Pesquise no blog:

Carregando...

Tradutor

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

O erro não é de quem confia, e sim de quem mente



O erro não é de quem confia, e sim de quem mente

A confiança é como uma ponte de cristal frágil e transparente que eleva as nossas vidas. É provável que você tenha levado muito tempo e muito esforço para construí-la, e por isso é tão apreciada.

Contudo, apesar de merecer tanto trabalho e trazer tanta felicidade, costuma ser destruída em apenas poucos segundos pelo nosso descuido, nossos egoísmos e nossas atitudes interessadas.

Quando um sentimento tão importante como a confiança se quebra, algo em nosso interior desfalece. Isto ocorre porque a mentira coloca em dúvida mil verdades, fazendo com que nos questionemos inclusive sobre as experiências que achávamos totalmente sinceras.

A mentira tem pernas muito curtas e os braços muito compridos. 

Mesmo que a mentira possa alcançar limites inesperados, a verdade sempre acaba aparecendo. Como costumamos dizer, é mais rápido pegar um mentiroso que um coxo, pois as suas palavras e os seus atos não se sustentam.

De qualquer forma, o fato de que tudo caia pelo seu próprio peso não quer dizer que a pancada não vá ser impactante e dolorosa. De fato, o normal é que ocorra precisamente o contrário e que a mentira e a traição acabem sendo um antes e um depois nas nossas vidas.

“Um pássaro pousado em uma árvore nunca tem medo de que um galho se rompa, porque a sua confiança não está no galho… E sim nas suas próprias asas…”

A responsabilidade de quem mente

É comum ouvir isso de “se traírem você uma vez é culpa do outro, mas se traírem você duas vezes, é culpa sua”. O fato é que esta afirmação tem muito de verdade em si, mas também é preciso olhá-la com cautela. 
Ou seja, a ideia é que aprendamos com os nossos erros e que não os repitamos, mas em última instância, nunca deveríamos nos sentir culpados por sermos enganados. Como você vai se responsabilizar pelo que os outros fizerem? Isso é uma loucura.

Não obstante, é provável que isto tenha atormentado você mais de uma vez, fazendo se sentir estúpido por ter caído nas redes de alguém que “já estava dando na cara”. Neste sentido, é muito fácil ligar os fatos quando a casa já caiu e está fragmentada.

Não somos nem adivinhos, nem infalíveis. Além disso, os outros também não são perfeitos e em alguns casos é preciso pensar que as pessoas boas também cometem erros, de modo que também é preciso estar aberto a perdoar.

“Depois de um tempo você aprenderá que o sol queima se você se expuser demais. Aceitará inclusive que as pessoas boas possam lhe ferir alguma vez e você precisará perdoá-las. Você aprenderá que falar pode aliviar as dores da alma… descobrirá que leva anos construir a confiança e apenas alguns segundos para destruí-la e que você também poderá fazer coisas das quais se arrependerá o resto da vida”. William Shakespeare

A ferida emocional da traição

A ingratidão e a traição doem especialmente quando envolvem as pessoas que amamos e temos ao nosso redor, como os nossos cônjuges, nossos amigos ou as nossas famílias. Quando isto ocorre, começam a entrar em cena a raiva, a impotência e a ira, fazendo-nos sair dos nossos papéis.

Também é muito doloroso (e infelizmente muito comum) que alguém faça algo por nós esperando somente receber algo mais da nossa parte. Este tipo de traição quebra a nossa estrutura e afunda o nosso mundo emocional em um autêntico caos.

Contudo, mesmo que a traição doa profundamente no coração, não faz muito sentido mudar o seu jeito de ser por ter sido ferido, e passar a descontar em outras pessoas por vingança ou despeito.
Por incrível que pareça, esta reação é bastante comum quando a “ferida emocional” está aberta e infeccionada. Do mesmo jeito, só porque alguém fez isso com você não faz sentido se vestir com uma armadura frente a todas as pessoas que o rodeiam. Basta proteger-se do traidor.

Como superar a mentira e a traição
A segurança, a franqueza, a sinceridade e a lealdade nas nossas relações são um pilar básico para manter o nosso crescimento. Contudo, as dúvidas, a desconfiança e a falsidade só nos prejudicam, nos queimam e nos envenenam.

Portanto, embora a desconfiança crave profundos espinhos em nosso interior, todos somos capazes de superá-la. É normal que frente a estas situações a dúvida cresça e, com ela, a desconfiança, mas isto não deve representar uma oportunidade para desconfiar dos outros.

Ou seja, dado que é provável que nos encontremos nesta situação tão indesejável mais de uma vez, é preciso entender que é uma oportunidade para crescer como pessoa e escolher melhor as pessoas que nos rodeiam.

Por: Raquel Brito
via
imagem: Jack Olson



Realmente acredito nesta afirmativa: o erro não é de quem confia, e sim de quem mente. De quem trapaceia, puxa o tapete, de quem não haje com dignidade. 
A culpa não é de quem confia, de quem haje de boa fé, de quem acredita.
Sei que no momento da rasteira pensamos o quanto fomos "burros" por acreditar, por sermos inocentes até... Mas não se culpe! Tire isso do seu coração! 
Esses dias li em um blog amigo uma frase que me marcou muito....dizia: "É melhor ter o tapete puxado do que ser a mão que puxa o tapete de alguém".Pois uma coisa é certa...a pessoa que puxou o tapete tem que dormir, acordar e viver com esse "incômodo" para o resto da vida! E não pense que esse "incômodo" não vai existir, pois vai sim...esse incômodo está lá...no fundo da consciência. Sei que essa pessoa vai tentar "mascarar" com uma história safada que ela vai contar pra ela mesma para tentar justificar sua crueldade...mas ela sabe, lá no fundo, que se ela está sendo "cruel" ela não pode estar certa.. Ela sabe, por mais que negue, que se plantamos espinhos, um dia vamos colhe-los...todos eles...um a um. 
Então relaxe e confie nas forças do Universo...
E siga seu caminho, com o coração em paz!

-------


Estarei fora por uns dias para me acalmar...
É que dizem que não é água com açúcar que acalma...
É água com sal...
Então lá vamos...
Beijos e até a volta! :)

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Compaixão x Piedade


A compaixão é muito maior e mais nobre do que piedade. Piedade tem suas raízes no medo e carrega um sentido de arrogância e condescendência, às vezes com um sentimento de "ainda bem que não é comigo." Como diz Stephen Levine: "Quando seu medo toca a dor de alguém, torna-se piedade; quando seu amor toca a dor de alguém, torna-se compaixão." Treinar a compaixão é saber que todos os seres são iguais e sofrem de maneira similar, é honrar aqueles que sofrem e saber que você não está separado dos outros nem lhes é superior.”

Sogyal Rinpoche
imagem: Jack Olson 

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Seu problema é o outro?


Escuto muito que o outro é que é a fonte da minha insatisfação ou preocupação e que gostaria que o OUTRO MUDASSE.
Meu problema é o outro.Vivo ansioso, preocupado com o comportamento do meu filho....
Meu problema é o outro. Queria muito ter um namorado mas os homens são ....
Meu problema são os outros. Os clientes são muito....as pessoas são muito....
Não pode haver maior vulnerabilidade do que quando você coloca o seu FOCO no outro,mesmo que ele esteja produzindo um quadro negro na sua vida, é total responsabilidade sua produzir uma nova realidade para você , e o primeiro passo é mudar o foco para aquilo que você QUER vivenciar, os sentimentos que você quer ter, os comportamentos que você quer adquirir e retirar o outro da EQUAÇÃO SOLUÇÃO. 
Você se torna o alvo da mudança que você quer ver no outro ou no mundo e gradualmente o outro tem que responder a um NOVO você , com respostas diferentes.
Você é a própria fonte de problemas ou soluções. A mudança e a evolução não chegam enquanto você espera ou julga o outro. A mudança chega quando você decide pintar um novo quadro, quando você sacode a poeira e dá a volta por cima. Quando você busca se satisfazer independente do outro, isso o torna INSPIRADOR e acaba ativando no outro respeito e irradiando poder.
Segundo aspecto que você tem que " acordar " é que tudo que você pensa e sente, cria uma ONDA DE VIBRAÇÃO e silenciosamente no espaço invisível a sua volta , que é um campo telepático, sua mensagem chega. Seu cartão de visitas mais autêntico é esse, e chega antes mesmo da sua pessoa física, apresentando o que você realmente pensa sobre, estimulando o outro ou não a ser seu parceiro e contribuir com o que você deseja.
Perceba que o poder ou a falta dele é uma questão totalmente pessoal. Pare de se enganar colocando a responsabilidade no outro e no mundo. O arquiteto do seu destino é você!

Rosalia Schwark
imagemdaqui

Sinceramente...


"Não quero flores murchas.
Sorrisos falsos, coração ausente.
Quero a casa enfeitada com sinceridade...
Coisas que não passem despercebidas dentro da gente."

Sil Guidorizzi
imagemdaqui

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Vai que pega...


Os tempos são, cada vez mais, individualistas e mesquinhos e, vocês sabem, é sempre muito difícil discutir com pessoas individualistas e mesquinhas. Perguntam “Qual a utilidade de um filho?”, como se uma criança fosse um eletrodoméstico, ou um novo modelo de celular. Como se um filho pudesse lhes economizar algum dinheiro ou lhes deixar alguns centímetros mais altos. Você não encontrará esse tipo de utilidade em um filho.

Pelo contrário: um filho vai esgotar suas economias e minguar suas noites de sono. Vai sujar suas camisas novas e desenhar em suas paredes. Você não vai ter um filho para obter vantagens, descontos, deduções do Imposto de Renda ou balões de graça sempre que for ao shopping. Você vai ter um filho para aprender a amar outra pessoa mais do que a você mesmo.

Esta é a utilidade secreta de um filho: ele nos torna imediatamente pessoas melhores. Nos preocupamos em ser mais educados com as outras pessoas, em dar o exemplo. Nos esforçamos para preservar o meio ambiente, para que o mundo continue sendo um lugar agradável pra ele.

Você passa a separar o lixo, dizer “com licença”, parar no sinal amarelo. Você passa a se preocupar com bullying, com piadas preconceituosas, com alimentação industrializada. Você devolve o troco errado, recolhe o lixo que outra pessoa jogou no chão. Você se torna uma pessoa melhor. Para que seu filho seja melhor que você. Melhor que seus pais. Melhor que seus avós. Para que o mundo dele seja melhor do que o seu mundo.

Os tempos são, cada vez mais, individualistas e mesquinhos. Contra eles, amor e abnegação. Ter um coração mole em um mundo cruel não é sinal de fraqueza, é sinal de coragem.

Vai que a moda pega.

Marcos Piangers

Resolvi postar este texto do colunista do Jornal ZH Marcos Piangers, porque concordo e discordo dele...e vou explicar o porquê.
Ter um filho é uma escolha e ninguém é "melhor" ou "pior" por isso. 
Mas uma coisa eu concordo e entendo o colunista...não é que só depois que temos um filho que nos tornamos pessoas melhores mas existe um "esforço" e uma "preocupação" maior que antes não existia! Queremos ser pessoas melhores e desejamos que nossos filhos sejam melhores que nós! É um amor difícil de explicar e só quem passa pela experiência entende. Quem não passa nunca vai entender e não há problema nenhum nisso também. 
Existem coisas maravilhosas para se viver quando se opta por ter filhos...e existem coisas maravilhosas para viver quando se opta por não ter.
Cada um sabe de si...e o que falta mesmo, hoje em dia, é "respeito" pelas escolhas alheias! Isso sim! Individualista e mesquinho é quem acha que só as suas escolhas é que estão certas.


sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Reconhecimento...


Qual o primeiro passo que preciso dar no caminho da minha evolução? 
Não dê nenhum passo. 
Faça um reconhecimento. 
Todos os passos que você deu até hoje em direção a muitos lugares, que ingredientes estavam sempre presentes?
" Eu sempre acabo aceitando menos do que o planejado porque tenho medo de não conseguir nada melhor e então entro nas relações já sabendo que não tem tudo do que preciso" .
Descubra o ingrediente que sempre faz o seu " bolo" desandar, ou seja, algo que faz você descer de nível , não evoluir e se manter com os mesmos resultados.
O importante não é a próxima coisa a fazer e sim ELIMINAR o padrão que carrega sempre junto.
Fique parado. Retire este excesso. Se comprometa a somente dar o próximo passo se for capaz de não levar este ingrediente junto.
Fique parado. Se comprometa em não aceitar menos do que deseja somente porque chegou em sua vida. 
Fique parado. Projete um encontro com um outro ( seja pessoa ou negócio ) com tudo que você deseja. 
Fique parado. Confie que sua projeção terá a força de atração de opções mais completas.
O movimento com um ingrediente inadequado somente gera desgaste, esforço e nenhuma evolução. A evolução não é percorrer caminhos, dar novos passos. É um reconhecimento do que é preciso deixar de carregar.

Rosalia Schwark 


quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Um sorvetinho para refrescar...


Olá amigos!!!

Com esse calor que tem feito...nada melhor que um sorvetinho! hã?!
E um sorvetinho caseiro, feito com todo amor e carinho tem outro sabor!
Hoje vou ensinar um sorvete delicioso, cremoso...e fácil de fazer....e quando eu digo fácil não estou exagerando não...pois é muuuuuuito fácil!

Você vai precisar de:

  • 1 lata de creme de leite geladinha
  • 1 lata de leite condensado

Só isso! Essa é a base do sorvete! :)
É só bater o creme de leite até virar um chantilly e depois misturar com o leite condensado.
E só...
Fica com essa consistência:


Depois o sabor fica a seu critério...invente! Libere a(o) sorveteira(o) que há em você! 
Eu misturei com geleia de morango... e ficou muito bom!


Depois é só colocar em um pote com tampa...e levar para o congelador fazer seu trabalho! 

E o resultado....


Gente! Fica muito bom!
Super aprovado pela família...
Super recomendo essa receita!



Beijos Gelados! 

Quando estou bem alimentado por dentro...


"Quando me dirijo ao mundo interior, não é para escapar do barulho incessante das ações, das exigências e confusões dos outros. Não é para alienar-me dos acontecimentos e das pessoas. É para fertilizar o solo interno, onde todas as minhas virtudes e poderes podem brotar, crescer e desabrochar. Quando estou bem alimentado por dentro, não me torno um mendigo do amor ou de respeito, porque sei ser meu próprio amigo e amigo dos outros."

Ken O'Donnell, Lições para uma Vida Plena


terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Aprenda a lidar com a Insegurança e o antídoto para neutraliza-la...


Olá amigos!

Assisti esse vídeo da Maura de Albanesi e achei simplesmente perfeito. Esse vídeo ela fala com maestria sobre o assunto INSEGURANÇA. Se você considera-se uma pessoa insegura, esse vídeo é para você entender o processo, o porquê que você é assim...e para completar um "antídoto" maravilhoso para você dar um fim a essa situação!

Agora, tire uns minutos só para você...e aperte o play...vale muito a pena!!! 

Vídeo 1 - A explicação sobre Insegurança:

Vídeo 2 -O Antídoto e um exercício:

Que material maravilhoso hem! 

Beijos Intuitivos e equilibrados :)

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Descubra o que a sua estação do ano preferida diz sobre você...


Pode parecer uma coisa à toa, mas a mudança de estação interfere no nosso humor e na nossa disposição física e mental.
Podemos até gostar de todas as estações, mas com certeza há uma especial onde percebemos o nosso rendimento melhorar.
E também podemos, em uma determinada época, gostar mais de uma estação e depois de outra. 

Isto é porque nós também mudamos, não somos os mesmos do verão passado... 

Há uma zona específica do hipotálamo que atua de modo termostato, e através do sistema nervoso simpático manda os vasos sanguíneos se contraírem ou se dilatarem, e isso altera bastante o funcionamento do nosso corpo, a nossa predisposição interna e a nossa mente.

Agora vamos compreender o que a sua estação preferida diz sobre você! 
Você pode gostar igualmente de 2 estações, neste caso, leia a resposta das duas, elas complementam o seu jeito de ser...

Você prefere:

1. verão
2. outono
3. inverno
4. primavera

Leia a resposta abaixo!


Se você prefere o VERÃO a sua mente é expansiva.

O seu movimento interno está mais voltado para o externo. Você olha o mundo e o internaliza, ou seja o externo impacta o seu estado emocional.

Você é - ou gostaria de ser inconscientemente - uma pessoa super ativa, que gosta de estar sempre fazendo algo, adora se comunicar e estar com pessoas, é mais extrovertida.

Sua mente trabalha em conjunto com a ação, ela tem o registro de que ser útil, bom e eficiente é quando está literalmente realizando algo, colocando a mão na massa mesmo.


Se vc prefere o OUTONO a sua mente é reflexiva

Estas pessoas trazem um movimento interno de soltarem o que não serve mais, seguem um ritmo de começo, meio e fim, é como as folhas que caem das árvores pois já cumpriram a sua função. Tudo tem um começo, meio e fim.

Se você prefere esta estação provavelmente você é - ou gostaria em seu íntimo - que tudo seguisse um planejamento estruturado, gosta de pensar e refletir sobre o vivido, sobre o que deu certo e o que não deu, fazer de tempos em tempos um balanço de cada situação.

Seus arquivos mentais compreenderam ao longo da vida que a reflexão e planejamento são fundamentais para se viver bem e encontrar soluções inteligentes.


Se você prefere o INVERNO a sua mente é profunda.

O movimento desta pessoa é mais voltado para si, tendendo a se isolar pois sente uma grande necessidade de introspecção, de se aprofundar nos sentimentos, vivendo intensamente as situações. 

Provavelmente as pessoas que gostam desta estação gostaria de ser ou é bem detalhista, preferem a intimidade da relação: optam pela qualidade ao invés da quantidade. Gostam de obter informações sobre tudo e se aprofundam nelas, nada é por acaso: tudo tem um sentido maior e mais abrangente.

Seus arquivos mentais lhe ensinaram que quanto mais se aprofundar e se especializar sobre um assunto, terá melhores chances de sucesso no que faz. E antes de partir para um próximo objetivo, o anterior tem que estar muito bem compreendido e assimilado.


Se vc prefere a PRIMAVERA, a sua mente é concreta.

O movimento interno destas pessoas está voltado ao belo da vida, elas se expressam com mais alegria ao ver as suas tarefas cumpridas, o desabrochar das flores é sentida como "consegui fazer o meu melhor"

Tudo flui naturalmente...

As pessoas que gostam da primavera gostariam de ser ou são, pessoas que precisam da comprovação concreta de que seus empenhos deram certo, só conseguem validar algo depois de pronto, é "pão, pão, pedra, pedra".

Aqui a mente registra como efetivamente bom e verdadeiro quando algo se finaliza, é a manifestação concreta do potencial de realização do ser humano, ou seja a realeza da ação se manifestou. Desta forma a pessoa sente que alcançou um objetivo, quando ele realmente aconteceu. Sua motivação está nesta concretude, se ela não acontecer desta forma, a mente não registra o êxito.

Maura de Albanesi



sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

É preciso ser gentil...


"Compreenda que é preciso ser honesto, mas também é preciso ser gentil. Parte fundamental do processo de evolução da consciência é extirpar a violência do nosso sistema. Por isso precisamos encontrar maneiras de sermos honestos sem machucar o outro. E mesmo sendo gentil, pode ser que a verdade machuque o outro (porque nem sempre é fácil lidar com ela). Mas, nesse caso, isso não é um problema seu, é um problema do outro.” 

Sei Prem Baba
imagemdaqui


quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Protegê-los de tudo...


A Aurora estava correndo com os bracinhos abertos, os olhinhos fechados, e você sabe o que acontece quando corremos de olhos fechados. A Aurora tropeçou e caiu e ralou os joelhos e as mãos, e foi aquela gritaria, calma calma não foi nada, vem colo, uaaaaaaaaaaaaaaaaaaa, calma calma, deixa eu passar uma aguinha.
No meio do soluço ela confessou que corria de braços abertos pra tentar voar. "Eu queria voar junto com os passarinhos", disse ela, toda machucada e frustrada. Esses machucados que doem mais na gente do que neles. A ingenuidade das crianças dói na gente.
O filho de um amigo meu descobriu sobre a morte. Com lágrimas nos olhos perguntou: "pai, tudo morre?". Meu amigo respondeu que tudo. "Mas eu não quero morrer, pai". Quem brinca muito não morre, disse meu amigo. O menino abriu um sorriso, ia correndo para o pátio. Parou e disse: "Pai, amanhã você brinca comigo o dia todo?".
Essa pureza dói profundamente. Eles não sabem de nada. Da morte, da perda, da falta de bondade. Não sabem da ganância do homem, da passividade de quem pode e não ajuda os outros. Não sabem do homem que mata, do homem que rouba, do homem que sequestra e machuca. Dói na gente saber que eles não sabem de nada disso. Dói saber que um dia saberão. Dói saber que é impossível protegê-los pra sempre. De tudo.
Quero protegê-los de tudo. 
Da morte. Da maldade. Da gravidade.
Voa entre os passarinhos, Aurora. Enquanto ainda é possível.

Marcos Piangers



segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

A vida é linda...


Você tem noção de que acordou? De que continua respirando? Tem noção de quantas coisas poderiam ter acontecido e que a sua "máquina" corpo poderia ter parado de funcionar enquanto você dormia? E que, a despeito disso, eis você: vivo. Tem alguma idéia do número de pessoas que lutam por suas vidas neste exato momento? Em hospitais, em guerras, em dramas pessoais? E você aí: vivo. E, muitas vezes, sem saber o que fazer com sua vida. Eu te aconselho: viva. Encante-se. Sorria mais, preocupe-se menos. A vida é linda, e se você não consegue ver esta beleza é só porque sua mente está te mentindo, e você acreditando. Use cada segundo do dia de hoje para ser mais feliz e se aproximar mais da vida que você quer ter. Não importa a velocidade. Importa a direção. Continue caminhando. Sempre em frente. A vida gosta de quem gosta dela. E só.

Flavia Melissa
imagemdaqui

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Um olhar sobre o que é amigo...


Amizade é reciprocidade! 
E quando digo isso não estou dizendo que se alguém te dá presente o certo é você retribuir, mas reciprocidade de carinho, de atenção, de cuidado. A gente muitas vezes confunde outros tipos de sentimento com amizade. Muita gente reclama que não é valorizado, mas faz visitas em jardins que o jardineiro pouco se preocupa, ou pouco vê do que você faz. Amizade é mais do que isso. É a reciprocidade do afeto, da confiança, da fé um no outro, da recíproca admiração. Do apoio mútuo. Olhe para a sua vida e repare se você não está permitindo o que não te cabe mais. Se a amizade não está sendo só da sua parte. Tudo bem, nem sempre a reciprocidade tem duas vias o tempo todo, mas repito: o que você permite continua. Você merece o melhor. Então olhe bem e analise o que você tem permitido em sua vida. Quando a sua vibe e a sua atitude muda, consequentemente o seu ciclo de amizades também. 
Não acredito que existam maus amigos, existem pessoas que não são nossos amigos, embora a gente acredite que sejam por um tempo. Dê um basta onde a reciprocidade parou de visitar há tempos e construa amizades que tenham pontes que podem ir e vir. Esse é o jardim que realmente faz nosso coração florir.

Meire Oliveira
imagem: google


Esteja onde estiver na sua vida...


"Esteja onde estiver na sua vida, seja o que for que tenha criado, aconteça o que acontecer, saiba que está sempre a fazer o melhor possível com a compreensão, a consciência e o conhecimento que tem. E quando souber mais fará de forma diferente.Não se desmereça por estar onde está. Nem se culpe por não conseguir progredir mais depressa ou melhor. Para realizar as mudanças, precisamos sempre nos apoiar com amor."

Louise Hay
imagemdaqui


quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Às vezes, para viver temos que ignorar muitas pessoas...


Às vezes, para viver temos que ignorar muitas pessoas
Para sermos felizes temos que saber ignorar muitas pessoas. Temos que aprender a viver e a esquecer aquelas palavras ou sentimentos que pretendem nos anular.

Há pessoas que são conflitivas e que nos atormentam com suas queixas, com seus julgamentos e com seus dramas. Isso pode ser cansativo, entristecedor e altamente tóxico, pois condiciona o nosso bem-estar à incerteza de suas ações.

Por isso temos que deixar de nos alimentar daquelas trocas que nos sugam a energia e nublam nossa realidade. Portanto, o primeiro que temos que aprender é a ignorar certas pessoas naqueles momentos nos quais estão nos fazendo mal.

Afaste-se de tudo o que se afastar de você

Afaste-se do que faz mal, do que escurece sua vida, do que se torna pesado. Afaste-se das pessoas tóxicas porque sua saúde irá agradecer. Não permita que seu mundo se desmorone.

A balança emocional deve ser inclinada para o lado do seu bem-estar, mas talvez seja necessário abraçar os demônios, para conseguir vê-los como “menos ruins”.

Não se esqueça de que, de vez em quando, temos que nos descarregar. A mente, assim como o corpo, deve se desintoxicar de radicais livres, de emoções negativas, de passados conflitivos, de pessoas que a desestabilizam.

Deixar ir embora o sofrimento

Dizer adeus ao sofrimento pode ser uma tarefa complicada, mas às vezes é importante parar e restabelecer nossas prioridades. Por isso devemos agir para deixar escapar as emoções dolorosas, aquelas que não são saudáveis e que nos atormentam, que nos impedem de evoluir.

Como em seu dia disse Epícteto, “o que nos perturba não são os fatos, mas o que pensamos sobre eles”. Por isso é importante que saibamos identificar, expressar e valorizar nossas emoções de maneira estratégica. Vejamos a seguir:

1. Expressando nossos sentimentos e emoções
Às vezes não precisamos que uma mente brilhante nos fale, mas sim que um coração paciente nos escute. Nossas emoções nascem para ser experimentadas, por isso retê-las por medo só consegue turvar nossa realidade.

2. Analisando as crenças que sustentam as emoções dolorosas
É natural nossa preocupação em render bem nos estudos, mas não podemos nos aterrorizar pelos nossos erros, pois dessa forma só alimentamos maus sentimentos. Ou seja, não há pior tormenta do que a que alguém se forma na cabeça.
Não dá na mesma pensar que “é terrível que nosso filho tenha saído de casa” do que acreditar que “embora fiquemos tristes porque ele partiu, é normal que tenha feito isso”.  A primeira frase favorecerá o surgimento da ansiedade e da depressão.

Este mesmo raciocínio pode servir para as nossas diversas emoções. Dessa maneira, temos que brigar para evitar a vergonha, mas não a decepção, para eliminar a culpa, mas não o remorso, e para nos desfazermos da ira, mas não do aborrecimento.

3. Transformando, liberando e filtrando esses sentimentos e emoções
Analisar nossas emoções e sentimentos não é suficiente; devemos explorar o que se esconde por trás deles. Esta é a única maneira de nos libertarmos. Pode ser que seja inevitável ter uma parte “não saudável” em nossas emoções e pensamentos, mas o que temos que ter claro é que não devemos alimentá-la.

Não deixe ir embora as pessoas que tornam seu mundo bonito

Não deixe ir embora as  pessoas que tornam seu mundo mais lindo, deixe partir as que o anulam. Conserve em sua vida tudo aquilo que o ajuda e aquilo que o torna uma pessoa melhor.

Sofrer, aguentar e sacrificar sua vida não o valida como ser humano, nem o faz melhor, só o atormenta e o diminui. Rodear-se de pessoas negativas consegue obscurecer tudo aquilo que brilha em nós.

Cuide e enriqueça sua vida com relações que sustentem seu bem-estar. Faça-o sempre de maneira sincera, com afeto e com respeito. Mantenha sua porta aberta para as boas pessoas e ignore tudo aquilo que faça mal a você; sua saúde vai agradecer.

Raquel Brito
imagem: google



segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Adeus seguidores....



Olá amigos...

Quando criei meu blog em 2009... achei que ninguém iria se interessar pelas minhas postagens.
Falo de verdade mesmo...nunca tive a pretensão de ter muitos seguidores.
Mas as coisas aconteceram aos poucos...
Cada um que começava a seguir o blog, meu coração se enchia de alegria!
Era mais um que chegava e tinha alma de passarinho... 
Era mais uma pessoa que se importava com o blog!
Era como um recado: estou aqui com você.

Quando eu vi estava com 100...500...1000...2000...3000
Quando chegou a 3000...nossa! Quanta alegria! Quanta gratidão!
Fiz uma postagem agradecendo e tudo mais...
Mas veio mudanças da plataforma blogger...e meus seguidores se foram...
Cada dia que entro no meu humilde blog...tem menos seguidores...


De um dia para o outro sumiram 300...
De ontem para hoje...foram-se 60...
Amanhã...vai mais uns quantos...
Todos debandando numa revoada de pássaros...


Oh Deus! Não vai sobrar ninguém?

Segundo o blogger...sim sobrarão alguns...Aqueles que tem conta google. 
A partir do dia 11 de janeiro de 2016 não será mais possível seguir blogs com o Google Friend Connect usando o Twitter, Yahoo, Orkut ou outras contas do tipo OpenId.

Se você é blogueiro e notou uma queda no número de seguidores...acesse AQUI e veja a explicação da Equipe de Suporte do Blogger. 

Mudanças...
A vida tem dessas coisas! 
Então, o negócio é aceitar...fazer o que né?

E se você quer seguir o blog e marcar presença por aqui..siga com sua conta google então! 
Agradeço profundamente...

Beijos conformados...

Sheila Costa
do blog Passarinhos no Telhado

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...