Pesquisar este blog

Tradutor

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

Deixe que tudo passe através de si...


"Pratique primeiro, com pequenas coisas. O alarme do carro, o ladrar do cão, os gritos das crianças, o engarrafamento. Em lugar de ter uma parede de resistência por dentro, que é atingida constante e dolorosamente por coisas que «não deviam estar a acontecer», deixe que tudo passe através de si.
Alguém lhe diz algo rude ou com intenção de o magoar. Em vez de entrar numa reação inconsciente ou em negativismos, por exemplo com ataques, defesas ou recuos, deixe que passe imediatamente através de si. Não ofereça resistência. É como se não existisse ninguém a quem magoar. Isso é perdão. Deste modo, você torna-se invulnerável.
Pode dizer na mesma a essa pessoa que o comportamento que está a ter é inaceitável, se decidir que assim é, mas essa pessoa já não tem o poder de controlar o seu estado interior. Nessa altura, você tem o controlo sobre si mesmo e não é controlado por outra pessoa. E também não é a sua mente que o dirige. Seja o alarme do carro, uma pessoa mal-educada, uma enchente, um tremor de terra ou a perda de todos os bens, o mecanismo de resistência é o mesmo."

Eckhart Tolle
Imagem: Christian Schole


sexta-feira, 28 de agosto de 2015

"Quem fala o que quer, ouve o que não quer"...você concorda?


A VERDADEIRA LIBERDADE DE EXPRESSÃO NUNCA É REATIVA

É comum ouvirmos ou pronunciarmos a frase " quem fala o que quer, ouve o que não quer " como justificativa para nosso comportamento reativo como quem diz : " Ele mereceu pois provocou"
Nesse momento, sempre me lembro das palestras do Osho, quando ele diferencia a REAÇÃO da RESPOSTA.Quando reagimos, somos escravos do outro, quanto agimos, o fazemos pela consciência, não estamos mais a mercê do outro.
Por isso, a meu ver, a REAÇÃO, nunca tem a ver com a LIBERDADE DE EXPRESSÃO. Isso porque, para nos expressarmos de modo verdadeiramente livre, não podemos ser um escravo do comportamento do outro. Sempre que somos REATIVOS, não estamos sendo livres. A meu ver, a verdadeira liberdade de expressão vem da CONSCIÊNCIA, portanto ela é sempre uma RESPOSTA e não uma REAÇÃO.
Assim,minha sugestão amorosa de hoje é : lembre-se que sempre que você estiver sendo reativo com alguém, você está manifestando a sua escravidão.Ao invés de se mostrar como um escravo, transcenda os determinismos, seja subversivo: RESPONDA COM PERCEPÇÃO! Isso não significa ser bobo, passivo ou incapaz de por limite, significa estar alinhado com a sua essência e portanto ser capaz de AGIR ao invés de REAGIR. Essa é a verdadeira liberdade de expressão, a meu ver.
Mais meditação e menos alienação de nós mesmos,


Gisela Vallin
Imagem: Christian Schole




quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Reconciliação...

Reconcilia-te com todas as coisas do céu e da terra. Quando se efetivar a reconciliação com todas as coisas do céu e da terra, tudo será teu amigo. Quando todo o Universo se tornar teu amigo, coisa alguma do Universo poderá causar-te dano. Se és ferido por algo ou se és atingido por micróbios ou por espíritos baixos, é prova de que não estás reconciliado com todas as coisas do céu e da terra. Reflexiona e reconcilia-te. Esta é a razão dos ensinamentos de outrora, que era necessário te reconciliares com teus irmãos antes de trazeres oferenda ao altar. Dentre os teus irmãos, os mais importantes são teus pais. Mesmo que agradeças a Deus, se não consegues, porém, agradecer a teus pais, não estás em conformidade com a vontade de Deus. Reconciliar-se com todas as coisas do Universo significa agradecer a todas as coisas do Universo. A reconciliação verdadeira não é obtida nem pela tolerância nem pela condescendência mútua. Ser tolerante ou ser condescendente não significa estar em harmonia do fundo do coração. A reconciliação verdadeira será consolidada quando houver recíproco agradecer. Mesmo que agradeça a Deus, aquele que não agradece a todas as coisas do céu e da terra não consolida a reconciliação com todas as coisas do céu e da terra. Não havendo a reconciliação com todas as coisas do Universo, mesmo que Deus queira te auxiliar, as vibrações mentais de discórdia não te permitem captar as ondas de luz de Deus. Agradece à Pátria. Agradece a teu pai e a tua mãe. Agradece a teu marido ou a tua mulher. Agradece a teus filhos. Agradece a teus criados. Agradece a todas as pessoas. Agradece a todas as coisas do céu e da terra. Somente dentro desse sentimento de gratidão é que poderás ver Deus . Deus estará dentro daquele que estiver reconciliado com todas as coisas do céu e da terra. Se queres chamar Deus, reconcilia-te com todas as coisas do céu e da terra e chama . Porque Deus é Amor, ao te reconciliares com todas as coisas do céu e da terra, aí, então, Deus se revelará.

Revelação Divina da noite de 27 de setembro de 1931.
Fonte: Seicho No Ie do Brasil

----------------------

Achei linda e verdadeira essa mensagem.
Gosto muito das lições da Seicho-no-ie...e esse olhar amoroso e agradecido ensinado por eles.
Um coração grato faz milagres!
É a cura de tudo! 
bjs agradecidos...

Trate-se como se fosse seu melhor amigo...


"Quando você tem um amigo muito querido, se ele te procura depressivo, preocupado com algo, ou revoltado, ou cheio de culpas, você se empenha em mostrar a ele a pessoa bacana que ele é, vai lembra-lo das muitas qualidades que ele tem, da capacidade que ele tem de dar a volta por cima, enfim, você vai dar a mão para que ele se levante. 
Por que você é capaz de fazer isso com alguém querido e não é capaz de fazer isso consigo mesmo?
Ame-se, respeite-se, trate-se como se fosse seu melhor amigo. É desse amor próprio que temos carência.
Se todos te derem as costas, mas se você tiver o seu apoio, você supera qualquer dificuldade, mas se receber o apoio dos outros e não tiver o seu, nada do que fizerem para te ajudar será suficiente.
Ninguém dá o melhor de si quando só recebe críticas, cobranças... lembre-se disso. Tenha respeito por você. Acima do amor de quem quer que seja, o que você precisa, em primeiro lugar, é do seu próprio amor. O nome disso é dignidade."


Meire Espirito Santo



quarta-feira, 26 de agosto de 2015

Que tenhamos sabedoria a tempo...


"Que a gente aprenda a valorizar o abraço antes da ausência. O sorriso antes da lágrima. O momento que antecede a despedida. A luz de dias calmos. O amor sem nada em troca. Que a vida nos ensine a tempo o que é precioso cultivar. A alegria anterior aos tempos difíceis. A presença antes da falta. Que tenhamos sabedoria a tempo para termos tempo de realizar. É verdade que a vida voa, mas também recomeça a cada dia, nos dando a infinita chance de recomeçar."

Erick Tozzo
imagemdaqui


terça-feira, 25 de agosto de 2015

A mente sem gratidão...


"A mente sem gratidão é como o vácuo do espaço sideral, que não reflete luz. Embora os raios solares estejam sendo emitidos incessantemente, o vácuo do espaço sideral, onde não há nada que reflita a luz, permanece na escuridão total." 

Amor e Dedicação a Um Ideal, p. 131 - Yoshio Mukai.


Gratidão tem que ser um exercício diário.
Sem gratidão somos vazios...

segunda-feira, 24 de agosto de 2015

A eterna insatisfação...


"Para ser feliz a pessoa tem que ser feliz com aquilo que tem. Você não pode ser feliz com aquilo que não tem; só pode ser infeliz com isso. E o ego está sempre interessado apenas naquilo que você não tem. Você tem 10 mil reais - o ego não está interessado neles. Está interessado em 20 mil. Quando você tiver 20 mil, ele não estará mais interessado nele. Estará interessado em 30 mil. E assim por diante...O ego só lhe dá objetivos, mas, quando você atinge os objetivos, ele não lhe permite celebrar."

Osho

domingo, 23 de agosto de 2015

A única maneira de aliviar o nosso medo...


"A maioria de nós experimenta uma vida cheia de momentos maravilhosos e momentos difíceis. Mas para muitos de nós, mesmo quando estamos mais alegres, há medo por trás de nossa alegria. Tememos que este momento termine, que não conseguiremos o que precisamos, que perderemos o que amamos, ou que não estaremos seguros. Muitas vezes, nosso maior medo é saber que um dia os nossos corpos pararão de funcionar. Então, mesmo quando estamos rodeados de todas as condições para a felicidade, nossa alegria não está completa.
Pensamos que, para sermos mais felizes, devemos afastar ou ignorar o nosso medo. Não nos sentimos à vontade quando pensamos nas coisas que nos assustam, então negamos nosso medo. “Oh, não, não quero pensar nisso.” Tentamos ignorar o nosso medo, mas ele ainda está presente.
A única maneira de aliviar o nosso medo e ser feliz é reconhecer nosso medo e olhar profundamente para sua fonte. Em vez de tentar fugir do nosso medo, podemos convidá-lo até nossa consciência e olhar claramente e profundamente."

Thi Nhat Hanh


sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Gratidão...essa é a única palavra...


"Nossas digitais não se apagam das vidas que tocamos. "

 Lya Luft
 imagemdaqui

Hoje, quero agradecer...
A todos vocês amigos leitores que pousam no meu telhado diariamente! 
Amigos queridos...que tem alma de passarinho e estão sempre por aqui...
Aqueles que vem de vez em quando...
Aqueles que sempre lembram do blog com carinho...
Aqueles que me seguem no Facebook e/ou Instagram...
Aqueles que me escrevem dizendo o quanto gostam do blog...
Aos blogueiros queridos que chamo carinhosamente de "telhados vizinhos..."
Aqueles que deixam recadinhos, mensagens no livro de visitas... enfim...
Meu muito obrigada! 
Gratidão pois estamos com 3000 seguidores neste humilde blog! ufa!
Quase 100 mil likes no facebook!
Estou muito feliz, pois percebo que levo algo de bom para as pessoas...
Aqui eu aprendo e compartilho o que aprendo...e esse simples gesto faz a diferença.
Fico Feliz pois cada um que passa por aqui leva um pouquinho de mim...
E assim espalho-me pelo mundo...com o vento...
Agora, com aromas de lavanda...(espero que gostem do novo visual do blog)
Gratidão...essa é a única palavra para esse momento...
Gratidão! 

Com o coração agradecido...
Sheila do blog Passarinhos no Telhado


Obs: Amigos! Muitos escrevem pedindo o nome das músicas da rádio passarinhos. Fico feliz que gostem, mas é um playlist com 200 músicas...sendo assim fica muito difícil passar o nome das músicas e os respectivos cantores. Isso exigiria tempo pra pesquisa...algo que não disponho no momento. Sei que entendem! beijos!


quinta-feira, 20 de agosto de 2015

Como sair da depressão...


"A depressão precisa de uma mente sem aceitação: “Isso não é bom, isso não é nada bom; isso não devia ter acontecido, não devia; as coisas não deveriam ser desse jeito”. Tudo é negado, é rejeitado — não aceito.O “não” é a reação básica; até a felicidade será rejeitada por uma mente como essa. A mente sem aceitação não aceita nada.
 Mas, se conseguir aceitar a sua solidão, a sua depressão, a sua confusão, a sua tristeza, você já estará transcendendo. Aceitação é transcendência. Você eliminou o próprio motivo da depressão, então ela não pode continuar." 

Osho

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

Seja doce - sintonia é tudo


Não importa o que o mundo está oferecendo a você, seja doce. Mostrar sua ira não trará nenhuma cura. O coração oprimido, a mente com raiva, o corpo pesado não resolverá nenhuma questão. 
Comece seu caminho de cura tornando seus sentimentos mais leves, compreendendo que os outros são apenas o que são, que a vida às vezes é dura mesmo, que as lições podem ser amargas, mas que apesar de tudo isso você vem da luz, e as coisas passam. Isso que te aflige também vai passar. Lembre que você é único, vem da fonte do amor de Deus.
Se conecte novamente a fonte e foco no bem. Cuide das suas coisas, da sua família, do seu trabalho. A boa vibração que você coloca no mundo voltará para você.
Escolher ser doce é um privilégio seu. 
Vamos na luz.

Maria Silvia Orlovas
imagem: google


segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Permita-se



Permita-se descobrir novas cores com as quais pintar a sua vida. Existe muito mais coisas para conhecer e para sentir e para viver do que aquilo que você já conhece, sente ou vive. A vida é um eterno descortinar de novas sensações e percepções, por isso não se feche à alguma coisa só porque não faz parte daquilo que você já faz, ou é, ou quer ser um dia. A maior ignorância que existe é julgar algo como sendo ruim antes de conhecer este algo. A vida é boa e repleta de coisas inéditas. Permita-se estrear.

Flavia Melissa

domingo, 16 de agosto de 2015

Só por hoje manifeste a sua luz...



Seja você mesmo!
Parece óbvio porque sempre achamos que somos nós mesmos, autênticos, inteiros. Mas será que somos. 
O que realmente somos?
Na maioria das vezes somos reativos, não manifestamos nossa luz. Quer um exemplo?
Alguém te ofende, seu filho briga com você, seu colega deixa de fazer um trabalho, o que acontece?
Aquilo pesa e você só reage, briga, faz as coisas de cara feia, fica com raiva...
Enfim reage. O que é normal. 
Aproveite que hoje é domingo, teoricamente um dia mais light e não reaja, aja. Faça o que sente que deve ser feito. Do seu jeito. E se observe. 
Podemos tentar nos adaptar às pessoas, e devemos fazer isso em nome da boa convivência. Mas num momento ou noutro precisamos apenas ser quem somos. 
Manifeste a sua luz.

Maria Silva Orlovas
imagemdaqui


sexta-feira, 14 de agosto de 2015

5 maneiras de incentivar a bondade infantil


“Não existe revelação mais nítida da alma de uma sociedade do que a forma como ela trata suas crianças”
(Nelson Mandela)

O ideal na educação infantil é ensinar a criança a ser uma pessoa boa, gentil e prestativa. Se conseguirmos isto, estaremos contribuindo para o seu desenvolvimento e sucesso no futuro.

Se uma criança é capaz de manter um ambiente de paz e não criar problemas gerados pelo egoísmo ou agressividade, será amado por todos e crescerá com uma autoestima saudável.

As crianças bondosas têm mais sensibilidade para tratar as pessoas, o mundo e os animais; isso tudo resulta em um mundo muito melhor.

Claro que não é uma tarefa fácil, por isso hoje falaremos sobre cinco chaves que ajudarão a construir a bondade infantil.

1- Gratidão

Ensinar aos nossos filhos a importância da gratidão é como construir o primeiro andar de um grande castelo. As palavras mágicas (por favor e obrigado) lhe abrirão todas as portas, pois serão o seu melhor cartão de visita.

          A gratidão é o primeiro passo para que a bondade e a compaixão fluam naturalmente.

Não devemos obrigar nossos filhos a pronunciarem as palavras mágicas, sem antes lhes ensinar o seu verdadeiro significado.  Não é para simplesmente dizer obrigado, mas para sentir-se agradecido por tudo o que possuem: pelos seus brinquedos, pelos cuidados que recebem, pelas oportunidades…

A criança precisa saber e entender que a gratidão gera bons sentimentos e reciprocidade, e assim perceberá o valor de tudo o que tem e consegue alcançar.

2- A solidariedade transforma o mundo, o torna mais digno

          Solidariedade é dar o que temos, não o que sobra.

Como em todos os aspectos da vida, somos o exemplo para nossos filhos, devemos ensinar-lhes o valor de compartilhar e ajudar os mais necessitados desde a infância.

Por isso, participe de projetos conjuntos destinados a resolver problemas da comunidade, faça trabalhos humanitários, de modo que a sua vida seja um exemplo de como melhorar a vida dos outros. O compromisso social é uma motivação muito importante e nós, como adultos e professores, temos o dever de ensinar.

3- Eduque a mente e o coração

“Fomos ensinados desde a infância como um corpo é formado, seus órgãos, seus ossos, suas funções, mas nunca soubemos como foi feita a alma”. (Mário Benedetti)

Este é outro tijolo a partir do qual cimentaremos a capacidade das crianças serem benevolentes. As crianças devem aprender a reconhecer e controlar as suas emoções.

O objetivo da inteligência emocional é cultivar a bondade, fazendo-a crescer com empatia e amor. As emoções servem como motivação, mas também como um ponto de partida para uma boa comunicação, na qual o respeito e o reconhecimento pelo outro estarão sempre presentes.

4- O valor do esforço e da colaboração

“Quando você quer algo, tem que colaborar. Se quiser chegar rápido, caminhe sozinho: se quiser chegar longe, caminhe em grupo”. (Provérbio africano)

Sabemos perfeitamente que as crianças são capazes de colaborar e ficam muito animadas com isso. Então, sempre que possível, devemos deixá-las cooperar com as tarefas e ensiná-las que todo esforço tem sua recompensa.

5- A mente que se abre para uma ideia nunca voltará ao seu tamanho original

Educar nossas crianças, ensinar-lhes os valores morais e cultivar seus conhecimentos é colocar o mundo ao seu alcance. Podemos dizer que “se não sabem que podem chegar até lua, não vão tentar alcançá-la; então dê-lhes uma escada”.

É muito importante dar às nossas crianças a oportunidade de crescer, cultivando no seu coração a bondade infantil, a compaixão e a empatia. Dessa forma, iremos promover a sua felicidade e o seu bem-estar, e é claro, do resto do mundo também.

Marli Guári
imagem: K.M. Berggren

quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Janelas alheias...


Quando alguém se ocupa com afinco em fiscalizar os passos alheios, é porque talvez seja covarde o bastante para cuidar dos próprios.
É assustador olhar dentro do próprio olho, incômodo demais vasculhar os cantinhos da própria vida...
Poucos aguentam o tranco de levantar o próprio tapete pra juntar o lixo acumulado embaixo.
É fácil e cômodo então se pendurar no parapeito da janela alheia...
Vida dos outros é como vício em novela, enquanto ficamos na fissura do enredo do outro, o nosso, que se dane!
Faz pena. Mas é isso mesmo.
Por trás dessa pessoa que sabe tanto da vida de todo mundo, há alguém que absolutamente nada sabe, sobre que rumo dar à sua própria.
Raiva de gente assim?
Rancor, desprezo, abuso?
Compaixão, isso sim deveria sentir! E muita oração...
Gente assim, em relação à evolução, está na total contramão.
Pois que Deus tome conta.
E os libertem para viverem suas próprias vidas...
Enfim!

Gi Stadnicki


quarta-feira, 12 de agosto de 2015

Sobre o confiar...


"Confie em si mesmo. Se você confiar em si mesmo, poderá confiar em mim, poderá confiar nas pessoas, poderá confiar na vida. Mas, se você não confiar em si mesmo, então nenhuma confiança será possível."

Osho

terça-feira, 11 de agosto de 2015

O vazio interior...


Eu sei como é se sentir vazio por dentro. Todos um dia sentimos isso, quando você sente aquela tristeza profunda, desânimo com a vida, uma vontade de sumir, andar sem rumo, a noite parece melancólica, a solidão invade a alma; parece que estamos sem direção, tudo tão estranho, realmente um vazio profundo.

Mas, no fundo, esse vazio está repleto, está mais cheio do que imaginamos; estamos abarrotados de decepções, frustrações, mentalizações negativas. Parece que definitivamente você não se importa, a vida perdeu o sabor. Mas isso, por pior que seja, é um ótimo sinal, é um despertar do sono profundo: você começa a abrir os seus olhos para algo que até então não havia percebido.

Insatisfação é sinônimo de que existe algo errado e que queremos algo novo. A maioria das pessoas sente esse vazio aos 40 anos, mas pelo que venho observando há anos, esses efeitos estão começando muito mais cedo; não diria que é um despertar, mas que estamos começando a dar alguns passos em direção a esse momento.

Não fique tão preocupada assim; isso tudo é natural. O vazio interior é sentido por pessoas que querem algo mais, que querem fugir do caminho do rato. Isso mesmo, o caminho do rato. Lembra-se de quando compramos aquele ratinho, um hamster, e o colocamos numa pequena gaiola, onde ele se diverte em ficar andando sobre uma roda que gira e gira, e ele continua em busca de nada? Bem, assim somos nós: estamos correndo nessa roda, indo em direção a nada, apenas correndo em círculos; estamos dormindo, mas quando vislumbramos dentro de nós que existe algo melhor, você quer pular dessa roda. Como estamos acostumados a correr em círculos simplesmente ficamos completamente perdidos.

O que precisamos, então? O que você precisa hoje? Eu sei, nós precisamos de uma direção, um rumo, parece que estamos perdidos, mas temos a escolha de seguir adiante, de nos encontrarmos. Milhares de pessoas ainda estão nos trilhos da roda, mas você está insatisfeita; quer fugir sem rumo, isso é um sinal, mas você precisa de um rumo, uma bússola que aponte o norte, que aponte para aquele lugar aonde quer chegar, um objetivo, um ideal.

O que você quer da sua vida? Para onde você quer ir? Qual o seu ideal? Calma, essas perguntas podem deixar você mais confusa agora, mas são essenciais para um rumo fiel em direção àquilo que você necessita. Pare um minuto, respire, tente se encontrar, dentro de si, sem pressa; as respostas estão aí dentro. Chega uma hora que nossos ideais são maiores do que imaginávamos e saiba que nós podemos realizar esses ideais, pois eles são os nossos objetivos mais fiéis. O vazio interior é o primeiro passo que traz uma mensagem a você: existe algo errado.

Depois, com essas questões virão a indecisão e é nesse momento especial que você precisa avaliar o que quer da vida; despertar os seus ideais de fé, de coragem, de amor, ou você prefere uma vida de dor e de sofrimento? 

Nós podemos escolher. Se você quer algo profundo, busque a fé na religiosidade, não estou dizendo religião, mas na comunhão com Deus; busque a fé no amor, no auxílio ao próximo; busque o equilíbrio, mas antes, desperte a força que vai gerar tudo isso, a sua criatividade. A criatividade é um potencial divino guardado em nós; somente você tem esse Dom. 

Pense comigo, somos quase 5 bilhões de pessoas, cada um com uma digital diferente, cada um com um DNA (Deus é Nosso Autor) diferente. Você é especial, todos somos especiais, todos carregamos um Dom de fazer algo pelo mundo, pela vida, mas você não acredita. Eu quero que você acredite; mostrei isso a muitas pessoas que hoje estão rumo aos seus ideais, sejam lá quais forem, colocando em prática os seus potenciais para auxiliar o próximo, para estar perto de Deus. Não importa qual seja o seu Dom, até escutar é um Dom maravilhoso, escrever, fazer, pintar, amar, lutar por algo, com fé e coragem, com determinação, expandir seu Dom para que todos escutem o quanto Deus é importante em nossas vidas, através do seu exemplo de amor.

Saiba que isso não tem nada a ver com religião, tem a ver com o seu contato íntimo, com o despertar da sua consciência, com um novo rumo, com trazer a luz para um mundo que está necessitando do brilho de sua alma.

O Vazio interior é a oportunidade de você mudar a sua vida. Pense nisso e desperte a sua criatividade, a sua potencialidade, caminhe ao lado de Deus, peça a ele Luz, entendimento e sabedoria e esta bússola vai lhe mostrar o caminho para sua evolução.

Muita paz em sua jornada.

De: Paulo Valzacchi
Fonte: STUM
imagemdaqui

segunda-feira, 10 de agosto de 2015

Aprenda a defender-se de ataques psíquicos!


A Cruz de Luz Azul

Se você sentir que está sob ataque psíquico de qualquer um, use o polegar para colocar uma cruz de luz azul mentalmente sobre o atacante. Fazê-lo com força de vontade suficiente e a energia nociva não será capaz de alcançá-lo, mas retornará ao seu remetente. 
A cruz azul além de bloquear o atacante irá curá-lo de sua raiva.

Técnica extraída do Curso de Autodefesa espiritual e psíquica


domingo, 9 de agosto de 2015

Feliz dia dos Pais!


"Para estar na lembrança de seus filhos amanhã,
você tem que estar na vida deles HOJE..."

Feliz dia dos Pais
a todos os pais amorosos que se esforçam para fazer parte da vida dos filhos. 


sábado, 8 de agosto de 2015

O silêncio que tem muito a dizer...



"É que tem gente que não sabe viver em paz. Não se deixa em paz.
Não se permite experimentar a calmaria.
Precisa de um duelo, qualquer que seja, para se sentir viva, ativa, operante.
A vida parece-lhe insossa se não estiver cuspindo fogo.
Em geral são pessoas fortemente desconectadas com o próprio interior.
Por isso, o contato com o outro, a atenção do outro, ainda que por meio de muita confusão, faz o ruído necessário para que a pessoa não se ouça.
Só sabem se comunicar aos gritos, tentando assim, calar a voz interior.
Isso invariavelmente ocorre com os que possuem um enorme receio, um verdadeiro pavor, do que o seu silêncio interno tem a dizer."

Cláudia Dornelles
imagemdaqui


sexta-feira, 7 de agosto de 2015

5 comportamentos característicos da intoxicação emocional


A intoxicação emocional é causada por conflitos pessoais e emocionais que afetam diretamente nosso bem-estar físico e psicológico, tornando-nos vulneráveis e causando sintomas como irritabilidade, depressão, instabilidade emocional, fadiga…
A intoxicação emocional é a consequência de não nos darmos um tempo diariamente para cuidar do nosso interior.
Quais comportamentos indicam que estou emocionalmente intoxicado?
É provável que você esteja sob a influência da intoxicação emocional e ainda não tenha percebido. Portanto, o que você precisa fazer é prestar atenção aos seus comportamentos desagradáveis e às situações difíceis de lidar.
Muitas vezes, temos atitudes que obscurecem a nossa percepção e nos tornam muito reativos. Nos deixamos levar pelas emoções e não conseguimos ver a situação como ela realmente é.

Listamos abaixo 5 tipos de comportamentos que demonstram que a pessoa está intoxicada emocionalmente.

1- Estar sempre na defensiva
Uma pessoa sob a influência da intoxicação emocional está em “modo autoproteção”, e interpreta as ações e palavras das outras pessoas como agressões.
Distorce as palavras e tira as suas conclusões conforme o seu estado emocional. Ela se sente muito vulnerável e as suas inseguranças controlam a sua vida. Sua autoestima está baixa e ela fica na defensiva diante de qualquer acontecimento.
Suas emoções a bloqueiam completamente e limitam a sua capacidade de entendimento e de pensar com clareza. Isso faz com que. muitas vezes, reaja com agressividade para se proteger de danos emocionais, que certamente só existem na sua imaginação.

2- Ser excessivamente crítico
É difícil lidar com uma pessoa intoxicada emocionalmente, pois ela cria uma barreira de intransigência para ela mesma. É extremamente crítica com os outros e consigo mesma.
Relaxe e tente ser mais benevolente com você mesmo, com a vida e com as outras pessoas.

3- Fechar-se emocionalmente
Muitas vezes, nos damos conta de que estamos muito frágeis e emotivos, então nos fechamos no nosso mundo para nos protegermos dos nossos próprios sentimentos. 
É por isso que, quando uma pessoa se sente oprimida e sobrecarregada, não tem energia para enfrentar os desafios do dia a dia. Esta é a consequência de ter o cérebro inundado pelas nossas emoções; não conseguimos pensar com clareza e ficamos travados.

4- Condenar, insultar ou desprezar os demais
As pessoas intoxicadas emocionalmente podem se tornar agressivas e perigosas, pelo fato de estarem sempre na defensiva e lutar com unhas e dentes por uma causa em que acreditam.
Por causa do bloqueio emocional, não são capazes de avaliar de forma sensata as pessoas a sua volta.
Além disso, eles têm dificuldade de ter empatia com os demais, pois estão cheios de emoções negativas. Podem se culpar e condenar a si mesmos, projetando seus medos e frustrações nos outros como uma forma de fuga e libertação.

5- Autossabotagem
A vida de uma pessoa intoxicada por suas emoções é muito difícil; mais difícil ainda é avançar e não boicotar o seu progresso para atingir seus objetivos.
A única maneira de superar esse desejo de suicídio pessoal é nos tornarmos conscientes de que existe algo dentro de nós que alimenta o medo de atingirmos nossos objetivos.
Temer o sucesso tem a ver com a nossa incapacidade de tolerar as incertezas. Não confiamos na nossa capacidade de aceitar a vida como ela se apresenta. Só há uma pessoa neste mundo que vai impedir seu progresso, e essa pessoa é você mesmo. Acabe com os seus medos.

Como lidar com a intoxicação emocional

Precisamos de tempo para nos desintoxicarmos. É como ingerir muito álcool e ter um período de ressaca. A ressaca emocional se caracteriza pela culpa, raiva, insônia, tristeza…
Não se preocupe. A identificação de seus comportamentos e emoções demonstra que você já iniciou o processo de recuperação. Pare de “beber emoções negativas” e comece o processo de limpeza emocional. Os sintomas desaparecem e seus sentidos voltarão ao normal.


 Marli Guári
imagem: google

quinta-feira, 6 de agosto de 2015

Sobre o foco...


"Aprenda a ficar sereno e a desviar sua atenção daquilo que não deseja e de toda a carga emocional que cerca essas coisas, desloque a atenção para o que você deseja vivenciar... A energia flui para onde a atenção se dirige."

 Michael Beckwith

Eu sei disso...mas eita coisinha difícil de colocar em prática!!! 
Mas tentando sempre....

quarta-feira, 5 de agosto de 2015

A dor da perda e o conforto com a EFT


Nem preciso dizer o quanto é grande a dor quando morre alguém próximo a nós. Ainda mais quando é uma morte trágica (assalto, violência) ou uma morte dita "prematura": crianças, filhos, jovens. Essas emoções ficam guardadas por muito tempo e parecem impossíveis de serem curadas.

Aplicando a EFT (técnica para autolimpeza emocional,) de forma adequada, conseguimos uma profunda limpeza emocional até mesmos nos casos de perdas de filhos e mortes trágicas. Cria-se uma aceitação e um sentimento de paz após a aplicação da técnica tão impressionante, que só é possível acreditar quando presenciamos o trabalho sendo feito.

Vou dar algumas dicas de como podemos aplicar a técnica de forma eficaz, para ajudar pessoas que passam por esse tipo de sofrimento.  Esse material é importante para terapeutas que estão aplicando a EFT em clientes, bem como para quem deseja se auto-aplicar e ficar mais em paz.

Quando se trata de uma perda muito recente (questão de poucos dias ou semanas), a EFT consegue normalmente trazer uma paz muito grande, mas dificilmente dissolverá cem por cento do sentimento. Porém, o tempo de luto será drasticamente diminuído nesses casos, pois todo o excesso emocional será dissolvido pela técnica, o que evitará um longo e penoso processo que a emoção normalmente requer até começar a diminuir. Quando tratamos perdas que já são mais antigas (meses ou anos), o resultado final, em termos de alívio (aceitação do ocorrido e paz interior), costuma ficar bem próximo dos cem por cento.

Normalmente, começo tratando os sentimentos que estão mais à flor da pele. Só de falar da perda, a maior parte das pessoas já vai se emocionar. Cada emoção que surge, cada pensamento, vamos aplicar a EFT para eliminar a carga emocional até zerar.

Por exemplo: o cliente chega e começa a tocar no assunto da perda, fala o nome da pessoa,  o parentesco. A partir daí, eu fico atento e pergunto sempre o que ele está sentindo. Ao menor sinal de dor emocional, eu aplico rodadas de EFT, do tipo: "mesmo que seja muito doloroso falar da perda do meu pai, eu me aceito profundamente completamente"; "mesmo que eu não consiga aceitar, eu me aceito profunda e completamente"; "mesmo que eu me sinta inconformado, eu me aceito profunda e completamente".
Essas frases são apenas sugestões. Cada pessoa trará sentimentos específicos, que deverão ser tratados de forma personalizada para que se tenha um bom efeito.

Depois de várias rodadas,  a pessoa consegue falar da perda (de uma forma superficial) sem a carga emocional de antes. Nesse momento, é hora de aprofundar para buscar as emoções guardadas. E como vamos fazer isso?

Uma coisa muito importante a fazer é pedir para o cliente contar passo a passo, cada detalhe de como ele recebeu a notícia da perda. Talvez tenha sido um telefonema, talvez a pessoa tenha presenciado a morte. Todas essas lembranças costumam vir bastante carregadas de emoções. Devemos aplicar EFT para cada cena relatada, até eliminar a emoção de cada uma delas, chegando a zero ou ao mais próximo disso o possível.

Se o cliente teve a difícil missão de dar a notícia da morte para outras pessoas, é essencial  investigar essas lembranças pois elas também costumam ficar bastante  carregadas. Da mesma forma, devemos aplicar bastante EFT, até eliminar a carga de cada cena. As cenas podem ser muitas: lembrança do desespero dos parentes, o abraço emocionado e etc...

As cenas referentes ao velório e ao enterro (caso a pessoa tenha assistido) também precisam ser trabalhadas. A cena da descida do caixão no túmulo costuma ser uma das mais intensas e merece bastante atenção. É preciso fazer uma investigação completa nas memórias.

Alguns sentimentos comuns que surgem e também precisam ser tratados:

Raiva da pessoa que morreu. Muito comum quando a criança perde o pai ou a mãe. Esse sentimento vai sendo carregado até a vida adulta. Por trás da raiva, vão surgindo sentimentos de abandono (você não podia ter morrido e me deixado sozinho!), desproteção, fragilidade. Tudo fica guardado na criança interior. Devemos aplicar EFT até que a pessoa consiga dizer, sentindo cem por cento de verdade, que perdoa a pessoa que morreu.

Raiva da vida e/ou de Deus. A pessoa fica inconformada e surgem pensamentos do tipo: "Por que isso tinha que acontecer? Foi muito injusto. Deus levou meu/minha .......... E eu fiquei sozinho, e etc." Eu costumo fazer EFT, quantas rodadas forem necessárias,  até que a pessoa consiga dizer de forma verdadeira: eu perdoo a Deus, e a vida pelo que aconteceu.

Não aceitação e Culpa pela morte. Muito comum no caso da morte de filho. Surgem pensamentos do tipo: "não é natural, não é normal, ninguém nunca está preparado para perder um filho, é a pior dor do mundo, eu é quem deveria ter morrido". Devemos aplicar EFT até que essas frases percam completamente a carga emocional.

Existe um sabotador muito comum que vai impedir a diminuição do sofrimento: a ligação com a pessoa que morreu pela dor, como forma de demonstrar que ama a pessoa que se foi. O cliente sente que se ele se conformar e não ficar mais triste com a morte, é como se não amasse mais o outro. Muito comum no caso de mães que perdem filhos. Esse aspecto também deve ser delicadamente tratado com a EFT. Podemos usar frases do tipo: " mesmo que eu precise da dor para provar que amo meu filho, eu me aceito profunda e completamente"; "mesmo que eu esteja ligada ao meu filho pela dor, eu me aceito profunda e completamente"; "mesmo que eu tenha medo de deixar essa dor ir embora como se eu tivesse abandonando e esquecendo do meu filho".  Aplicar a EFT dessa forma costuma mudar essa sensação para "eu posso continuar amando meu filho mesmo que eu me sinta em paz com a perda dele".

Outra coisa importante. Objetos, fotos, lugares da casa, todas essas coisas podem também trazer sentimentos de tristeza. Devemos aplicar EFT olhando para cada objeto, até esvaziar completamente a carga emocional associada.

Essas são apenas algumas dicas. O tema é vasto. Mas espero que consiga ajudar algumas pessoas que estiverem precisando de alívio. É muito gratificante aplicar EFT e ver o resultado em casos como esses, que a princípio parecem impossíveis de se melhorar. Pretendo gravar um material em vídeo com esse tema, demonstrando na prática sessões de aplicação, vai certamente ajudar muitas pessoas. Caso você tenha sofrido uma perda, é recomendável um trabalho profissional, pois costuma ser muito difícil tocar nessa dolorosa ferida sozinho.

André Lima
Saiba mais sobre EFT - AQUI
imagemdaqui

terça-feira, 4 de agosto de 2015

Quando uma mãe perde um filho...


Olá amigos!

No final de semana, uma pessoa próxima a mim perdeu seu filho de forma violenta. Ele era um menino de apenas 17 anos, com toda a vida pela frente, cheio de planos e sonhos. Quando esse tipo de coisa acontece, a revolta é inevitável. Fico imaginando a dor desses pais, que perderam o seu único filho....e  essa dor acaba doendo em mim também. Não consigo e nem quero imaginar a dor de perder um filho...acredito ser terrível... difícil de cicatrizar e superar.
Passei alguns dias triste com tudo isso e revoltada com a situação da morte que foi tão estúpida.
Mas depois, passado o primeiro "baque"...comecei a refletir...
Não estou ajudando em nada ficando revoltada. Já tem gente revoltada demais com o ocorrido, emanando energia densa que só atrapalha.
Depois de respirar fundo decidi tomar consciência de que eu preciso mudar "a minha forma de olhar" para essa situação.
Sim, ele tinha apenas 17 anos...mas esse é um pequeno trecho de uma vasta existência. Olhar para essa situação baseada apenas nesses 17 anos de vida, seria um olhar muito estreito. Ele é um ser multidimensional que viveu neste planeta muitas e muitas vezes ( pelo menos eu acredito nisso). Traz consigo uma carga energética e necessidades intrínsecas para sua evolução que desconheço para julgar se o que aconteceu com ele foi algo justo ou injusto. Quem sou eu para isso?
Por isso, diante de qualquer situação que pode parecer caótica aos nossos limitados olhos....existe uma ordem oculta, onde tudo está onde deveria estar.
Diante das leis humanas, podemos julgar o que é justo e injusto. Diante do Universo, tudo é sempre justo. Não existe injustiça quando o assunto é energia.
Todos nós viemos para este planeta com uma quantidade limitada de tempo. Um dia vamos partir...e vivemos como se fossemos eternos! Nos preocupamos com tantas bobagens, desperdiçamos tempo e energia com tanta futilidade que quando acontece um fato como este ao nosso lado, nos damos conta da fragilidade da vida e percebemos que tudo pode mudar em apenas 1 minuto. 
Talvez seja essa a grande lição para quem fica...
Depois que me tornei mãe, essas situações me fragilizam, pois inevitavelmente me coloco no lugar do outro. Criar um filho é algo tão grandioso, que envolve tantos sentimentos nobres, dedicação e amor...que perdê-lo é algo inconcebível aos olhos de uma mãe. Mas quando conseguimos deixar as emoções de lado e distanciar um pouco o olhar para ver além...conseguimos ter uma visão mais ampla e isso, de certa forma, traz as respostas para as perguntas que ficam martelando em  nossas cabeças. 
Desejo de coração, que esses pais recebam todo o amparo da espiritualidade para superar essa dor e seguir em frente...Desejo que esse menino seja recebido com todo o amor e carinho do lado de lá da vida....que segue....tenho certeza disso.
Neste momento, imagino todos envolvidos em uma forte luz branca...e que essa luz limpe todas energias, trazendo a paz e uma aceitação amorosa de tudo que aconteceu.
Acredito que só assim, estarei ajudando essa família de alguma forma...só assim...


Paz,  Luz e vida mais consciente para todos nós! 

segunda-feira, 3 de agosto de 2015

Esta vida é linda...


"Esta vida é linda. Linda, linda, linda. Cheia de desafios, mas linda. Se você se desconectar do sofrimento por alguns instantes, se abandonar o seu medo apenas por alguns momentos vai ver que SIM, esta vida é linda e cheia de encantos e pode ser mágica, se percebermos as coisas pelo ângulo correto. Está tudo certo. Estamos vivendo exatamente o que deveríamos estar vivendo. É tudo aprendizado. É tudo refinamento. É tudo um aprimorar-se. Não estamos sozinhos, e existe muito amor para todos nós."

Flávia Melissa
imagemdaqui
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...