Pesquise no blog:

Carregando...

quinta-feira, 28 de maio de 2015

Acabe com os "ites" do seu filho em 3,2,1...


Olá amigos!

Quem tem filhos pequenos, com a chegada do frio, sofre com os "ites" da vida. 
E se a criança entrou pra escolinha então...nossa!
Assim foi com o meu filho que entrou para escolinha no início desse ano. Apesar de ser apenas meio turno, bastou para o guri estar sempre com o nariz escorrendo e com uma tosse que nada cura. 
Levei em 3 Pediatras...todos diziam a mesma coisa...que provavelmente a tosse era "alérgica", pois o pulmãozinho dele estava limpo ( Graças a Deus!)
Mas, trocando figurinhas com uma amiga... ela me passou uma receita maravilhosa que foi fundamental para a cura do meu pequeno...que eu tenho que repassar para outras mães! 
Saliento que quem passou essa receita para minha amiga, foi um médico otorrino...depois de uma longa peregrinação em busca da cura pro filho dela.
Algo simples, mas extremamente eficaz para acabar de vez com esse nariz escorrendo e todo os transtornos que esse catarro acumulado traz para a saúde da criança.
Você vai apenas precisar de:

  • Soro Fisiológico;
  • 1 seringa pequena.

Encha a seringa com 1ml de soro, e coloque no microondas para aquecer de 3 a 4 segundos.
(Teste antes na pele para ver se está morninho e não quente hem!)
E coloque um jatinho de 0,5 ml em cada narina da criança.
E só!!!
Gente, vocês não tem ideia da beleza que é isso! 

No primeiro dia do tratamento fiz esse procedimento 5 vezes durante o dia.
Ele dormiu a noite toda! O nariz limpou e aquela tosse feia passou. 
Continuo administrando a medicação dada pela médica. Mas faço essa "limpeza nas narinas" junto...e tem sido muito eficaz. 
No outro dia, fiz o procedimento 3 vezes.
E depois que ele ficou bem melhor, faço 2 vezes ( uma de manhã e outra antes de dormir.)
E ele melhorou 100%. 
Só um detalhe o soro fisiológico depois de aberto tem que ficar na geladeira. E o tempo de validade dele é curto, tem que ficar atento a isso. Caso contrário ele perde as propriedades e não tem esse efeito.

Algo simples, fácil, barato...
Experimente! 
Só quem é mãe e vê seus pequenos sofrendo sabe da agonia que é...
Beijos aliviados...

terça-feira, 26 de maio de 2015

Ensinando a "Lei da atração" para seu filho...


1. Seja grato
Pessoas gratas são capazes de valorizar as coisas boas que têm, focando nas partes positivas da vida, ao invés das negativas. Se você é capaz de se sentir grato até mesmo pelas pequenas coisas na vida que te fazem feliz, você atrairá mais do mesmo. Gratidão gera pensamentos positivos, que por sua vez ajudam a manifestar as coisas de forma ainda melhor.
Ensine seus filhos a serem gratos:
Lembrando-os de dizerem obrigado, não importa quão pequeno tenha sido o presente ou favor;
Dando-lhes um bom exemplo, mostrando a sua própria gratidão a cada dia;
Certificando-se de que eles sabem que o tempo é precioso e nada deve ser tomado como garantido.

2. Saiba o que você quer
Saber o que você quer envolve cultivar autoconhecimento através da reflexão honesta, e também abandonar o que as pessoas querem para você. Quando você sabe o que quer, pode concentrar toda a sua energia em atrair essas coisas.
Ajude seus filhos a se conectarem com seu verdadeiro eu:
Explicando como a publicidade tenta moldar o seu pensamento;
Incentivando-os a fazerem listas ou colagens com imagens de seus sonhos e objetivos;
Afirmando que eles são os especialistas em seus próprios desejos e necessidades.

3. Qualquer coisa é possível
Acreditar que tudo é possível não significa pensar que pode facilmente obter o que quiser, mas envolve acreditar que seu potencial é ilimitado. Se você é capaz de absorver essa crença fundamental, é mais fácil silenciar a voz crítica interior que mina sua confiança e lhe diz que você não pode alcançar seus sonhos.
Reforce o poder da possibilidade de seus filhos:
Contando-lhes histórias inspiradoras (sobre si mesmo, parentes ou figuras famosas);
Ajudando-os a fazer planos de como vão atingir seus objetivos;
Deixando claro que você acredita na sua capacidade de sucesso.

4. Saia da sua zona de conforto
Quando você sai da sua zona de conforto, você pode ter um pouco de ansiedade associada a se aventurar no desconhecido e estar fora de sua área segura. No entanto, alcançar seu pleno potencial e manifestar seus desejos envolve enfrentar desafios e se recusar a se contentar com a mediocridade.
Desencoraje seus filhos a permanecerem em sua zona de conforto:
Dando-lhes muitas oportunidades de se juntar a novos clubes ou aprender novos hobbies;
Demonstrando a sua própria vontade de sair de sua zona de conforto;
Explicando que muitas coisas valem a nossa coragem.

5. Visualize seus sonhos e objetivos
A visualização criativa é o processo através do qual aqueles que utilizam a Lei da Atração imaginam os seus desejos em detalhes vívidos. “Ver” coisas positivas desta forma te ajuda a acreditar que você realmente vai cultivar a vida que deseja, enchendo seus desejos com muito mais poder.
Ajude seus filhos a fazer a visualização todos os dias:
Ajudando-os a agirem em seus sonhos através de brincadeiras imaginativas;
Levando-os a uma visualização criativa de algo que querem;
Incentivando-os desenharem ou pintarem seus sonhos e objetivos.

6. Mantenha-se positivo e tenha pensamentos positivos
Manter-se positivo não significa apenas tentar se concentrar nas coisas boas da vida, mas também trabalhar para encontrar algo bom em experiências difíceis.
Negatividade é um grande bloco no qual se deve usar a Lei da Atração efetivamente, por isso o trabalho com seus filhos para remover este bloco deve:
Destacar e discutir os aspectos positivos de suas experiências desafiadoras;
Contar histórias sobre como você transformou desafios em sucessos;
Sugerir que mantenham uma lista de coisas que amam ou acham inspiradoras.

7. Aceite sua singularidade
Quando você abraça sua singularidade, você aceita e celebra as partes de si mesmo que o diferenciam dos outros. Este processo não te ajuda apenas a conhecer a si mesmo, mas também permite o cultivo de uma boa autoestima (que por sua vez faz com que seja mais fácil atrair as coisas que você merece).
Você pode ajudar seus filhos a cultivarem a autoaceitação:
Aceitando suas identidades, mesmo que difiram dramaticamente da sua;
Elogiando-os por suas peculiaridades;
Incentivando-os a explorarem sua criatividade através da escrita, jogos e arte.

The Law Of Attraction
Fonte: O Segredo

Achei este texto bem interessante!
Que todas as mamães e papais façam bom uso! 
Uma consciência elevada desde pequenos...que geração maravilhosa podemos semear neste mundo hã! :)




segunda-feira, 25 de maio de 2015

Uma pequena morte...


"As pessoas de um modo geral, sentem-se profundamente perturbadas com qualquer coisa que acaba, porque todo o fim é uma pequena morte. É por isso que em muitas culturas as pessoas preferem se despedir dizendo algo equivalente a "até logo", o que significa "nos vemos depois".
Sempre que uma experiencia termina - uma mudança de endereço, as férias, os filhos indo embora de casa - você passa por uma pequena morte. A "forma" que essa experiencia tinha na sua consciência desaparece. Muitas vezes isso faz com que você sinta um vazio do qual a maioria das pessoas tenta fugir.
Se você aprender a aceitar e ate acolher os pequenos e grandes fins que acontecem na sua vida, pode descobrir que o sentimento de vazio que ao principio causou tanto desconforto se transforma num espaço interno profundamento cheio de paz.
Aprendendo a morrer assim a cada dia, você se abre para a Vida."

Eckhart Tolle
imagemdaqui


sexta-feira, 22 de maio de 2015

Ensinaram-me uma reza assim...

Ensinaram-me uma reza assim...
Livrai-nos Senhor, de tudo que empobrece a alma...
Daquele gosto por mesquinharias... que só gera discórdia.
Da incurável insensibilidade que cava abismos onde não haveria...
Do descuido com o outro. Porque de mim é diferente...
Mas será mesmo?
Livrai-nos Senhor...
Do desprezo para com os universos além do meu...
Eles estão lá, existindo, apesar de mim.
Livrai-nos desse vazio das flores de dentro ...
Desse olhar sem óculos de magia...
Livrai-nos Senhor de andar sem respeito sobre o rastro de alguém.
E da incapacidade em Te perceber além...
Do meu olho, meu critério, meu aceitável, meu descaso...
Livrai-nos Senhor...
Da brutalidade de desacreditar...
Que onde o amor reinar...
Seja Teu céu.
Livrai-nos do inferno de ser uma alma pobre...
Dessas que vagam por aí...
Decretando nãos a tudo que de fato vem de Ti.
Foi Deus quem me ensinou essa reza desse jeito assim...
Pela boca dos pequeninos, falou a mim.

Gi Stadnicki
imagemdaqui
colaboração de Márcia Freitas, leitora do blog.


quinta-feira, 21 de maio de 2015

Não beba desse veneno...


Não deixe que comentários maldosos, falsas acusações ou críticas negativas façam você perder o seu foco. Não perca nem 5 segundos sequer da sua energia emocional tentando entender por que alguém falou algo, ou o que eles realmente queriam dizer com aquilo. Você precisa entender que, se você for fazer algo importante na vida, nem todo mundo torcerá por você. Nem todo mundo ficará animado com o seu sonho. Na verdade, algumas pessoas sentirão muita inveja. O que você tem de bom, despertará o que eles tem de pior. Por isso, não beba desse veneno.

Fabio Teruel
imagem: google

quarta-feira, 20 de maio de 2015

É difícil começar uma nova relação...


"Se houve um relacionamento no qual foi gerado um filho, os parceiros permanecem vinculados mesmo que esse filho tenha sido abortado. Por isso é difícil começar uma nova relação. Em primeiro lugar, o relacionamento anterior precisa ser dissolvido de maneira positiva. Para a solução é preciso que o parceiro seja respeitado. E que a dor da separação seja respeitada. "

Bert Hellinger Ed Cultrix
imagem: christian schloe

Que difícil isso hem? 
As vezes relações acabam cheias de conflitos e dores. 
Saiba que esses conflitos e essas dores, se não dissolvidas, serão carregadas pela vida como uma bola de ferro amarrada em nossa perna. Podemos até acostumar com esse "peso extra"  mas ele está ali, incomodando, esperando a hora de ser libertado...interferindo em outras relações que criamos pelo caminho. 
Perdoe, entenda que as pessoas são aquilo que podem ser. 
Corte esses laços com amor.

“Nós estamos liberados do mal quando podemos, 
 serenamente, deixá-lo ir.”
 Bert Hellinger

Deixe ir...
Liberte... liberte-se...

   

terça-feira, 19 de maio de 2015

Esse meu bebê...


- Come o teu pãozinho filho! 
- Eu não quero mais mãe! 
- Poxa filho, vai jogar fora?
- Não mãe..quero dar pros passarinhos...

Esse é o meu bebê! 
E hoje ele me falou isso de uma maneira tão natural, que fiquei emocionada...
A laranja não cai longe do pé...não mesmo! :)


segunda-feira, 18 de maio de 2015

Sobre o odiar alguém...



"Odiar alguém demanda muita energia, atiça o pensamento, acelera o coração. É claro que isso tem algo a ver com amor, pois se o odiado não fosse tão merecedor de uma reação emocional nossa, o que sentiríamos por ele seria indiferença, que não exige dedicação nenhuma - o que corrói muito mais nossos inimigos. Indiferença é que é letal."

Martha Medeiros
imagem: christian schloe

domingo, 17 de maio de 2015

O dinheiro é um catalisador...


...O dinheiro é um catalisador. Ele simplesmente tem a capacidade de expandir o que a pessoa já é.
Se você já é altruísta e gosta de ajudar mais pessoas, com mais dinheiro fará isso mais e melhor!
Se você tem uma pequena empresa, é um bom administrador, bom empregador, correto e ético, com mais dinheiro será melhor em tudo!
Se você é um bom pai ou uma boa mãe de família, com mais dinheiro cuidará melhor ainda da sua família!
Se você tem saúde, alegria, paz de espírito, faz amigos facilmente, gosta de se divertir e ser feliz, com mais dinheiro sentirá o seu coração vibrar de plenitude!
Se você sempre pensou em um propósito na vida, sempre trabalhou para conquistá-lo, com dedicação e interesse, com mais dinheiro terá forças par realizá-lo!
Se você sente depressão, tristeza, mágoas, medos e ansiedades, com mais dinheiro poderá piorar as coisas!
Se você é egoísta, vaidoso e desinteressado pelas causas alheias, com mais dinheiro o seu egoísmo aumentará.
Se você é preconceituoso, arrogante e autoritário, com mais dinheiro você ofenderá as pessoas ao seu redor e acabará se isolando do mundo porque não conseguirá cativar novas amizades.
Como você pode ver, o problema não é o dinheiro, mas o nível de consciência de cada um.

O dinheiro não é o fator número 1 tanto da tristeza quando da felicidade, mas ele pode aumentar ou diminuir tanto um sentimento quanto o outro.

Assim sendo, a sua corrida deve ser no sentido da conquista de um sentido de viver, de um propósito maior e da evolução da sua consciência. Se você não dedicar tempo e atenção constantes para a evolução da sua consciência, para o entendimento de quem você é em essência, do seu papel no mundo, da sua confiança na vida, da sua fé, da sua autoestima e da sua realização, jamais o dinheiro conseguirá fazer isso para você.
O dinheiro em abundância apenas revelará o seu estado de consciência.

Bruno J Gimenez

sexta-feira, 15 de maio de 2015

Nunca se menospreze...


"O Subconsciente não tem senso de humor. É muito importante você saber disso. Não pense que as graças que você faz a seu próprio respeito não tem significado. Mesmo que você esteja se menosprezando por brincadeira, o subconsciente está aceitando a declaração como um desejo seu que deve ser atendido. Portanto, não faça piadas sobre você nem fique se menosprezando; isso, não lhe trará nada de bom."


Louise L. Hay
imagemdaqui

quarta-feira, 13 de maio de 2015

Como eu superei um trauma...


Olá amigos!

Bom, eu pensei muito se eu devia falar ou não sobre esse assunto aqui no blog...
Mas achei melhor falar, vai ser terapêutico para mim e quem sabe pode ajudar outras pessoas que passaram por uma situação traumática e ou parecida.
Quem acompanha o blog, sabe o que aconteceu comigo a exatamente 1 ano atrás.

Foi no dia 20 de maio de 2014, eu estava em casa bem tranquila com o meu bebê de 1 ano. Estava preparando o café no final da tarde, esperando o meu marido que logo chegaria do trabalho. Quando ouvi a porta da garagem abrir e o carro entrar... Lembro que ouvi vários batidas de porta, como se tivesse mais pessoas com ele. Como não estava esperando ninguém, pensei...o que será que ele está trazendo que teve que pegar no banco de trás. Mas o que ele estava "trazendo" não era um presente, ou alguma surpresa boa. Ele tinha sido abordado por assaltantes quando ele saía do trabalho...e eles estavam ali com ele. Vieram para nossa casa, com um objetivo: assaltar a empresa onde meu marido trabalha e usar a mim e meu filho como reféns para que tudo saísse como planejado. A cena que mais me marcou e quero esquecer... foi quando abriram a porta da cozinha com o meu marido pálido com um revolver na cabeça. As minhas pernas ficaram bambas e a única coisa que pensei foi no meu filho. Eles vieram para passar a noite com a gente, pois o assalto ocorreria no outro dia pela manhã. Amigos, foi a noite mais aterrorizante da minha vida...e nem em meus piores pesadelos eu imaginaria estar naquela situação. Lembro do meu coração na boca, o tempo inteiro...e um medo que gelava os ossos como eu nunca havia sentido na vida.
Não sei de onde veio uma força, mais eu não entrei em pânico e não chorei. Apenas fazia o que eles diziam que era pra fazer e procurava falar com calma o que era perguntado...tudo isso por causa do meu filho. Eu temia que ele se assustasse e começasse a chorar, e isso deixasse os assaltantes mais nervosos ainda. Mas como um passe de mágica meu filho pegou no sono dormiu a noite toda. Levei ele pro meu quarto e eles deixaram que eu ficasse lá com ele. Fiquei em oração o tempo inteiro! Só ouvia eles torturando o meu marido para que ele fizesse o que estava sendo mandado e depois levaram ele para o quarto também. E lá ficamos nós três em cima da cama de mãos dadas enquanto os marginais reviravam nossa casa e um deles ficava na porta do quarto com uma pistola automática apontada pra nós.  Parece filme de terror né? Calma que vai piorar...
No outro dia, dois dos três marginais mandaram eu preparar a mala do meu filho com leite, fraldas e mais o que ele precisasse. E nos levaram de carro, com a minha cabeça tampada para que eu não visse onde estávamos indo. Aquele carro correu de uma maneira que eu gelava, e meu filho acordado observava tudo quieto. Quando eles pararam, senti que eu ia desmaiar de tão nervosa...mandaram eu descer do carro depressa e entramos em uma mata fechada. E lá ficamos até eles terem a certeza que tudo tinha acontecido como planejado. O outro marginal ficou com meu marido e o acompanhou até a empresa onde ele trabalha para pegar o dinheiro. Quando isso aconteceu ele ligou para esses dois que estavam comigo e eles me liberaram. Eles simplesmente viraram as costas e me deixaram sozinha com um bebê no meio do mata. Só me orientaram que era para caminhar em uma certa direção. E assim eu fiz, e só neste momento chorei. Caminhei até chegar em uma estradinha de asfalto com mata fechada dos dois lados.  Meu Deus!  Que lugar é esse!! Pensava. Caminhei e nada de avistar uma casinha e  nenhum sinal de vida. Até quando eu gritei e chegou a ecoar no meio daquele mato...Meu Deus me ajuda! E nessa hora, ouvi o barulho de um carro se aproximando. Quando olhei para trás era um rapaz em um carro branco que exitou em parar por medo também. Mas logo viu meu desespero e parou. Um anjo enviado por Deus! Um alívio pois vi nos olhos dele que era uma pessoa de bem. Os olhos meu amigos, esses não mentem mesmo. E ele me tirou daquele lugar e nos colocou em segurança.


Aí vocês me perguntam...como eu fiquei depois dessa experiência?
Bom, no começo fiquei mal como qualquer pessoa. Fiquei triste, me perguntando porque atraí essa situação pra minha vida. Meio perdida e sem saber o que fazer. Pois a sensação de passar por uma situação dessa são várias... medo, humilhação, raiva, insegurança, impotência...

Mas resolvi contar o que aconteceu, pois eu não enlouqueci. E acredito que sim, eu superei tudo isso e hoje levo a minha vida com normalidade. Resolvi escrever pois quero contar como eu consegui encontrar meu equilíbrio novamente, e quem sabe isso possa ajudar outras pessoas que passaram por situações traumáticas a encontrarem seu equilíbrio também. Mas saliento que não sou melhor do que ninguém...nem pior... sou apenas uma pessoa comum, que conseguiu superar um trauma e se dispõe a contar como fez.


Aceitação
Um dos pontos principais é não se culpar. Atraí essa situação pra minha vida sim, por alguma razão que desconheço. Não quero saber o porquê, mas sei que tenho minha responsabilidade no processo e aceito isso com tranquilidade. Nós temos uma visão muito limitada da multidimensionalidade, e vamos entender o porque das coisas só mais adiante. Agora, eu tenho consciência que não tenho esse entendimento, mas terei um dia, quem sabe...

Mudanças
Uma das coisas que me ajudaram muito foi ter mudado de ambiente. Depois do que aconteceu fomos morar em um apartamento, e essa mudança ajudou muito na cura. Mas as pessoas que não podem se mudar e tem que conviver com o "cenário", sugiro fazer pequenas mudanças. Uma reforma, uma pintura, mudar os móveis de lugar se for o caso, objetos de decoração novos...tudo isso ajuda a desconstruir o antigo ambiente. E uma limpeza energética com limão, para apagar registros de sofrimento é bem vindo.

O Reiki
Outro ponto que foi fundamental para o processo de cura na minha vida foi o Reiki. Hoje eu sou apaixonada por Reiki e me tornei Reikiana  graças a experiencia maravilhosa que tive. Foi como recarregar as baterias, para ter ânimo e vontade de viver novamente. Foi fundamental para que eu pudesse me harmonizar e me equilibrar.  Fiz várias sessões de Reiki! Hoje me auto aplico, aplico no meu filho e no meu marido. Amo Reiki e indico sem medo para quem está passando por qualquer processo difícil na vida.

Florais
Um floral que é maravilhoso para esse tipo de situação é o Rescue. Fiz o uso dele no momento inicial, quando eu estava bem nervosa...e foi muito bom. Ele ajuda a resgatar a pessoa para seu centro novamente. 

EFT - Acumpultura emocional sem agulhas
Outra maravilha que indico é a EFT. A EFT ajuda a dissolver esses sentimentos que ficam depois que passamos por situações traumáticas. A primeira coisa a fazer é sentar em um lugar bem tranquilo e escrever em um papel qual o sentimento que essa situação te traz. Por mais doloroso que seja, é importante mexer nisso para curar. E quando o sentimento vier, escreva em um papel e dê um grau de intensidade de 1 a 10. Depois de aplicar EFT,veja o que sente. Volte a fazer se for preciso, veja se vem outros sentimentos e vá aplicando EFT em todos. É maravilhoso e o resultado sentimos na hora.
Volta e meia quando algum sentimento vem...lá vou eu fazer EFT. Para quem não conhece a técnica, tem uma gavetinha aqui no blog explicando direitinho. Mas depois eu quero fazer um post para explicar como eu faço o EFT neste caso. Aguarde!

Visualização
Essa visualização eu não li em lugar nenhum, simplesmente intuí e sempre faço. Quando aqueles flash backs vem a mente, eu imagino como se aquilo estivesse impresso em uma folha de papel, amasso e deixo virar uma bolinha bem pequenininha e jogo em uma fogueira. Reduzo o tamanho do acontecido na minha mente. Não vou e não quero tornar esse acontecimento algo grandioso na minha vida. Não!!! Foi apenas um pequeno trecho ruim de um bom caminho.

Meditação
Algumas pessoas julgam muito difícil meditar...eu também achava. Mas depois que descobri o site "Feliz com você", tudo mudou. Comecei a experimentar a meditação na minha vida a alguns meses e o resultado é tão maravilhoso que nem sei descrever. A Amanda, dona do site, criou um projeto de 365 meditações diárias e gratuitas! Ou seja, todo o santo dia, a 1 ano, ela posta no Youtube uma meditação com visualização para aquele dia. É só fazer! A frase..."todas as respostas estão dentro de você é só silenciar e ouvir" é uma grande verdade! Basta fazer silêncio que tudo flui, nossa energia melhora, nossa vida melhora. Experimente! Vale muito a pena! 

Gratidão
É fundamental o cultivo da gratidão pois ela nos faz olhar o lado bom de tudo. Ser grata por estar viva e sairmos ilesos...é mais importante do que qualquer coisa. Hoje sou uma pessoa muito mais grata do que eu era antes do ocorrido. Não sei explicar mas durante todo o processo, apesar do medo...lá no fundo eu tinha uma certeza de que tudo acabaria bem. Senti que eu estava sendo amparada de alguma forma. As reações que meu filho teve, foi a prova de que algo grandioso estava ali comigo me amparando. Ele dormiu, ele não chorou...aliás ele gargalhou muito quando eu corria desesperadamente no meio do mata. Lembro daquele ar gelado, das folhas secas e a gargalhada do meu filho ecoando com o "galope" que fazíamos ao correr...e o alívio quando vi o homem que nos ajudou a sair dali, chegar. E é só isso que quero lembrar, só isso. Confesso que as vezes o outro lado da história, o lado negativo, fica batendo na porta pedindo para entrar. As vezes quase entra...mas não deixo! A escolha está na minha mão de como olhar para essa situação. Escolho olhar o lado positivo que sempre tem....por mais difícil que seja, sempre tem. A vida realmente é 10% do que acontece com a gente e 90% como reagimos. Sinto na pele isso todo o dia.

Maus momentos todos vamos ter na vida...
Cabe a nós como vamos reagir a eles. Eu escolho transformar o que aconteceu  em algo pequeno, bem pequeno. Como eu disse...apenas um pequenino trecho ruim de um bom caminho. 

Espero, de coração, que esse post possa ajudar muitas pessoas que passaram por situações semelhantes a voltarem ao seu equilíbrio. Que possam dar um novo significado para o que aconteceu...e seguir suas vidas... em paz.

Beijos cheios de afeto...


Sheila Costa
do blog Passarinhos no Telhado

Tags: superando traumas, estresse pos traumatico, assalto, sequestro, violência, superação, tept


O melhor lugar do mundo...é dentro de um abraço.



"Fique cada vez mais atento a seus movimentos amorosos. Perceba como sua respiração muda e como seu corpo vibra com o simples ato de abraçar a pessoa amada. Faça disso uma experiência e você se surpreenderá.
Um dia, abraçados, sentem-se pelo menos durante uma hora sem fazer mais nada a não ser mergulhar um nos braços do outro, fundindo-se, derretendo-se. Lentamente, vocês começarão a respirar como se tivessem um só coração. Serão momentos preciosos. E você terá a primeira percepção da energia meditativa."


Osho, em "Uma farmácia para a alma".
Imagem: Cheyenne Schultz Photography

segunda-feira, 11 de maio de 2015

Se...


Se, ao final desta existência, alguma ansiedade me restar
E conseguir me perturbar;
Se eu me debater aflito no conflito, na discórdia…

Se ainda ocultar verdades para ocultar-me,
Para ofuscar-me com fantasias por mim criadas…

Se restar abatimento e revolta pelo que não consegui possuir, fazer, dizer e mesmo ser…

Se eu retiver um pouco mais do pouco que é necessário
E persistir indiferente ao grande pranto do mundo…

Se algum ressentimento, algum ferimento impedir-me do imenso alívio
que é o irrestritamente perdoar,

E, mais ainda, se ainda não souber sinceramente orar
Por quem me agrediu e injustiçou…

Se continuar a mediocremente
Denunciar o cisco no olho do outro sem conseguir vencer a treva e a trave em meu próprio…

Se seguir protestando reclamando, contestando,
Exigindo que o mundo mude
Sem qualquer esforço para mudar eu…

Se, indigente da incondicional alegria interior,
Em queixas, ais e lamúrias,
Persistir e buscar consolo, conforto, simpatia para a minha ainda imperiosa angústia…

Se, ainda incapaz para a beatitude das almas santas,
precisar dos prazeres medíocres que o mundo vende…

Se insistir ainda que o mundo silencie para que possa embeber-me de silêncio,
Sem saber realizá-lo em mim…

Se minha fortaleza e segurança são ainda construídas com os materiais grosseiros e frágeis
Que o mundo empresta, e eu neles ainda acredito…

Se, imprudente e cegamente, continuar desejando adquirir,
Multiplicar, e reter valores, coisas, pessoas, posições, ideologias,
Na ânsia de ser feliz…

Se, ainda presa do grande embuste, insistir e persistir iludido
Com a importância que me dou…

Se, ao fim de meus dias, continuar sem escutar, sem entender, sem atender,
Sem realizar o Cristo, que, dentro de mim, Eu Sou,
Terei me perdido na multidão abortada dos perdulários dos divinos talentos,
Os talentos que a Vida a todos confia,
E serei um fraco a mais, um traidor da própria vida,
Da Vida que investe em mim,
Que de mim espera e que se vê frustrada
Diante de meu fim.

Se tudo isto acontecer terei parasitado a Vida
E inutilmente ocupado
O tempo e o espaço de Deus.
Terei meramente sido vencido pelo fim,
Sem ter atingido a Meta.


Poema do Professor Hermógenes
José Hermógenes de Andrade Filho é considerado o pioneiro em medicina holística no Brasil, com mais de 42 anos de prática e ensino de yoga. Pai de 2 filhas, 6 netos e 4 bisnetos. Filósofo, poeta, escritor e terapeuta. Doutor em yogaterapia, título concedido pelo World Development Parliament, da Índia, é o criador do treinamento anti-stress. Faleceu em março de 2015.


Uma das coisas mais lindas e reflexivas  que li na vida...

sábado, 9 de maio de 2015

Porque toda mulher é mãe...


"Mesmo que nunca tenha gerado um filho.
Mesmo que nunca venha a gerá-lo.
Toda mulher é mãe, primeiro, mãe da boneca mais tarde do irmãozinho.
Casada, é mãe do marido antes de o ser dos filhos.
Sem filho, será mãe adotiva e entregará a alguém os benefícios do seu amor:
aos sobrinhos, aos filhos, ao próximo, aos alunos, a uma causa justa.
Quantas mulheres, que a vida não escolheu para a maternidade de seus próprios filhos, 
não se tornaram mães de suas próprias mães?
Quantas? Ou do pai ? Ou do avô ?
A maternidade é inexprimível.
Como uma fonte de água que uma pedra obstruiu, ela vai brotar adiante.
A maternidade não tem fronteiras, não tem cor, não tem preferências.
É das poucas coisas que se bastam a si mesmas.
Tem sua própria devoção: a esperança.
Tem sua própria ideologia: o amor.
Mãe, luz e vida!
Porque toda mulher é mãe!"

Desconheço o autor, mas esta é uma singela homenagem a todas as mulheres que são mães de alguma forma nessa existência!

Feliz Dia das Mães! :)

quinta-feira, 7 de maio de 2015

Sempre que você chega no ápice da montanha...


Sempre que você chega no ápice da montanha, o vale também começa a ficar profundo. Só pode haver uma grande montanha se houver um vale profundo. Para as rochas, não existe infelicidade, não existe o vale, pois a felicidade delas também está num terreno plano. O ser humano é o ápice da existência, ele se elevou nas alturas, mas por causa dessa elevação, existe ao mesmo tempo as profundezas do vale. Você olha para baixo e sente medo. Mas, o vale faz parte da montanha; o vale não pode existir sem a montanha e a montanha não pode existir sem o vale; eles estão juntos, eles são um conjunto. A vida é feita de opostos, você precisa aceitar isso.

Osho
imagem:google
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...