Tradutor

quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Dia mágico com direito a chá com pirimpimpim


Tudo o que eu quero, é que o dia de hoje seja mágico e especial!
Que todos os feitiços se virem contra os feiticeiros, 
e que dos nossos corações só brotem as poções de cura e amor...
Que tudo que seja bom, transpareça e floresça...
Que todos os bons pensamentos se façam realidade...como um passe de mágica!

HIHIHIHIHIHIHI

Essas são as palavras mágicas para preparar o ambiente...pois hoje vamos fazer um chá mágico!
Um chá para elevar a alma...

Ingredientes...

Lave bem uma maçã bem vermelha...e descasque com todo o cuidado.
Paus de canela se juntarão com as cascas da maçã em um caldeirão fumegante! :)
Tá bom... tá bom...
Se não tiver um caldeirão fumegante...pode ser uma canequinha mesmo! hehe
O que importa é a intenção!hã?!

A maçã é o simbolo da vida...
E a canela é o simbolo do otimismo, da alegria e um restaurador de energias...
Dois ingredientes simples, mas perfeitos para um dia como hoje!


Que o cheiro desse chá invada sua casa...e transmute todas as energias contrárias...
E ao tomar...
Faça um pedido de forma amorosa! E imagine ele já realizado...
Vibre nessa energia por algum minutos...
Esse é o pó de pirimpimpim que faltava!

Feliz dia das Bruxas, 
a todas as bruxas do bem e da paz...

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Aceitando e seguindo...


Quando precisamos aceitar uma circunstância que não foi planejada, o primeiro impulso que temos é o de ser resistente à nova situação.
É difícil aceitar as perdas materiais ou afetivas, a dificuldade financeira, a doença, a humilhação, as traições.
A nossa tendência natural é resistir e combater tudo o que nos contraria e que nos gera sofrimento.
Agindo assim, estaremos prolongando a situação. Resistir nos mantém presos ao problema, muitas vezes perpetuando-o e tornando tudo mais complicado e pesado.
Em outras ocasiões, nossa reação é a de negação do problema e, por vezes, nos entregamos a desequilíbrios emocionais como revolta, tristeza, culpa e indignação.
Todas essas reações são destrutivas e desagregadoras.
Quando não aceitamos, nos tornamos amargos e insatisfeitos. Esses padrões mentais e emocionais criam mais dificuldades e nos impedem de enxergar as soluções.
Pode parecer que quando nos resignamos diante de uma situação difícil, estamos desistindo de lutar e sendo fracos.
Mas não. Apenas significa que entendemos que a existência terrestre tem uma finalidade e que a vida é regida pela lei de ação e reação; que a luta deve ser encarada com serenidade e fé.
Na verdade, se tivermos a verdadeira intenção de enfrentar com equilíbrio e sensatez as grandes mudanças que a vida nos apresenta, devemos começar admitindo a nova situação.
A aceitação é um ato de força interior que desconhecemos. Ela vem acompanhada de sabedoria e humildade, e nos impulsiona para a luta.
É detentora de um poder transformador que só quem já experimentou pode avaliar.
Existem inúmeras situações na vida que não estão sob o nosso controle. Resta-nos então acatá-las.
É fundamental entender que esse posicionamento não significa desistir, mas sim manter-se lúcido e otimista no momento necessário.
No instante em que aceitamos, apaga-se a ilusão de situações que foram criadas por nós mesmos e as soluções surgem naturalmente.
Aceitar é exercitar a fé. É expandir a consciência para encontrar respostas, soluções e alívio. É manter uma atitude saudável diante da vida. É nos entregarmos confiantes ao que a vida tem a nos oferecer.

Fonte: Momento Espírita


Flor do dia


“Vá atrás das vergonhas que você carrega. Essa é uma dica valiosa para o seu processo de cura. A vergonha indica que existe condicionamento; que existe identificação com algum aspecto que ainda não foi aceito. Significa que ainda há dor no seu sistema e por isso você precisa reagir e usar uma máscara para se proteger, ou seja, você precisa fingir ser algo que não é. Se você quer começar uma vida nova e de fato trilhar o caminho do coração, permita-se tomar consciência das suas negações, para poder identificar o que fez com que você construísse uma vida artificial.” 

Sri Prem Baba
imagemdaqui

terça-feira, 29 de outubro de 2013

O que Buda faria para cativar um público?



A doutrina de Buda é como uma grande nuvem que, com uma chuva de tipo singular,rega todas as flores humanas para que cada uma venha a frutificar. Lotus Sutra 5

Buda sabia que cada pessoa é como uma flor, com necessidades particulares e com capacidade para produzir um fruto singular. No entanto, ele compara a sua doutrina com a chuva que nutre igualmente todas as flores. Os ensinamentos de Buda têm essa peculiaridade porque toda pessoa é capaz de absorver a quantidade necessária à sua frutificação. A verdade é uma só, mas as flores e os frutos são muitos.
Sempre que tivermos algo a comunicar, devemos fazê-lo desse modo. Não convém distorcer a mensagem, dizendo uma coisa para A e outra para B. Embora seja tentador, a longo prazo isso nos distancia das pessoas e as separa entre si. Devemos simplesmente expressar o nosso conteúdo (e expressá-lo com simplicidade),deixando que cada um o compreenda do seu modo. Então, como disse Jesus, "É pelos seus frutos [...] que os reconhecereis" (Mateus7:20). Se dissermos as coisas tal como elas são, colheremos bons frutos em todas as pessoas, ainda que tenhamos de esperar um pouco.

Franz Metcalf
No livro - O que Buda Faria - pg93



segunda-feira, 28 de outubro de 2013

A chave...


"De modo geral, as pessoas que mais encontram dificuldades em se amar são aquelas que não se mostram dispostas a perdoar. O perdão, além de retirar um fardo pesado de seus ombros, é a chave que abre a porta para que possa entrar o amor." 

Louise L. Hay
imagemdaqui

Aprenda a ser Confiante!



É importante compreender que existem coisas na vida que são incontroláveis. Vamos supor que você tenha um problema que não consegue resolver. De repente, se vê num estado de medo, impotência e estresse. Nessa hora, o melhor caminho é relaxar e jogar essa sua questão nas mãos da luz. Infinita, ela proporcionará uma solução. Basta confiar na luz e sua vida com certeza fluirá.


Não adianta se preocupar nem ficar querendo controlar a tudo e a todos. Aliás, querer controlar a vida é um dos grandes erros da humanidade. Nada e nem ninguém é controlável, mas a gente resiste a essa ideia. Muitos pais tentam controlar os filhos. À medida que crescem, eles começam a mentir, enganar. Ou seja, se fecham como forma de defesa, e se afastam.

Você já reparou na diferença entre querer controlar e influenciar? Influenciar é uma proposta mais aberta, menos invasiva, que consiste em passar determinados valores sem aquela conduta doentia de querer ordenar.

Diante de imposições, qualquer um se sente reprimido, sem luz e alma para agir com liberdade. Controlar é um conceito que não funciona na educação, e muito menos no convívio. Observe o casamento. Quando o marido ou a mulher tentam dominar um ao outro, o amor vai embora e os dois se afastam. A mesma coisa posso dizer em relação ao apego. Se você é apegada, não tem luz. Volto a dizer: ninguém é de ninguém.

Gostar não é prender, é soltar. Naturalmente a gente procura pessoas que nos deixam à vontade. Chega a ser interessante: você deixa o indivíduo tão confortável, porque não quer dominá–lo, e ele se sente tão bem que a procura. Ele gosta de você sem esforço. A grande conquista é estar em si, na própria luz. Assim, o amor, o carinho e o bem vêm.

Aprendi a não me envolver com as pessoas e os ambientes. Se você gosta de alguém, não pode se envolver a ponto de sofrer com os problemas dessa pessoa. Não preciso passar por uma coisa ruim para ajudá-la. Isso não é inteligente! Em vez disso, jogo luz na pessoa. A alma dela é que vai identificar o melhor caminho a seguir. Para que tentar controlar uma situação que não me pertence? A luz fala por si! Confie e se entregue a ela e tudo funcionará ao seu redor.

Texto de Luiz Gasparetto
imagem google


sexta-feira, 25 de outubro de 2013

A lei da atração é implacável...


"A lei da atração é implacável: a facilidade e dificuldade de realização depende diretamente das suas crenças e não no tamanho de seus desejos. A abertura ou resistência para se obter o que se quer é criada pelas ideias que criam emoções e estas por sua vez emanam um campo de energia, considerado pela física de frequência vibratória, que na verdade é uma força que atrai ou repele silenciosamente eventos, pessoas, facilidades ou obstáculos. Um cenário que se move de acordo com os seus reais pedidos internos- suas ideias compatíveis ou incompatíveis com o que deseja ver materializado em sua vida." 

Rosalia Schwark
imagem google

Leia também: O poder das crenças

quinta-feira, 24 de outubro de 2013

O que Buda faria com os pais que não o compreendem?


Todos os pais amam naturalmente as palavras dos queridos filhos,mas não mudam de ideia. Jataka 544

É difícil mudar a maneira de pensar de uma pessoa, seja sobre o que for. Tanto mais a de um pai ou uma mãe. Afinal, quando o filho cresce o bastante para discordar inteligentemente, os pais estão mais velhos ainda. Os seus pais lembram-se de quando você ainda era um pirralho que nada sabia. Aliás, lembram-se do mundo de antes de você nascer: um mundo que ia muito bem, obrigado, sem a sua sabedoria.

Seus pais o amam, e, sem dúvida, você lhes ensinou muito .Mas mudar-lhes o modo de pensar sobre algo importante é uma das coisas mais difíceis do mundo. Nessa situação, é bom lembrar o seguinte: primeiro, assim como você tem o direito de viver a sua vida, eles têm o de viver a deles. Talvez valha mais a pena deixá-los continuar pensando como pensam. Segundo, como sugere Buda, eles o amam naturalmente e querem vê-lo feliz. Se você acha mesmo necessário mudar-lhes o modo de pensar, não o faça com palavras: faça-o mostrando a eles o quanto o seu modo de pensar o torna feliz a longo prazo.

Franz Metcalf
No livro - O que Buda Faria - pg48

É como diz aquela frase...

O bom exemplo é sempre o melhor sermão! :)

quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Quem enxerga não discute...


"Quem enxerga, não discute quem está certo ou errado. Não tenta provar qual o melhor discurso, religião ou filosofia, não tenta provar nada a ninguém porque já sabe para si e isso basta.

Perceber a vida nos abre a mente e naturalmente desconecta o cabo que nos prende a discussões rasteiras, valores distorcidos, sentimento de superioridade de qualquer natureza.

Viver é uma grande e profunda experiência e cada acontecimento uma grande oportunidade para, no fim das contas, entendermos que aprender a amar é a finalidade de toda experiência." 

Flávio Siqueira
Fonte: flaviosiqueira.com
imagemdaqui


Flor do dia


“Um dos primeiros passos no processo de evolução da consciência é a libertação da hipocrisia. Uma pessoa hipócrita é aquela que, quando está com raiva sorri; quando está com medo demonstra coragem; quando é vitima da mais profunda avareza, demonstra caridade. Mas, para que o processo de transformação possa começar, a máscara precisa cair. Não há beleza na artificialidade. Não há como uma flor de plástico ser mais bela do que uma flor verdadeira. Tudo que é belo nasce da verdade. Até mesmo uma raiva verdadeira é mais bela do que um sorriso falso.” 

Sri Prem Baba
imagemdaqui

terça-feira, 22 de outubro de 2013

Pequenos Prazeres


Pequeno prazer de hoje: Bolo de milho, café quentinho e DVD da galinha pintadinha...
Achou estranho o DVD é? 
Conviva com uma criança e você entenderá esse estranho prazer :)



O foco na gratidão...


A vida nos apresenta surpresas boas ou não... mas, poucas vezes agimos para aproveitar todas as oportunidades que nos chegam com os acontecimentos, especialmente com os ditos ruins, que surgem de forma inesperada...

Quase sempre nossa primeira reação é não aceitar aquilo, principalmente se julgamos que é injusto passar por algo que não merecemos...

Lembrando que ninguém colhe o que não plantou, julgar qualquer coisa que nos acontece como injusta, vem do nosso ego, que só enxerga o problema como um fato isolado sem colocá-lo dentro de um contexto mais amplo, como algo que está além da compreensão dos nosso cinco sentidos... e que, de uma forma ou de outra somos responsáveis pela criação daquele problema na nossa realidade...

Então, é muito importante assumir que somos 100% responsáveis por tudo que atraímos... entendendo que, mesmo que não esteja ao alcance da nossa compreensão consciente, faz parte do que viemos para liberar e aprender nessa nossa jornada aqui na Terra...

Se não aceitamos o que já aconteceu, estamos resistindo a todo o Universo que agiu para que aquilo se manifestasse em nossas vidas, daquela forma... e resistir só faz com que as energias naturais de resolução não possam agir ali... criamos um cabo de guerra com o Universo e, com certeza, com essa atitude seremos perdedores.

Depois da não aceitação e resistência costumam vir as lamentações e reclamações... Essa parte é bem ruim porque sempre nos coloca na posição de vítimas indefesas... e resistir e nos colocarmos como vítimas, não resolve nada, pelo contrário... só cria mais e mais da mesma situação.

Entendo que o Universo manifesta aquilo em que colocamos nosso foco... se estamos reclamando de algo que não queremos em nossa vida, a cada reclamação colocamos nosso foco aí... e é mais disso que vamos atrair. Portanto, diante de qualquer situação que consideremos ruim, sempre devemos evitar o foco excessivo no problema e, uma coisa que nos ajuda nesse ponto é colocar nosso foco na gratidão...

Tendo a compreensão de que em tudo existe sempre uma oportunidade de aprendizado, vamos buscar motivos para sermos gratos, mesmo nas situações onde aparentemente não existam esses motivos. Se nos distanciarmos um pouco e olhar tudo sob a perspectiva de um plano maior... a partir do contexto da evolução da nossa Alma... encontraremos muitos motivos para agradecer por qualquer coisa em nossas vidas...

O ego só vê o problema, que fica cada vez maior, alimentado pelos pensamentos destrutivos e pelas reclamações... A Alma percebe aquilo como uma oportunidade de evolução... como algo que viemos aqui para aprender com... e não como algo que estamos passando para sermos punidos.

Com essa visão sobre o problema, fica mais fácil entregar o controle a uma força maior... e esperar que as coisas se resolvam de uma forma mais natural, sem tanta interferência dos nosso medos e memórias de experiências passadas, que sempre fazem com que tudo pareça pior do que realmente é...

Colocar nosso foco na gratidão opera verdadeiros milagres e nos afasta um pouco do controle do ego, abrindo as portas para que possamos agir guiados por Inspiração Divina.

Rubia A. Dantés 
Fonte: STUM
Imagem: Carlisle Photography

Flor do dia


“O processo de evolução espiritual tem como base a pedra fundamental da auto responsabilidade. Como diz o ditado: “Se uma pessoa diz que você é um cavalo, talvez você não seja. Mas, se duas ou três pessoas dizem que você é um cavalo, compre uma cela”. Então, se uma rejeição vem se repetindo, procure olhar para a sua responsabilidade. O que você tem feito para reeditar essa cena com a esperança mágica de que dessa vez será diferente e você será amado? Se você pode fotografar esse jogo da criança ferida e perceber que essa repetição nasce da sua identificação com o passado (por conta das mágoas e ressentimentos que carrega), então você está pronto para evoluir no processo de cura e de libertação.” 

Sri Prem Baba
imagemdaqui

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

O que Buda faria diante de uma coisa muito boa?


Elogia a todos os que falam a verdade. Dize-lhes: "Tudo o que dizes é esplêndido!" Quando as pessoas fazem o que é correto, dá a elas aprovação e incentivo. Bodhicharyavatara 5.75

Chegou a hora de falar numa coisa boa neste livro! Nem tudo o que encaramos na vida é um problema. Assim, eis uma palavra de Buda sobre o elogio: receba-o! 
Buda acredita que você não elogia a pessoa que age bem somente para lisonjeá-la. Mas, quando uma pessoa age corretamente, as suas palavras podem lhe dar força para seguir adiante. Dizer a verdade geralmente é difícil, mas ouvir palavras de aprovação nunca magoa.Quem sabe? Pode ser que a sua voz toque a primeira nota de um coro.
(A propósito,é assim que o mundo moderno avança. Primeiro você fala, depois a mídia recolhe o que você disse. Isso cria a possibilidade de mudança.)

Franz Metcalf
No livro - O que Buda Faria - pg84


Um domingo...na casa onde os pássaros cantam...


Ontem, aproveitando o calorzinho que fazia por aqui...levei o meu bebê para passear...
Ele observava tudo com aqueles olhinhos surpresos e atentos...
Quando, do nada, uma pombinha rola deu um voo rasante sobre nós...
Esperava um susto, um choro...quando fui surpreendida por uma linda gargalhada de bebê!
Uma alegria tomou conta do meu coração...e uma sensação de paz me cobriu como um cobertor macio.
Parte de mim está nele...e não é só fisicamente!
Parte do que amo e sinto...está nele...
E vai continuar aqui, depois que eu me for...
Ontem, meus amigos,  me senti imortal.

Bom início de semana! :)

Flor do dia


"No mundo somos condicionados a pensar compulsivamente. Isso nos fez perder a conexão com o belo e com a Verdade: nós olhamos para uma paisagem e não a vemos; ouvimos uma música, mas não a escutamos. Isso acontece porque a mente está muito ocupada em classificar e rotular. O máximo que surge é uma interpretação mecânica do que os sentidos estão recebendo: “Que bonito!”. Mas, na verdade, você não está vendo ou escutando porque, para isso realmente acontecer, o vazio se faz necessário, pois somente uma mente serena é capaz de perceber o Ser." 

Sri Prem Baba
imagemdaqui

domingo, 20 de outubro de 2013

Aprenda a fazer uma oração conectada...


Passo 1 - Elevação

Respire fundo várias vezes (vinte vezes é um bom número). Quando eu digo respirar fundo, é respirar fundo mesmo!
Então, concentre-se em tudo pelo que você é grato. Agradeça a dádiva da vida, agradeça a bênção da sua família, a sua saúde, o seu trabalho, os seus animais de estimação. O segredo aqui é você se envolver em um sentimento genuíno de gratidão por tudo. Eu sei que nem tudo na vida é alegria, mas nessa etapa, você não deve ficar se lembrando do que é ruim ou o que não está bom. O seu foco é nas coisas boas que a vida lhe trouxe!

Passo 2 - Conexão

Agora que você relaxou com respirações profundas e que elevou o seu sentimento de gratidão, direcione uma intenção para que a energia da oração seja oferecida para todas as pessoas que rezam também. Você não precisa saber quem são as pessoas que rezam, onde elas estão e que horas elas rezam. Nada disso importa, mas apenas que você direcione a sua intenção para que a força da sua oração alimente com bênçãos a conexão de todas as pessoas que também rezam.

Passo 3 - Ajuda ao mundo

Agora você coloca uma intenção desejando que a energia da oração, que está ampla e conectada, seja oferecida para todas as pessoas e situações do mundo que você quer enviar.
Envie a intenção da oração para os líderes do mundo: religiosos, sociais, políticos;
Envie a intenção da oração para os hospitais: comuns, psiquiátricos, de câncer e os do plano espiritual;
Envie a intenção da oração para todas as creches, orfanatos, casas de caridade e ONG´s que trabalham ajudando mais pessoas;
Envie a intenção da oração para todas as zonas de refugiados e regiões de guerra;
Envie a intenção da oração para regiões que sofreram catástrofes e tragédias;
Siga a sua intuição e envie a sua intenção de oração para outras pessoas e situações.

Passo 4 - Eu mereço

Agora direcione a sua energia de intenção da oração para os seu projetos de vida, para os seus sonhos, sua família e suas realizações. Fique à vontade para deliciar-se nessa energia, focando em tudo que você acha que precisa. Você também pode enviar energias elevadas para pessoas próximas que você acha que precisam de ajuda, bem como para lugares e animais de estimação.
Nesse momento, basta que você mentalize fortemente a pessoa, a situação, o sonho, o projeto, o interesse pessoal, o lugar ou o animal de estimação, que a força da energia da oração irá atuar.
Finalize a oração em estado de leveza e gratidão e sinta a paz do momento!

Resumindo...

  1. Eleve o seu pensamento, expressando gratidão, e respire profundamente vinte vezes;
  2. Ofereça a energia da oração para outras pessoas que também rezam, não importa onde e nem o horário, apenas direcione a sua intenção. Sinta a energia se expandir com essa intenção;
  3. Ofereça a intenção de oração para várias causas do mundo que precisem de uma energia superior;
  4. Banhe-se nas virtudes de uma oração conectada. Direcione a intenção para os seus pedidos pessoais.


Bruno  J. Gimenes
Recebeu essas orientações em um projeção astral em uma conversa com seu amparador espiritual.
imagemdaqui

------------------------------

Sabe quando a gente sente aquela verdade vibrando dentro do coração?
Pois é...quando eu li essas palavras senti isso. 
Acredito que primeiro temos que pensar no "todo" para ampliar nossa energia de forma altruísta.
E depois sim, nas nossas necessidades, no nosso Ego. 
Caso contrário tudo fica muito mesquinho, pequeno...pensando só no nosso umbigo e nossas necessidades mundanas.
Sinceramente...acho que não é assim que a roda da vida gira...
Concorda? hã?!



Vocês não sabem rezar...


(...) E a conversa foi a seguinte:

- Vocês não sabem rezar!

- Como assim não sabemos rezar? – Eu respondi um pouco assustado.

- Rezar é saber fazer uma conexão. E que conexão é essa que a pessoa faz se ela só olha para o próprio ego? Não é possível criar um campo de energia amplificado se os pensamentos e intenções estiverem apenas centrados nas frases: “meu filho, minha vida, meu emprego, minha família, meu marido, minha sogra, meu dinheiro e assim vai…”

- Então, é errado rezar para benefício pessoal e dos nossos próximos?

- Não, claro que não. O problema é que jamais se começa uma oração assim, pois, desta forma, o campo de energia gerado nunca irá expandir-se e multiplicar-se. Você pode e deve rezar por todos os seus objetivos pessoais, individuais ou não, mas você não pode se esquecer das leis naturais.

- Por favor, explique melhor…

- É que a energia que vem da oração é um alimento para o Universo e pode ser convocada por qualquer ser. Contudo, ela é uma força superior com uma frequência sutil. Eu lhe pergunto, se a pessoa começa a oração pela lamentação, pela dor, pelo desespero e depois ela começa a pedir, pedir e pedir, qual sintonia ela vai fazer? Nenhuma! Simplesmente porque o padrão de inicialmente sofrer e posteriormente pedir apenas por interesses pessoais, faz com que a sintonia ou conexão com as fontes superiores não aconteça.

- Mas, eu acho que quase 100% das pessoas rezam assim. Eu mesmo aprendi que, quando as coisas estão difíceis, devemos rezar. E também já rezei muitas vezes cheio de dores emocionais e lamentações.

- É por isso que eu disse que vocês não sabem rezar.

Bruno  J. Gimenes
Este é um trecho de um conversa realizada em um Projeção Astral do autor
com o seu amparador espiritual.

Daí você deve estar se perguntando:  mas como devemos rezar então?
Aguarde o próximo post logo mais :)

----------------------------------

Aí está o link: Aprenda a Fazer uma oração conectada.


sábado, 19 de outubro de 2013

A alma...



"A alma é uma lamparina cuja luz é firme, porque ela queima em um lugar onde nenhum vento sopra..."

Bhagavad Gita 


 

O que Buda faria se estivesse entediado?


Se achas uma coisa enfadonha, tudo acharás enfadonho. Dogen, "Diretrizes para o Estudo do Caminho"

O tédio está no nosso caráter, não no mundo. "Se você está entediado", eu ouvi dizer, "é porque você é entediante." Pense nisso.
Quando você está entediado, a tendência é entediar os outros.Ao mesmo tempo, se está entediado, é porque você atrai o tédio. Não é o mundo que o aborrece, é você que aborrece o mundo. Essa é a interpretação de Buda. 
Portanto, quando estiver entediado, pare de se sentir assim.Olhe para dentro de si e pergunte-se: "Por que eu estou desperdiçando este momento na vida?" A resposta a essa pergunta restaura tanto você quanto o mundo para a vida. O tédio torna-se impossível.

Franz Metcalf
No livro - O que Buda Faria - pg24
imagem Barb Tillman

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

O que faz com que uma mentalização (oração) não funcione?


O que faz com que uma mentalização (oração) não funcione?

1º Erro - Falha na conexão

Quando você se concentra em uma oração, você canaliza a força do seu pensamento para que ela crie uma espécie de vibração em uma determinada frequência. Portanto, você dá vida a um evento ondulatório. A onda é uma particularidade da energia, já a forma e a frequência com que essa onda se manifesta determina a natureza e as propriedades específicas dessa propagação. Depois de aproximadamente 70 segundos de concentração, a sua mente cria uma formação energética que se estrutura ao seu redor e por conta das leis naturais, cria uma sintonia ou ressonância com forças de mesmo padrão.
Se você não sustentar a sua intenção por esse tempo mínimo de 70 segundos, então você não provoca o movimento ondulatório que dá vida a uma oração e faz com que ela se propague pelo espaço e pelas dimensões da vida.

 2º Erro - Campo repelente

Com base na pesquisa que fiz e tudo que consegui ver e ser orientado com a ajuda da mediunidade, eu considero esse o mais impactante de todos os erros. Por mais que uma pessoa tenha um bom foco na intenção da oração e fique assim por mais de setenta segundos, se ela não souber limpar o seu campo repelente, ela simplesmente diminuirá muito a sua força de oração. O campo repelente está presente em 99% das pessoas, pois ele é criado pela crítica. Toda vez que você critica algo ou alguém, mesmo que você não perceba, você dispara na sua aura um padrão energético que resumidamente manifesta a sua insatisfação. Por mais que você veja razão em uma reclamação (e eu não estou julgando as suas atitudes) quando a crítica acontece, o seu campo energético desenvolve uma força de oposição às correntes universais de energias vitais. Esse evento energético provocado por uma crítica e intensificado pelo hábito da reclamação e da lamentação, simplesmente faz com que as trocas harmônicas naturais sejam repelidas. Por conta dessa visão, fica fácil entender frases como “ame o seu próximo como a ti mesmo”, “a cada um será dado conforme suas obras” e “não faça para o outro aquilo que não gostaria que lhe fizessem”, pois todas elas guardam lições que atuam no sentido de explicar as leis que agem no mecanismo da oração.

Reclamação, lamentação e crítica dão origem ao campo repelente.

Por: Bruno J. Gimenes

Eu sempre senti isso, que a critica e a reclamação é uma força negativa muito forte que cerca nossa vida.
Ao me deparar com este texto, aí está a confirmação. 
Sei que é difícil ficar sem criticar... sei que é difícil ficar sem reclamar...
Mas tendo essa consciência, do quanto isso nos prejudica, repelindo da nossa vida tantas coisas boas...quem sabe a gente comece a pensar diferente hã?
Dando um passo de cada vez...vamos tentar mudar aos poucos!
Um dia de cada vez!
Só por hoje eu não vou criticar nada nem ninguém! 
Só por hoje eu não vou ficar me lamentando nem reclamando de nada!
Só por hoje! 
Vamos tentar? :)




Amar é...



"A criança precisa se sentir amada de verdade, e as demonstrações não se dão apenas com beijos e abraços, e tampouco com proibições sem justa causa. O “não deixo, não pode” tem que ser argumentado. “Não deixo e não pode porque....” Tem que gastar o latim. Explicar. E prestar atenção no filho, controlar seus hábitos, perceber seus silêncios, demonstrar interesse pelo o que ele faz, pelo o que ele pensa, quem são seus amigos, quais suas aptidões, do que ele se ressente, o que está calando, por que está chorando, se sua rebeldia é uma maneira de pedir socorro, se está precisando conversar, se o que tem sentido é demasiado pesado pra ele, se precisa repartir suas dores, se está sendo bem acolhido pela escola, se não estão exigindo dele mais do que ele pode dar, se não foram transferidas responsabilidades para ele que são incompatíveis com sua idade, se há como entender e aceitar seus desejos, se ele está arriscando a própria vida e precisa de freio, se estamos deixando ele sonhar alto demais, se estamos induzindo que ele sonhe de menos, se ele está recebendo os estímulos certos ou desenvolvendo preconceitos generalizados. Dá uma trabalheira, mas isso é amar..." 

Martha Medeiros
imagemdaqui

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Cuida da imagem que você anda deixando por onde passa...


Que lembrança você anda gravando nas pessoas?
Você é o símbolo da alegria, da bondade, da esperança ou vive amargurada e passa para todo mundo a dor, a revolta, o desespero, a falta de esperanças? 
Por onde você passa você fala de realizações, de boas energias, tem sempre uma boa notícia, uma palavra amiga, um gesto de esperança, ou leva contigo a reclamação, a agonia, o gemido constante, os olhos sempre úmidos de lamentação?
Onde você chega as pessoas se aproximam para cumprimentar e querem te abraçar com festa ou se afastam com mil desculpas pela sua negatividade? 
Se alguém te der um espelho agora, seu rosto vai mostrar a alegria de quem tem a certeza da vitória, ou a tristeza de quem se acostumou com a dor e a derrota? 
Seu rosto é a expressão de quem espera alguém ou alguma coisa para ser feliz, ou de quem já vive feliz com o que tem? 
Marca a tua caminhada pela Terra com marcas que nunca se apagam, escreve com o coração tudo o que fizer, assim, as dores serão passageiras rápidas na tua vida. Carrega em você a semente da alegria e distribua para todos que se aproximarem de você, assim nunca te faltarão amigos dispostos a dividir o peso da sua jornada. 
Conquiste amigos em todos os lugares por onde andar e conquistará um tesouro eterno, que nenhum ouro poderá pagar. 
Que a sua marca de vida seja a alegria, assim, deixarás para sempre, uma lembrança suave de quem será amado para sempre...

Eu acredito em você!

Paulo Roberto Gaefke
imagemdaqui

O que Buda faria para conter a língua?


Certamente, nós nascemos com um machado na boca e acabamos nos cortando com ele quando dizemos palavras tolas. Sutta Nipata 657 

Todos nós já ouvimos dizer que fulana "tem a língua afiada" ou que tal coisa é "uma faca de dois gumes". Você já relacionou as duas coisas? É o que Buda faz nessa impressionante metáfora. Diz que a nossa língua é uma arma afiada e de dois gumes, que fere, ao mesmo tempo, o que fala e o que ouve.
Considerando que nós nos ferimos quando dizemos tolices ou palavras ofensivas, vale acatar o ensinamento de manter a boca fechada. Buda compreendeu profundamente a unidade do "eu" como "outro"; por isso nunca falou mal de ninguém, nem mesmo dos que o caluniavam. Também percebeu a inutilidade da conversa fiada quando o realmente necessário é trabalhar (ou seja, sempre).E superou a tentação de dizer tolices. Ele sabia que isso magoa os outros, levando-os à raiva e à perda de tempo. É verdade que nem sempre nós podemos estar em contato com a nossa Natureza de Buda, mas por todo o tempo podemos sentir esse machado na boca.Lembrar-nos disso, pode, às vezes, nos ajudar a ficar calados

Franz Metcalf
No livro - O que Buda Faria - pg29
imagem bilder prinz 


O amor é o alimento da vida...


"O amor é o alimento da vida...
No momento em que há a conscientização de que você é um só ser com Deus,
a vida obtém seu precioso nutriente e começa a crescer..."

Masaharu Taniguchi
imagemdaqui

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...