Pesquise no blog:

Carregando...

Tradutor

terça-feira, 29 de dezembro de 2015

A cor de 2016 e um Ritual para o Final de Ano!


De acordo com a Numerologia, o ano de 2016 será simbolizado pelo Número 9 - obtido por meio da soma dos algarismos que compõem o ano universal: 2+0+1+6 = 9. E este Número, na Cromoterapia, está associado ao amarelo ouro, ou seja, uma variação um pouco mais escura do amarelo, mas que possui a mesma frequência cromática desta cor. A tonalidade representa a mente e por isso estimula o raciocínio e o intelecto, é a tonalidade da inteligência, da sabedoria, da lógica e da razão.

Sendo assim, 2016 será um ano propício para aumentar a capacidade de concentração, clarear os pensamentos, organizar as ideias e trazer mais produtividade no trabalho e nos estudos."Sendo assim, 2016 será um ano propício para aumentar a capacidade de concentração, clarear os pensamentos, organizar as ideias e trazer mais produtividade no trabalho e nos estudos."

A época também será excelente para tarefas que exigem muito foco. Quando precisarmos estudar, por exemplo, bastará visualizar a cor mentalmente através da luz ou em objetos no nosso campo de visão, para estimular a mente. Além disso, o amarelo traz esclarecimento e discernimento, proporciona esperança, espontaneidade e originalidade.


Essa cor quente trabalha a energia do terceiro Chakra, o Plexo Solar (localizado na região do ventre e considerado o cérebro do sistema nervoso), digerindo emoções e sentimentos provenientes de medo, raiva e estresse principalmente. Quando temos ansiedade ou estamos estressados, exageramos na comida ou perdemos o apetite, por exemplo, nossas emoções afetam diretamente essa região, que fica contaminada de energias negativas.

O amarelo ainda representa a energia do sol, irradiando e trazendo vida, criatividade, ideias, alegria. Em conjunto com o verde resulta na cor verde-limão, que ajuda no fortalecimento dos ossos, prevenindo a osteoporose.

As pessoas que gostam da cor amarela tendem a ser alegres, dinâmicas, descontraídas e comunicativas, além de não gostarem do isolamento. Em geral, são agradáveis para manter relações.

Fonte: Solange Lima - Personare


O número 9 é o chamado doador universal. Sua satisfação está em ser prestativo, ajudando as pessoas. Por isso, 2016 será um ano marcado pela necessidade de se doar ao outro. Tanto no nosso dia a dia, com cada pessoa com a qual nos relacionaremos, quanto socialmente.


Um Ritual para encerrar o Ano!

Este ritual achei muito interessante pois ele tem uma simbologia muito legal, além de trabalhar com uma "flor amarela" que é a cor do Ano de 2016. Encontrei este ritual na página da Rosalia Schwark do Movimento Perfeito e compartilho com vocês!

Mas antes de começar o ritual, sugiro que você tome um banho energético ( se não gostar desse, no blog tem vários...é só dar uma pesquisada!)  e acenda um incenso para entrar no clima de limpeza hã?!

Nesta semana que antecede o final de ano, providencie o material necessário para realizar um Ritual de Final de Ano e plantar no seu inconsciente os seus sonhos e metas de forma poderosa!!!!


Ritual do Girassol...

Material necessário:

  • 1 vaso de barro pequeno para plantio de flores;
  • Terra preta;
  • Sementes de Girassol;
  • 1 hora do seu tempo no dia 31 para realizar o ritual com dedicação e real reflexão;

Passos:

1) Encerre o ano de 2015 - Faça um exercício respiratório: 30 respirações em ritmo lento e relaxante e no final escreva numa folha de papel os 10 motivos para sentir-se beneficiado por ter vivido o ano de 2015. Coloque o papel no fundo do vaso de barro;

2) Semeie objetivos novos para 2016 : Mentalize 5 objetivos para 2016. Coloque a terra preta no vaso e para cada objetivo plante 2 sementes de girassol, enquanto coloca as sementes na terra, visualize seus objetivos realizados;

3) Cultive seus objetivos diariamente - Coloque seu vaso em local que possa ver todos os dias, ele servirá de âncora para lembrar-lhe de apreciar suas conquistas já feitas e afirmar: Eu sou um realizador. E assim, dirigir o seu cérebro na direção de seus 5 novos objetivos. Visualizar cada um deles e afirmar: Eu mereço, é meu direito e é o certo para mim!

4) Quando seu Girassol florescer ele simbolizará que você é um ser voltado para a LUZ!

Feliz Ano Novo Amigos!
Um 2016 repleto de coisas boas e positivas para todos nós! :)

Beijos cheios de energia positiva...
Sheila Costa
do blog Passarinhos no Telhado
imagens: google

Uma faxinha...


Recolhi com carinho o amor encontrado,
dobrei direitinho os desejos,
perfumei na esperança,
passei um paninho nas minhas metas
e deixei-as à mostra.
Coloquei nas gavetas de baixo lembranças da infância;
em cima, as de minha juventude, e...
pendurado bem à minha frente,
coloquei a minha capacidade de amar... e de RECOMEÇAR...

Martha Medeiros recorte de “Uma Faxina”
Que venha 2016!
imagemdaqui

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

O perdão...


"O perdão é quieto e, na quietude, nada faz. Apenas observa, espera, e não julga. 
O perdão leva-nos acima do campo de batalha e nada faz, pois porque deveríamos fazer alguma coisa em algo que não existe? Que não está lá. 
Ele olha para o sistema de pensamento, não julga, e espera que tomemos as decisões certas. 
O milagre estabelece que estamos a sonhar um sonho e que ele não é verdadeiro, olha para a devastação e diz que não é verdade. 
O perdão olha para tudo isto e diz que não vale a pena julgar, que não há nada aqui para julgar, o único julgamento é que não há nada aqui para julgar. É por isso que Jesus diz que o Curso é muito simples. O que o torna difícil é o conceito de resistência (Freud), nós resistimos à verdade, à simplicidade da salvação, que o cristianismo tornou incrivelmente complicada. É olhar e não julgar, é olhar para o nosso ego e para o dos outros e não julgar. O ego não é real mas nós o fizemos real, por isso temos que olhar para ele para depois vermos além dele. Não podemos chegar à verdade sem primeiro olhar para o erro. Ucem* não é um curso em amor, beleza, verdade, paz e alegria. É um curso em olhar para o erro, olhar para o sistema de devastação do ego. Quando olharmos para ele com Jesus veremos que não é nada. Veremos que o pecado é um fumo preto sem poder e a encobrir a luz que brilha eternamente. Isto é o sistema de pensamento do ego. Não tem poder para nos tirar a luz mas não podemos saber isso se não olharmos. E primeiro sabermos que temos algo ali para olhar, reconhecermos o ego em nós mesmos e não os egos dos outros. Não há outros. É tudo projeção que está na mente e usamos tb o que está na mente para sair fora da projeção e assim Jesus vira o jogo do ego e diz-nos que o mundo é uma projeção, uma foto externa da nossa condição interna. E de volta à mente podemos regressar à causa, podemos mudá-la. "

Obg, Dr. Ken. 
Ontem 27.12 fez 2 anos que o Dr. Ken partiu. Ele foi o maior professor do Curso. Em sua homenagem deixo aqui palavras dele retiradas de um vídeo. Por Antonio Cordeiro

*Ucem - Um Curso em Milagres
imagemdaqui


Tilda anja...e carinho...


Olá amigos! 

Amizade é algo que não se explica...
Afinidade também...
E não adianta forçar...ou tem ou não tem.
É energético! 
E eu tive a sorte de ter um laço de amizade cheio de energia boa com uma moça de "mãos de fada" que mora lá em Espírito Santo do Pinhal no estado de São Paulo...
Recebi uma caixinha cheia de delicadezas...
Uma Tilda anja fofa com coroa e tudo...e um bonequinho presente para o meu filho...e um sachê cheiroso que só vendo...
Coisa querida Vy!
Que delicadeza e que capricho!
Gratidão pelo carinho, pela gentileza e pelas lindas palavras...
Sinta-se abraçada com todo o carinho do mundo!
Tudo de bom Vy! E sucesso para você em 2016!
Quem quiser conhecer o trabalho dessa moça querida...lá vai o blog dela:


Uma lindeza só!
Beijos!

quinta-feira, 24 de dezembro de 2015

Natal, doçuras e reflexões...



E como diz a Simone...então é Natal!
Como passou rápido hem! 
Mas a vida é assim...dinâmica...sempre em movimento! 
Quero compartilhar com vocês  a receita do doce que vamos degustar na ceia...o "Pavetone"

Anota aí os ingredientes!
  • 1 panetone picado
  • 1 xícara de leite com achocolatado "para molhar"
Creme:
  • 1 litro de leite
  • 2 gemas
  • 2 colheres de amido de milho
  • 1 lata de leite condensado
  • 1 colher de essência de baunilha
Bata todos os ingredientes do creme no liquidificador e leve ao fogo até engrossar.

Cobertura:
  • 2 claras
  • 4 colheres de açúcar
  • 1 lata de creme de leite
Bata a clara em neve, adicione o açúcar e por ultimo o creme de leite.

Depois é só montar...
Em um refratário bem bonito...coloque um pouco do creme, o panetone picado, molhe com o leite achocolatado, depois o creme novamente, outra camada de panetone( não esqueça de molhar com o leite) e o creme. Por ultimo a cobertura! Você pode enfeitar com morangos e cocô ralado.
Sirva bem gelado! 


Desejo que este Natal seja marcado pela sua decisão de renascimento. Abrindo mão do negativismo, abrindo mão do criticismo,abrindo mão dos preconceitos, renascendo para a consciência da abundância, consciência da suficiência,consciência do merecimento, tornando-se amor e espalhando amor no mundo."  Rosalia Schwark

Feliz Natal amigos!
E que o  enfeite mais brilhante da casa seja o nosso coração cheio de gratidão!
Beijos natalinos...

Sheila Costa
do blog Passarinhos no Telhado

Obs: Quando compartilhei essa receita, não tinha provado o Pavetone ainda...
Gente do céu...fica divino! Será a receita oficial do Natal daqui de casa...sem dúvida! :)



terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Você atrai o que você é !



Quem nós pensamos que somos está intimamente ligado a como nos consideramos tratados pelos outros. Muitas pessoas se queixam de que não recebem um tratamento bom o bastante. “Não me tratam com respeito, atenção, reconhecimento, consideração. Tratam-me como se eu não tivesse valor”, elas dizem. Quando o tratamento é bondoso, elas suspeitam de motivos ocultos. “Os outros querem me manipular, levar vantagem sobre mim. Ninguém me ama.”


Quem elas pensam que são é isto: “Sou um pequeno eu’ carente cujas necessidades não estão sendo satisfeitas.” Esse erro básico de percepção de quem elas são cria um distúrbio em todos os seus relacionamentos. Esses indivíduos acreditam que não têm nada a dar e que o mundo ou os outros estão ocultando delas aquilo de que precisam. Toda a sua realidade se baseia num sentido ilusório de quem elas são. Isso sabota situações, prejudica todos os relacionamentos. Se o pensamento de falta – seja de dinheiro, reconhecimento ou amor – se tornou parte de quem pensamos que somos, sempre experimentaremos a falta.

Em vez de reconhecermos o que já há de bom na nossa vida, tudo o que vemos é carência. Detectarmos o que existe de positivo na nossa vida é a base de toda a abundância. O fato é o seguinte: seja o que for que nós pensemos que o mundo está nos tirando é isso que estamos tirando do mundo. Agimos assim porque no fundo acreditamos que somos pequenos e que não temos nada a dar.

Se esse for o seu caso, experimente fazer o seguinte por duas semanas e veja como sua realidade mudará: dê às pessoas qualquer coisa que você pense que elas estão lhe negando – elogios, apreço, ajuda, atenção, etc. Você não tem isso? Aja exatamente como se tivesse e tudo isso surgirá. Logo depois que você começar a dar, passará a receber. Ninguém pode ganhar o que não dá. O fluxo de entrada determina o fluxo de saída. Seja o que for que você acredite que o mundo não está lhe concedendo você já possui. Contudo, a menos que permita que isso flua para fora de você, nem mesmo saberá que tem. Isso inclui a abundância. A lei segundo a qual o fluxo de saída determina o fluxo de entrada é expressa por Jesus nesta imagem marcante: 
“Dai, e dar-se-vos-á. Colocar-vos-ão no regaço medida boa, cheia, recalcada, sacudida e transbordante, porque, com a mesma medida com que medirdes, sereis medidos vós também.” A fonte de toda a abundância não está fora de você. Ela é parte de quem você é. Entretanto, comece por admitir e reconhecê-la exteriormente. Veja a plenitude da vida ao seu redor. 


O calor do sol sobre sua pele, a exibição de flores magníficas num quiosque de plantas, o sabor de uma fruta suculenta, a sensação no corpo de toda a força da chuva que cai do céu. A plenitude da vida está presente a cada passo. Seu reconhecimento desperta a abundância interior adormecida. Então permita que ela flua para fora. Só fato de você sorrir para um estranho já promove uma mínima saída de energia. Você se torna um doador. Pergunte-se com frequência: “O que posso dar neste caso?

Como posso prestar um serviço a esta pessoa nesta situação? Você não precisa ser dono de nada para perceber que tem abundância. Porém, se sentir com frequência que a possui, é quase certo que as coisas comecem a acontecer na sua vida. Ela só chega para aqueles que já a têm. Parece um tanto injusto, mas é claro que não é. É uma lei universal. Tanto a fartura quanto a escassez são estados interiores que se manifestam como nossa realidade. Jesus fala sobre isso da seguinte maneira: “Pois, ao que tem, se lhe dará; e ao que não tem, se lhe tirará até o que não tem.

Eckhart Tolle
imagens:google


segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Para Deus...


"Deus é aceitação total. São os humanos que criam exceções. Os humanos amam uns aos outros, exceto quando esses outros fazem isso ou aquilo. Eles amam seu mundo, exceto quando esse mundo não lhes agrada. Deus não pratica a exceção. Deus aceita tudo e todos. Não existem exceções."

Neale Donald Walsch

domingo, 20 de dezembro de 2015

Vá em paz amiga querida...


Sei que a morte é uma passagem...uma etapa da existência...e que ela de fato não existe...
Sei disso tudo...sei...
Mas quando ela passa tão perto e leva alguém que amamos....é inevitável a dor.
Hoje, ela passou e levou uma pessoa que eu gostava muito....muito mesmo...
Uma moça gentil, delicada e que amava lavanda...
Tinha um blog lindo e acolhedor o Claudiaroma
Eu não a conhecia pessoalmente, mas nossas almas sim...pois eu sentia um carinho enorme por ela.
Várias vezes comentávamos que parecia que nos conhecíamos a tempos...
Ela foi uma das primeiras seguidoras do blog e me deu muita força para começar...


Claudia! 
Fecho os meu olhos e te vejo sorridente em um lindo campo de lavanda...
Que uma brisa suave toque seu rosto...e que uma revoada de pássaros cruze o céu neste momento...
E quando você olhar...espero que lembre de mim...da nossa amizade e do carinho que sentíamos uma pela outra...e que tenho certeza que continuará existindo pra sempre...
Que sua energia suave, continue encantando por aí...
Muita luz no seu caminho...
Vá em paz amiga querida...vá em paz... 

sábado, 19 de dezembro de 2015

Existe um propósito maior...


Existe um propósito maior para tudo o que acontece. Seu coração sabe disso, mas sua mente teima em saber o que é melhor para você. O que te afasta de Deus é o medo, apenas isso. É apenas o medo que te impulsiona em uma direção ou em outra e te diz coisas do tipo "mas não era hora disso acontecer", "era para ser diferente", "seria mais adequado de outra forma". Apenas ele: o medo. 

Flávia Melissa

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

Secar a fonte de dor...



Se a gente não perdoa o que acontece com a gente, o problema volta a aparecer uma hora ou outra.
Talvez não com os mesmos personagens, não no mesmo cenário, mas o sofrimento volta igualzinho, a dor volta igualzinha.
É que o que causou o problema não foi algo externo. Foi interno.
Na verdade não existe nada que não seja interno.
Foram os nossos medos, as nossas culpas que criaram uma situação “externa”, motivadora de dor. E criaram a impressão de que a dor é externa justamente para que continuemos sofrendo e continuemos com dor, para evitar que um dia olhemos para a real fonte da dor.
A dor nasce dentro, e é o motivo do que parece ter acontecido lá fora.
Enquanto não estancarmos a fonte da dor, só vamos gerar dor.
A culpa inconsciente é a fonte de toda a dor. A culpa por achar que em algum momento nos separamos de Deus.
E, para estancar essa fonte, o Curso propõe o perdão.
E o perdão verdadeiro, o perdão que remove toda a culpa inconsciente, é quando olhamos para o outro com os olhos de Cristo.
É quando vemos no outro apenas alguém que, como nós, cometeu e comete equívocos porque ainda está sonhando que está separado de Deus.
É quando vemos no outro apenas alguém que, como nós, ainda não lembrou-se que é Amor, ainda não lembrou que não existe nada além do Amor.
Perdoando o outro, automaticamente vamos perdoando a nós mesmos em níveis profundíssimos, o que naturalmente nos prepara para sairmos deste sonho.

Texto de Murilo de Abreu - UCEM
Fonte: Compartilhado no Facebook


quarta-feira, 16 de dezembro de 2015

Flor do dia


“O amor desperto é um fluxo contínuo de compaixão, é quando podemos nos colocar no lugar do outro e sentir a dor dele, quando reconhecemos o potencial adormecido no outro e damos força para esse potencial se manifestar. É uma vontade sincera de ver o outro brilhar, de ver o outro feliz e satisfeito. A principal característica do amor desperto é a doação desinteressada. Assim como a flor espalha seu perfume e sua beleza gratuitamente, assim como o sol espalha o seu calor e a sua luz, assim como a chuva molha a terra, e a água mata a sede, a essência do ser humano ama.” 

Sri Prem Baba

segunda-feira, 14 de dezembro de 2015

Torne-se um bambu oco...


"A Criatividade é o subproduto do ato de sonhar. O homem criativo sonha e seus produtos enriquecem o mundo. Uma pessoa criativa é aquela que se transforma num bambu oco e permite que Deus flua através dela. Se você estiver cheio com as próprias ideias não pode tornar­-se um bambu oco. A criatividade emana do Criador não de você. O sentido das coisas vem pela participação. Participe da vida! Participe dela tão intensamente, tão plenamente quanto possível. Arrisque tudo pela participação da vida. Se quiser saber o que é dança, não vá ver a apresentação de um dançarino ­ aprenda a dançar, seja um dançarino. Se quiser saber qualquer coisa, participe dela. Simplesmente descubra o seu próprio talento. A natureza nunca envia um simples individuo sem algum dom especial. É só pesquisar um pouco... E qualquer qualidade, qualquer talento que você tiver, use-­os até o máximo. ...Qualquer coisa que você estiver fazendo, se houver uma sensação de satisfação, um sentimento de que toda essa existência nada mais é do que a manifestação do divino... aí, todas as suas tensões irão desaparecer. E a sua energia que está envolvida em tensões vai começar a se tornar graciosa e bela. "

Osho

quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Viver em liberdade...


Quando ainda somos imaturos, acreditamos que ser livre é poder fazer absolutamente tudo o que desejarmos... satisfazer todos os nossos anseios, sejam eles quais forem. Na maturidade, aprendemos que a liberdade consiste numa grande responsabilidade, pois se a satisfação absoluta de nossos desejos implicar em dor ou sofrimento para outras pessoas, mais cedo ou mais tarde, a vida nos cobrará o preço de nossa inconsequência. É claro que o Livre­ Arbítrio nos permite fazer qualquer escolha, mas a consciência de que ela tem um preço, faz toda a diferença. Aos poucos, vamos aprendendo a selecionar aquilo que realmente vale a pena e do que podemos abrir mão tranquilamente. Os valores que norteiam nossa vida vão se modificando à medida em adquirimos maturidade emocional e, principalmente, espiritual. A existência espera de nós escolhas conscientes, não egocêntricas, o que significa sempre levar em conta os sentimentos alheios. É claro que o critério essencial é sempre a nossa própria felicidade e, às vezes, conquistá-­la implica em desagradar alguém. Porém, se fazemos isso de modo absolutamente sincero, expressando nossa compaixão pelo outro, ao invés de simplesmente agir de modo indiferente e egoísta, estaremos evitando a criação de um elo cármico. A consciência é a única bússola que deve direcionar nossas escolhas, sejam elas quais forem. Quando ela está presente, sempre há respeito por nós mesmos e pelos demais e, assim, as leis essenciais da vida jamais são violadas. 

Com a liberdade vem a responsabilidade. Liberdade é responsabilidade. Mas a mente é muito esperta, a mente interpreta isso do seu jeito: ela sempre dá ouvidos somente ao que quer ouvir. Ela vai interpretando as coisas à sua maneira. A mente nunca tenta entender o que é realmente a verdade. Ela já tomou a sua decisão... 
...As pessoas continuam falando sobre liberdade, mas não é liberdade o que elas querem exatamente, elas querem irresponsabilidade. Elas pedem por liberdade, mas no fundo, inconscientemente, elas pedem por irresponsabilidade, abuso de liberdade. Liberdade é maturidade; licenciosidade (abuso da liberdade) é muito imaturo. A liberdade só é possível quando você está tão integrado que você pode ter a responsabilidade de ser livre. O mundo não é livre porque as pessoas não estão amadurecidas. Osho

 Por: Elisabeth Cavalcante
Fonte: STUM 

segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Algumas constatações evolutivas...


Algumas constatações evolutivas que você já deve ter vivido mas não se conscientizado ainda ...

1- O outro não existe para te agradar.
2- Ninguém é culpado pelo que você está sentindo. É você que opta pelos sentimentos que tens neste momento.
3- A arte de viver sem expectativas e, sim, com perspectiva é a chave para não se frustrar.
4- Cure em você o vício da necessidade de aprovação do outro. Só assim, poderá desfrutar da ousadia e confiança natural ao seu espírito.
5 - Você não tem controle de nada, por mais que acredite que tenha. Lembre-se, daqui a pouco a Terra irá reivindicar o seu corpo e deixarás esse planeta para ingressar numa nova fase de existência. Abra mão do controle, só assim terá domínio sobre si mesmo e sobre sua vida. Controle é um reflexo do medo, domínio é um reflexo do estado de ausência absoluta de tensão interna.
6- Não se deforme ou se descaracterize para tentar "caber" no espaço apertado do pensamento que o outro tem em relação a você. Isso não vai dar certo. Quando você se deforma para agradar alguém, sua luz se apaga e é apenas você que fica no escuro se sentindo perdido.
7- Não acredite no que os outros dizem para você, por mais romântico e poético que possa ser. O que importa são as atitudes e não as palavras.
8 - Abandone o orgulho e o delírio de acreditar que tudo vai ser como você quer.
9 - Tudo é passageiro.Como diria Charles Chaplin. De perto a vida é uma tragédia, de longe é uma comédia. Daqui a pouco você vai rir de todos os dramas que criou. Pois tudo passa.
10 - Você é responsável por tudo que está acontecendo em sua vida. Seus pensamentos e sentimentos predominantes irão formatar a sua realidade; quer você queira, quer não. Portanto, se quiser mudar a sua realidade, mude seus pensamentos e sentimentos.
11- Carência emocional não é a necessidade de receber e, sim, de se dar. Só você poderá suprir suas necessidades emocionais. Projetá-las em alguém é o mesmo que pedir para que alguém se alimente para saciar a sua fome.
12 - Viva com simplicidade e com mais realidade. Só assim, quem você realmente é, vai surgir de verdade. Ria mais e não leve tudo tão a sério. Afinal de contas, a essência da vida é se descobrir e desfrutar dessa maravilhosa aventura chamada evolução. Paz & Consciência.

Horácio R L Frazão.

sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Focando no melhor dos outros...


"Criative-se ative o melhor do outro hoje colocando a sua atenção no que as pessoas já tem de bom para compartilhar com você. Se você colocar a sua atenção na ausência das capacidades dos outros, mais as ausências irão se manifestar não apenas naquela pessoa mas em todas as suas relações. O foco na falta, na insuficiência, baixa nossa atração e acabamos perdendo a energia da fé de viver o melhor nas relações...." 

Rosalia Schwark
imagemdaqui

As mentes se comunicam...
Quando focamos no pior das pessoas...esse "pior" que irá manifestar-se...

quarta-feira, 2 de dezembro de 2015

A inveja...segundo Rubem Alves



Gosto de tomates. Resolvi plantar uns tomateiros lá em Pocinhas do Rio Verde (MG). Amadureceu o primeiro tomate, todo vermelho, com exceção de um pontinho preto na casca. Nem liguei para o ponto preto. Colhi o tomate e me preparei para comê-lo. Dei a primeira dentada e cuspi. O que havia dentro dele era um verme branco, grande, enrugado, gordo por haver comido toda a polpa do tomate.
Foi essa a imagem que me veio à memória quando me preparava para falar sobre o mais terrível de todos os demônios. Ninguém suspeita. Ele vai comendo por dentro as coisas boas que crescem no nosso quintal. Eu sempre digo: demônios fazem ninhos no corpo. Cada um tem sua preferência. Neste caso a que me refiro, o demônio faz seu ninho nos olhos. E ele não gosta de coisas ruins e feias. Como o verme, ele prefere os tomates. Gosta de coisas bonitas. E o resultado é que, quando uma coisa bonita que cresce no nosso quintal (note bem: o demônio só faz sua obra no nosso quintal) é tocada pelo olho onde mora o verme ela imediatamente murcha, apodrece, cai. E aí vêm as moscas.
O demônio que se aloja nos olhos se chama inveja. Inveja vem do latim invidere que, segundo o dicionário Webster, quer dizer “olhar pelos cantos dos olhos”. Inveja não olha de frente. Quem olha de frente tem prazer no que vê. Quem olha de lado olha com olho mau.

Olho mau, olho gordo: muita gente tem medo desse olhar. Não precisa. O verme da inveja nunca faz nada com os tomates da horta alheia. Ele só come os tomates da horta da gente.
Explico. Fernando Pessoa diz que a inveja “dá movimento aos olhos”. Olho de inveja não olha numa direção só. Lembre-se do que eu disse: que o olho onde se aninha o verme da inveja só gosta de ver coisas bonitas. Então é assim que acontece. Eu tenho um belo tomate crescendo no meu quintal. É certo que não há vermes dentro dele. Vai dar uma deliciosa salada. Mas antes, vou mostrar o meu tomate para meu vizinho… Um pouco de exibicionismo faz bem para o ego. Mas aí eu olho para o quintal do vizinho. Ele também cultiva tomates. Vejo o tomate que cresce no tomateiro dele. Lindo! Vermelhíssimo, mais bonito que o meu. É nesta hora que o verme entra no meu olho. Meus olhos se movimentam. Voltam-se para o meu tomate que era minha alegria e orgulho. Já não é mais. Vejo-o agora mirrado, pequeno murcho. E ele corresponde: apodrece repentinamente e cai… Perdi o prazer da minha salada.

Esse movimento dos olhos é a maldição da comparação. Quando eu comparo o meu ‘bom-bom-mesmo-mais-que-suficiente-para-me-fazer-feliz” com o “bom” maior do outro, fico infeliz. E o que antes me dava felicidade passa a me dar infelicidade. Com a comparação tem início a infelicidade humana. Isso acontece com tudo. Comparo minha casa, meu carro, minhas roupas, meu corpo, minha inteligência e até mesmo meu filho.
Frequentemente os filhos são vítimas no jogo de inveja dos seus pais. Aquele meu filho, que é a minha alegria, delícia de criança, com um jeitinho só dele e que me encanta… Mas o filho do vizinho tira notas mais altas que o meu, é campeão de natação, é mais forte, mais alto e não é gordinho… Então, meu olho se movimenta e o verme se aninha. E se dá o mesmo com meu tomate: apodrece.

Rubem Alves
Texto extraído da Revista Psique, maio de 2009.


Rubem Alves...Maravilhoso!!! 


terça-feira, 1 de dezembro de 2015

Senti que algo maravilhoso aconteceria em minha vida...


"Senti que algo maravilhoso aconteceria em minha vida. Facilitei o processo de concretização de meu sonho, procurei acalmar a minha mente, deixei o meu coração sereno e já comecei a expressar gratidão pela conquista daquela meta que eu tanto almejei como se já fosse algo concreto. Pois, o universo só promove o encontro da competência com a oportunidade quando aquilo que desejamos já está estabelecido dentro de nós como verdade..."

Evaldo Ribeiro

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...