prece.
... o seu amor tornarse-á um êxtase...
e através do amor você saberá o que é Deus.

Osho


domingo, 24 de junho de 2012

A mecânica da maledicência...



Isto tem a ver com a forma como nos sentimos. Quando mais nos sentimos bem a nosso respeito, menos teremos vontade de apontar os defeitos alheios. Quanto mais insatisfeitos, mais teremos esta tendência. E isso ocorre por um fato muito simples. Ao falar mal de alguém, temos uma sensação falsa de que somos melhores. Dá um sentimento temporário de superioridade. É uma necessidade de nos elevarmos e isto é feito através do rebaixamento dos outros.

Quando sentimos vontade de falar mal de alguém temos um momento ideal para a auto-observação e análise dos sentimentos. Pode ser que os defeitos do outro nos incomode, mas pode ser também que sejam as qualidades da outra pessoa que nos causam ciúme, inveja, raiva. Em qualquer um dos casos o importante é reconhecer que existe algo de negativo em nós que veio à tona.

André Lima - EFT

Oração da presença II



“Meu irmão, não sei qual é o mal que lhe aflige no momento, mas seja ele qual for, físico ou espiritual, que tudo possa melhorar agora.
Que haja transformação em tudo aquilo que esteja estagnado em seu ser.
Que você possa ser curado no seu espírito, causa de sua vida e de seu destino.
Que os ventos da renovação soprem sobre os seus rumos e escolhas.
Que uma ternura secreta acalente os seus pensamentos.
Que o precioso toque sutil dos protetores espirituais lhe conforte.
Que os anjos da presença secretamente cantem por você.
Que haja um novo despertar em sua vida.
Que o cálido canto dos anjos aqueça o seu coração.
Que o seu mal seja curado, seja na Terra ou no Céu.
Que os anjos da presença compartilhem as bênçãos celestes em seu corpo, e em seu espírito.
Que haja luz em seu ser.
Que a tristeza, a dor e as mágoas sejam dissolvidas na luz.
Que você possa seguir com confiança, pois os anjos da presença estão ao seu lado.
Que as dores de agora, e os problemas do passado dêem passagem para o despertar espiritual se apresentar dentro de você.
Que o seu despertar seja radiante.
E que a sabedoria seja a sua nova parceira.
Que o amor, a eterna presença, esteja sempre com você.”

por Wagner Borges


É o que eu desejo a você, de coração, no dia de hoje!
Com carinho...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...